Esposa de Bruno Cortês revela planos para chegada de um ‘Cortesinho’ no ano que vem

Esposa revela planos para chegada de um ‘Cortesinho’ no ano que vem

Juliana conta que assédio sobre Cortês é enorme até em casa e que isso atrapalha o descanso do jogador: ‘E ele não se recusa a dar atenção’

O Botafogo recebeu uma presença ilustre nesta quarta-feira. A primeira-dama da lateral esquerda, Juliana Cortês, foi assistir ao treino do marido ao lado da prima Tamara. Bem-humorada como o amado, Juliana conversou com a reportagem do GLOBOESPORTE.COM e contou como têm sido os últimos meses da família, que viu o jogador sair do Nova Iguaçu, chegar ao Botafogo e vestir a camisa da Seleção Brasileira.

Segundo Juliana, a rotina da família não mudou muito, apesar de o conforto hoje ser maior. A família Cortês segue morando em Campo Grande, indo aos mesmos lugares e frequentando a mesma igreja. A única mudança significativa foi o assédio em cima do marido.

– Agora, é impossível ir ao shopping, por exemplo. As pessoas vêm falar, e ele não consegue deixar de ser atencioso. As crianças, principalmente, o adoram. E o Bruno adora criança. Então, aí que não para de conversar, dar autógrafo, tirar fotos…

O assédio não é grande só na rua. Em casa, o jogador regularmente é chamado para dar autógrafos e falar com os fãs. O estilo boa-praça impede que ele diga “não”, o que, segundo a esposa, acaba comprometendo o descanso.

Juliana (à direita), esposa de Cortês, com a prima Tamara (Foto: Thiago Fernandes / Globoesporte.com)

– O pessoal que mora perto da gente já deixou de ter essa coisa de ir dar os parabéns, querer falar com ele. Mas tem muita gente de fora que vai lá para ver se ele está lá mesmo, se mora lá. Às vezes, ele chega em casa cansado, querendo repousar, mas as pessoas vêm chamá-lo. E ele não se recusa a dar atenção. Quando é criança então, aí que ele faz questão de levantar e ir atender.

Todo esse carinho por criança já faz Cortês desejar para breve um herdeiro. O “Cortesinho” está previsto para vir ao mundo no ano que vem.

– A gente já conversou sobre isso e ele quer muito ser pai. Ano que vem, vai vir nosso filho. Se for menino, vai se chamar Pedro. Se for menina, Julia.

Quando o rebento ficar mais velho, além de aprender a chutar a bola, vai poder acompanhar o pai em um de seus passatempos preferidos: jogar videogame em seu “estádio particular” na sala de casa.

cortes botafogo div 60– Ele adora videogame. Fica jogando e diz que lá é a Arena Cortês ou o Cortesão. Como gosta de brincar com isso.

Cortês, assim como o restante do time, se prepara para encarar o Vasco, no próximo domingo. O jogo será disputado no Engenhão, a partir das 19h (horário de Brasília).

– Esse é um jogo-chave para a gente não deixar as equipes que estão lá em cima se distanciarem. Estamos focados para buscar um bom resultado. Contra o Vasco, é sempre um jogo difícil, mas vou fazer de tudo para ajudar o Botafogo a fazer um bom jogo e sair com a vitória.

Cortês, assim como o restante do time, se prepara para encarar o Vasco, no próximo domingo. O jogo será disputado no Engenhão, a partir das 19h (horário de Brasília).

Fonte: Globo Esporte

+ sobre o tema

“Benjamin de Oliveira – O Astro Negro do Brasil” Herança, legado e inspirações

Com Márcia Leivas e Wildson França Participação de Marco Aurélio,...

Carta a Vilma Reis: um breve resumo sobre Chico Preto

De Cleidiana Ramos no Flor de Dente Cara Vilma Reis: Neste...

Livro sobre ‘escravos livres’ é tão forte que obriga a olhar para o presente

Está nas livrarias "Africanos Livres: A Abolição do Tráfico...

para lembrar

spot_imgspot_img

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...

Nota de pesar: Flávio Jorge

Acabamos de receber a triste notícia do falecimento do nosso amigo e companheiro de militância Flávio Jorge, o Flavinho, uma das mais importantes lideranças...

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...
-+=