sexta-feira, janeiro 22, 2021

Resultados da pesquisa por ''

Divulgação / Unisc Jornalista

Pesquisa revela que Bolsonaro executou uma “estratégia institucional de propagação do coronavírus”

A linha de tempo mais macabra da história da saúde pública do Brasil emerge da pesquisa das normas produzidas pelo Governo de Jair Messias Bolsonaro relacionadas à pandemia de covid-19. Num esforço conjunto, desde março de 2020, o Centro de Pesquisas e Estudos de Direito Sanitário (CEPEDISA) da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da Universidade de São Paulo (USP) e a Conectas Direitos Humanos, uma das mais respeitadas organizações de justiça da América Latina, se dedicam a coletar e esmiuçar as normas federais e estaduais relativas ao novo coronavírus, produzindo um boletim chamado Direitos na Pandemia – Mapeamento e Análise das Normas Jurídicas de Resposta à Covid-19 no Brasil. Nesta quinta-feira (21/1), lançam uma edição especial na qual fazem uma afirmação contundente: “Nossa pesquisa revelou a existência de uma estratégia institucional de propagação do vírus, promovida pelo Governo brasileiro sob a liderança da Presidência da República”. Obtida com exclusividade pelo ...

Leia mais
Edneia Limeira dos Santos - Foto: Nego Júnior

Samba Rock na Cidade de São Paulo: Uma Análise da Evolução do Gênero Desde os Anos 1970 nos Bailes Blacks, até o Registro Como Patrimônio Cultural Imaterial

A proposta do artigo é analisar o gênero samba rock, com foco na sua evolução desde os anos 1970 até o ano de 2016, quando o gênero foi registrado como patrimônio cultural imaterial na cidade de São Paulo. Propõe-se mostrar, nesta evolução, a integração entre o samba rock e os bailes blacks, que em décadas passadas foram fundamentais para o crescimento de uma geração, visto que, além de entretenimento, os bailes eram fonte de conhecimento, resistência e troca de saberes culturais. Foto: Osvaldo Pereira, considerado o primeiro Dj do Brasil Introdução O artigo inicia-se a partir do conceito de cultura no sentido geral, antropológico. Entre os tantos termos que são utilizados para definição de cultura. Neste artigo, cultura será analisada por meio dos próprios atores que a promovem, nas esferas sociais e políticas. Além disso, por ser o samba rock uma manifestação cultural contemporânea e em ...

Leia mais
Alexandre, Lucas e Fernando Henrique foram vistos pela última vez no dia 27 de dezembro do no passado (Foto: Reprodução/Facebook)

Após 25 dias, o que se sabe sobre o desaparecimento de 3 meninos no Rio de Janeiro

Lucas Matheus, de 8 anos, o primo dele Alexandre da Silva, 10, e Fernando Henrique, 11, foram vistos pela última vez no dia 27 de dezembro do ano passado, no Morro do Castelar, em Belford Roxo. Os meninos teriam saído por volta das 10h30 para brincar juntos em um campo de futebol perto do condomínio onde eles vivem, mas nunca retornaram para casa. A demora na resolução do caso pela polícia levou moradores e familiares a realizarem protestos cobrando respostas. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense investiga o caso. Em nota à BBC News Brasil, a Polícia Civil do Rio de Janeiro afirmou que agentes "continuam a realizar diligências em busca de informações que ajudem a localizar as crianças e esclarecer o caso". Quase um mês depois, o caso tem mais perguntas do que respostas. Nos dias seguintes, familiares receberam uma série de pistas falsas sobre o sumiço — ...

Leia mais
Reprodução/Facebook

O que será dos profissionais de saúde que distorcem a ciência?

A semana de sofrimento e morte promovida em Manaus pela incompetência logística e pelo desdém das lideranças políticas que tinham a obrigação de proteger as pessoas da morte por desassistência mas que, deliberadamente, escolheram nada fazer foi, sem dúvida, das coisas mais tristes que muitos de nós viu e vai ver na vida. Tão incômodo e doloroso quanto ver as cenas das pessoas morrendo sufocadas por falta de oxigênio dentro de unidades de saúde foi ver o desespero dos colegas profissionais da saúde chorando, implorando por ajuda, pedindo recursos ao telefone, nas redes sociais e na televisão. Contudo, não estávamos todos desesperados e chorosos em meio ao caos. Uma parte dos profissionais de saúde brasileiros estava usando suas redes sociais para incentivar seus milhares de seguidores a desafiar as autoridades e o vírus. Faziam em seus stories verdadeiras convocações para que as pessoas saíssem às ruas sem máscara, sem evitar aglomerações, sem ...

Leia mais
Atila Roque (Foto: Reprodução Fopir/Youtube)

Radicalismo inaceitável

A invasão do Capitólio há duas semanas foi um ataque sem precedentes às instituições democráticas nos EUA. A ascensão de Donald Trump à Presidência e sua crescente popularidade junto às bases eleitorais republicanas deixaram o país refém de um líder carismático, tributário de um fundamentalismo religioso abertamente misógino, racista e xenófobo. No entanto a ação violenta de manifestantes apoiados pelo presidente foi a chance que alguns setores do Partido Republicano estavam esperando para esvaziar a influência de Donald Trump e afastar a legenda — e os americanos — desse radicalismo inaceitável. A posse de Joe Biden e Kamala Harris amanhã oferece uma oportunidade para valorizar o papel das instituições democráticas na gestão dos conflitos políticos. A polarização e o tudo ou nada político já mostraram que podem ser fatais para a democracia nos Estados Unidos e no mundo. O Brasil parece deparar com um dilema semelhante: como não repetir nas ...

Leia mais
DAVE KOTINSKYGETTY IMAGES

Quem é Amanda Gorman, a poeta de 22 anos convidada para a posse de Biden

Amanda Gorman tem apenas 22 anos e uma importante missão: ler um poema original na posse de Joe Biden, nesta quarta-feira, 20. Amanda é a mais jovem poeta a participar da posse de um presidente americano, e estará no lugar que já foi ocupado, por exemplo, pela lendária Maya Angelou (1928-2014) - ela leu On the Pulse of Morning quando Bill Clinton assumiu a Casa Branca em 1993, e até ganhou um Grammy de melhor texto recitado por isso. Amanda, que vai ler The Hill We Climb, poema que dá título ao seu livro que será publicado em setembro, quando também será lançada a obra ilustrada Change Sings, foi criada em Los Angeles, onde sua mãe é professora. Aos 16, foi nomeada poeta juvenil laureada de Los Angeles. Mais tarde, quando já era estudante de sociologia em Harvard, ela se tornou a primeira poeta juvenil laureada nacional. Ao New York ...

Leia mais
Bianca Santana - Foto: João Benz

“Mas morreu esse tanto de gente por covid-19 mesmo?”

A pergunta que temos ouvido com o anúncio de 200 mil pessoas mortas por covid-19 no Brasil ajuda a compreender o cenário que estamos vivendo. A descrença nas informações oficiais (não à toa). A descrença na imprensa (também não à toa). O negacionismo que, por progressão geométrica, vai do Planalto às praias e bares, tendo passado por campanhas eleitorais da direita e da esquerda. Nosso negacionismo não é novidade. Arrisco afirmar que nossa negação histórica é o ovo da política de morte do governo Bolsonaro. Não apenas porque permitimos, sem sanção, a continuidade da campanha de um pré-candidato que cometeu o crime de racismo ao afirmar que "quilombola não serve nem para procriar". Nem porque renovamos continuamente os mandatos de um deputado federal que elogiava torturadores, defendia a ditadura, e chegou a interromper a inauguração de um busto em homenagem a Rubens Paiva com uma cusparada. Mas principalmente por convivermos ...

Leia mais
Arquivo Pessoal

O Sol de Cada Um

Desde que me tornei juíza e passei a morar no Estado de São Paulo, todo recesso cumpro o mesmo ritual: vou ao encontro da família carioca para as festas de final de ano e aproveito para usufruir do tal “Sol que nasce para todos”, ainda que não seja bem assim. Na virada de 2020 para 2021, o ritual foi parcialmente o mesmo, antecedido de maior rigor no isolamento social antes da viagem e com redução do número de encontros familiares. Mas nas primeiras horas do primeiro dia do recesso judiciário, lá estava eu com o pé na estrada, cantarolando os versos de Gilberto Gil, onde “O Rio de Janeiro continua lindo”, ao atravessar a fronteira entre Queluz (SP) e Resende (RJ), mesmo ciente de que as dificuldades enfrentadas pelo Estado do Rio vêm abatendo reiteradamente o orgulho carioca de outrora. A tradição do recesso findou aí, pois, diferentemente de outros ...

Leia mais
Arquivo Pessoal

Mulheres negras, política e cultura do cancelamento no Brasil republicano

Em 23 de agosto de 1946, o jornal baiano O Momento, vinculado ao então Partido Comunista do Brasil (PCB), estampava em sua segunda página uma matéria sobre o protagonismo da líder sindical Luiza Matos na região do Recôncavo Baiano. De acordo com a reportagem, ela liderou a criação do sindicado dos trabalhadores na Indústria do Fumo em São Félix, fundado em 19 de novembro de 1935. Entre 1937 e 1942, a sindicalista assumiu a presidência do sindicado e enfrentou muitas perseguições da classe patronal. Na época, ela trabalhava na fábrica Dannemann. Em decorrência de suas atividades políticas, foi demitida. Forjaram uma arapuca e acusaram-na de roubo para justificar a demissão. Ela buscou a justiça, provou sua inocência e foi reintegrada, mas não voltou à mesma indústria. Foi trabalhar na fábrica Suerdiek, de onde também foi demitida e readmitida após contendas envolvendo perseguições dos patrões e inquéritos policiais.  [caption id="attachment_158721" align="aligncenter" ...

Leia mais
Barbie de Maya Angelou || Reprodução Instagram

Escritora e ativista Maya Angelou ganha Barbie em sua homenagem no mês da História Negra

Em fevereiro é celebrado nos Estados Unidos e no Canadá o mês da História Negra e, para homenagear a data, a Mattel vai lançar uma Barbie inspirada na escritora e ativista americana Maya Angelou, referência na literatura e na luta pelos direitos civis da população negra. A boneca faz parte da coleção ‘Mulheres Inspiradoras’, produzida desde 2018 para homenagear mulheres fortes e inesquecíveis do mundo todo, como Frida Kahlo, Amelia Earhart e Katherine Johnson. A boneca de Maya vem cheia de detalhes, como turbante e roupa em estilo afro, e com uma ‘réplica’ de sua autobiografia “Eu Sei Por Que o Pássaro Canta na Gaiola”. Até a diastema da escritora – quando os dentes da frente são mais separados – está lá. Pré-venda já está rolando no site da Mattel por U$ 29,99 ( cerca de R$ 160). Linda homenagem!   Ver essa foto no Instagram   Uma publicação compartilhada ...

Leia mais
Alicia Keys (Foto: Rob Latour/Shutterstock)

Alicia Keys pede para Joe Biden lançar iniciativa de justiça racial nos EUA

Alicia Keys quer que Joe Biden lance uma iniciativa de justiça racial nos primeiros 100 dias de mandato. Ao lado de 16 outros artistas, a cantora gravou um vídeo chamado 17 Novos Jeitos Para Pessoas Negras Morrerem Nos EUA e relembrou a morte de pessoas negras nos últimos anos, como a de George Floyd e Breonna Taylor. (Via NME) Feito em parceria com as organizações #breathwithme e Black Music Action Coalition, o vídeo é uma continuação do clipe 23 Jeitos Pelos Quais Você Poderia Morrer Se Você For Negro Nos EUA, publicado em 2016. Keys, Mary J. Blige, Ty Dollar $ign e outros artistas pedem para o próximo governo introduzir uma comissão específica para tratar de questões raciais, chamada de Truth, Racial Healing and Transformation Action. O vídeo também deixa claro que a legislação não é inédita e foi apresentada pela congressista Barbara Lee e pelo senador Cory Booker em ...

Leia mais
Enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, é a primeira brasileira a receber dose da vacina Coronavac (Foto: Governo do Estado de São Paulo / Divulgação)

“Precisa dizer que Mônica é negra?”: o racismo à brasileira e a CoronaVac 

A enfermeira Mônica Calazans foi a primeira brasileira vacinada contra a covid-19, em um evento transmitido direto do Hospital das Clínicas, em São Paulo, no último domingo, 17, após a Anvisa ter liberado o uso emergencial da CoronaVac. O momento histórico - e de alívio - foi protagonizado por duas mulheres. Mônica, que trabalha no hospital Emílio Ribas, negra, moradora de Itaquera, extremo leste da periferia paulistana, e a enfermeira Jéssica Pires de Camargo, branca, que a vacinou. Em um país onde o vice-presidente Hamilton Mourão acha que não existe racismo, que "é uma coisa que querem importar", o fato de enfatizarmos que Mônica é uma mulher negra e evidenciarmos isso jornalisticamente incomodou muita gente. Nas redes sociais - incluindo a postagem que Universa fez sobre o fato no Instagram, seguidores indignados questionavam: Por que dizer que ela é negra?", "Será que os brancos também não vão se vacinar?", "Se ...

Leia mais
(Foto: Danilo Verpa/ Folhapress)

É falso que Ministério da Saúde pré-cadastre para vacinação contra Covid-19 por telefone ou SMS

Golpistas se aproveitam da expectativa pela vacinação contra Covid-19 para enganar cidadãos e obter acesso a aplicativos de mensagens como o WhatsApp e o Telegram, segundo informou o Ministério da Saúde no dia 14 de janeiro. De acordo com publicação da pasta nas redes sociais, os golpistas ligam para os celulares das vítimas e fazem um falso questionário para levar o cidadão a acreditar no golpe e compartilhar com o criminoso um código que dá acesso aos aplicativos de mensagens. A isca usada pelos golpistas é a possibilidade de pré-agendar uma data para a vacinação. A pasta, no entanto, não está agendando datas para a vacinação contra a Covid-19 e não faz ligações para cidadãos. "O Ministério da Saúde esclarece que não realiza agendamento para aplicação de nenhum tipo de vacina, e nem envia códigos para celular dos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde). Caso receba solicitação de cadastro, ...

Leia mais
Foto: GETTY IMAGES

Governo de SP retira quilombolas de grupo prioritário da vacinação contra Covid-19; lideranças vão se reunir para recorrer da mudança

As mais de 50 comunidades reconhecidas como remanescentes de quilombos no estado de São Paulo não têm mais data para o início da vacinação contra Covid-19. A população quilombola, que pertencia ao grupo prioritário máximo, ao lado de profissionais de saúde e indígenas, segundo o plano publicado no início de dezembro pelo governo estadual, não consta mais na primeira etapa de prioridade de vacinação de São Paulo. Procurada pelo G1, a secretaria da Saúde disse, por telefone, que o grupo foi excluído da primeira etapa de vacinação porque a Anvisa não teria autorizado o uso emergencial da CoronaVac nesta população. A Anvisa, no entanto, nega a informação, e diz que não há nenhuma restrição deste tipo na autorização para uso emergencial da CoronaVac concedida no último domingo (17). No final de 2020, quando foi divulgado oficialmente pelo Ministério da Saúde, o Plano Nacional de Imunização também incluía quilombolas, comunidades tradicionais ...

Leia mais
Francisco Ribeiro Eller (ou Chico Chico), 27 anos (Foto: Marina Zabenzi)

Chicão, filho de Cássia Eller: ‘Batalha das minhas mães é parte do que sou’

Francisco Ribeiro Eller — ou Chicão, para os íntimos, ou Chico Chico, seu nome artístico — acabou seguindo a mesma carreira da mãe, Cássia Eller, mas não acredita que a música esteja no seu DNA. Esse, na verdade, era seu plano B, depois de considerar opções como ser jogador de futebol e professor de Geografia. Há um mês, lançou seu terceiro álbum, "Onde?", ao lado de Francisco Gil (sim, o neto do Gilberto), amizade que nasceu há um ano, mas que parece que vem de berço, tamanha sintonia da dupla. Apesar de ter acompanhado a mãe em turnês ainda bebê e, mais tarde, protagonizado uma batalha histórica por sua guarda , o Chico de 27 anos vive quase como um anônimo: mora no bairro em que cresceu, Santa ...

Leia mais
FOTO: GABRIEL BOUYS/AFP VIA GETTY IMAGES

Artistas recusam indicações ao Grammy por categoria ter nomeado apenas artistas brancos

O Grammy 2021 está envolvido em uma nova polêmica. Após a falta de indicações para artistas como The Weeknd, três dos cinco indicados ao prêmio de Melhor Álbum Infantil recusaram suas nomeações em forma de protesto pela categoria só ter indicado artistas brancos. Junto com o cantor Alastair Moock, as bandas Okee Dokee Brothers e Dog on Fleas solicitaram que a Academia não incluísse seus nomes nas cédulas de votação. Ao NPR (via NME), Moock comentou que gostaria de ganhar a premiação, mas não da maneira que foi a indicação de 2021. Depois do ano que tivemos, indicar apenas pessoas brancas parece bem errado. É claro que eu adoraria ganhar um Grammy, mas não desse jeito, em que o jogo não tem as mesmas regras para todo mundo. Joe Mailander, cantor do Okee Dokee, manifestou que a premiação não pode se tratar apenas “de caras brancos com violões tocando para crianças”, e que a intenção dos artistaa é ...

Leia mais
Elenco de 'Uma Noite em Miami' (Foto: Patti Perret/Amazon)

‘Uma Noite em Miami’: Regina King celebra o homem negro em encontro estelar

Cassius Clay, ou Muhammad Ali, o maior pugilista da história. Malcolm X, um dos grandes líderes da luta antirracista. Sam Cooke, o rei do soul. Jim Brown, um dos grandes do futebol americano. Eles eram jovens, famosos, poderosos. Uma espécie de Vingadores da cultura e da política afro-americanas. Os quatro amigos festejaram juntos o primeiro título mundial dos pesos-pesados de Cassius Clay, que pouco depois se juntaria à Nação do Islã e adotaria o nome Muhammad Ali. Era a noite de 25 de fevereiro de 1964, e eles estavam num modesto quarto de hotel numa Flórida ainda segregada. Ninguém sabe de fato como foi essa comemoração —há uma imagem de Malcolm X fotografando Ali num bar. Mas o dramaturgo e roteirista Kemp Powers (que acaba de lançar "Soul") resolveu imaginar. O resultado pode ser visto no filme "Uma Noite em Miami", no Amazon Prime Video, cotadíssimo para o Oscar. É ...

Leia mais
Foto: Tato Rocha / Acervo JC Imagem

Com salas cheias, candidatos foram impedidos de fazer Enem

Candidatos foram impedidos de fazer o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) neste domingo (17) por lotação das salas de prova. Em diversos estados do país, os estudantes relatam que foram barrados pelos fiscais de prova com a justificativa de que as salas já tinham atingido a capacidade máxima de participantes. A distribuição dos candidatos por sala é de responsabilidade do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), que havia assegurado ter espaços o suficiente para que todos os 5,7 milhões de inscritos fizessem a prova com segurança. A Folha já havia mostrado que o Inep não garantiu que todas as salas de aplicação foram organizadas para receber candidatos até 50% da capacidade dos espaços. A aposta de integrantes do órgão era de que muitos alunos deixariam de ir fazer a prova, o que garantiria baixa ocupação. Jhennifer Silva, 24, foi fazer a prova na escola estadual Pedro Malozze, em Mogi das Cruzes. Ela entrou ...

Leia mais
Em foto de 2019, Ananda Portela segura a mão da avó, internada com covid-19
Imagem: Acervo Pessoal

Após o final do ano, a covid-19 explodiu em minha família – e no país

Poucos dias depois das festas de fim de ano, as confirmações de infecção pelo novo coronavírus assustaram a família de Ananda Portela, redatora do UOL. As comemorações de Natal e Réveillon resultaram em duas hospitalizações: a do seu pai e sua avó. Os planos para uma festa ao ar livre, na casa da avó em Minas Gerais, não saíram como esperado. Em um momento, Ananda, que não havia recebido diagnóstico positivo, teve de adotar máscaras e distanciamento da família dentro da própria casa. Ela foi a última a receber a confirmação da doença, depois de ter cuidado dos pais, do irmão e da cunhada. "No dia em que escrevo este texto, 13 pessoas da minha família estão contaminadas com o novo coronavírus. Nos encontramos no fim de 2020 para as festas de fim de ano em Minas Gerais. No dia de Natal, o primeiro grupo com 12 pessoas chegou à casa da minha ...

Leia mais
Thiago Amparo (Foto: Marcus Leoni/CLAUDIA)

O Brasil é uma enfermeira preta vacinada

Na política e na vida, imagens importam. Neste domingo (17), a cara do Brasil não é a do presidente da República espumando sandices pela boca ou a de seu ministro da Saúde, abestalhado, isolado no alto palco de sua irrelevância em uma entrevista coletiva que nada explica. Ofuscados pela genialidade imagética do governador João Doria (PSDB), um ex-aliado feroz, Jair Bolsonaro e Eduardo Pazuello tornam-se hoje o que sempre foram: irrelevantes. Perigosos, mas irrelevantes. Ao investir na semiótica da decência política calcada na vida, Doria sai desta gigante, como merece sair, apesar dos atropelos marqueteiros. Na entrevista em São Paulo, tanto a linguagem empregada quanto a imagem veiculada por Doria contrastaram dramaticamente com um ministro da Saúde acanhado, apequenado e deveras irritado, como uma criança gigante cujo doce fora dela roubado. Em democracias competitivas como é o Brasil, paixão e autointeresse se controlam e se anulam; em outras palavras: foi o marketing doriano que acabou controlando ...

Leia mais
Página 1 de 2502 1 2 2.502

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist