sábado, janeiro 15, 2022
InícioÁfrica e sua diásporaEntretenimento'Achei que fosse trote', lembra Erika Januza sobre convite para ser rainha...

‘Achei que fosse trote’, lembra Erika Januza sobre convite para ser rainha de bateria da Viradouro

Fã das escolas de samba cariocas desde criança, a atriz mineira vive sonho à frente da bateria da escola de Niterói. Atriz promete ir à quadra nesta terça, e sábado é uma das atrações do 'Seleção do Samba'.

Mineira fã do carnaval carioca, a atriz Erika Januza está vivendo um sonho à frente da bateria da Viradouro. Tanto que nem acreditou quando o convite veio, por telefone.

“Quando me ligaram para convidar, achei que era trote, eu chorei muito”, conta ela, que, desde criança, gostava de assistir aos desfiles da Marquês de Sapucaí. “Recebi o convite do presidente Marcelão, depois conversei com o Marcelinho (Calil), pai e filho, eles estão sendo maravilhosos”, diz ela, sem esconder a felicidade.

Ela foi apresentada como rainha de bateria em junho deste ano e está torcendo para que o carnaval de 2022 aconteça e que a festa possa acontecer com segurança.

“O carnaval é muito grandioso, e muito além dos quatro dias. Ir no barracão e ver o marceneiro, a bordadeira, o cara soldando os carros alegóricos. Muitas vezes as pessoas não valorizam tudo que acontece por trás da festa”, diz ela, que transparece a animação ao falar do assunto.

“A bateria é o coração da escola. Estar vivendo esse momento é muito incrível. Não tenho como agradecer a forma como fui recebida pelos ritmistas e passistas. Sei que é difícil, que é um posto concorrido, tenho todo respeito também por quem estava antes.”

Raíssa Machado era quem ocupava o posto e, em 2020, quando a Viradouro foi campeã do carnaval. Erika promete fazer jus à substituição.

“Por enquanto eu estou gravando Arcanjo Renegado e não consigo estar no ensaio da comunidade, mas terça-feira que vem é minha folga e estarei lá”, garante.

RELATED ARTICLES