Brasil inclui criança, mas perde jovem no ensino médio e mantém analfabetos

Relatório da Unesco mostra que País atingiu apenas duas das seis metas de universalização da educação nos últimos 15 anos

Por Cristiane Capuchinho iG

Imagem retirada do site: http://ultimosegundo.ig.com.br

O Brasil atingiu a meta de universalizar o ensino fundamental para as crianças brasileiras, tanto para meninos quanto para meninas. No entanto, o País ainda perde alunos no ensino médio, não conseguiu expandir devidamente a educação infantil e mantém 13 milhões de analfabetos acima dos 15 anos de idade.

Isso é o que indica o relatório global Educação para Todos 2000-2015 (em tradução livre), lançado pela Unesco nesta quarta-feira (8).

Das seis metas de universalização da educação lançadas no ano 2000 e acordadas por 164 países, o Brasil atingiu apenas duas: a universalização do ensino fundamental e a paridade e equidade de gênero.

A qualidade do ensino, a evasão do aluno no ensino médio e a alfabetização de adultos ainda são os grandes desafios para a educação brasileira.

Apesar da redução nos índices de repetência no Brasil, que baixaram de 24% em 1999 para 9% em 2011, o estudo constata que a aprovação na escola não veio seguida de melhora na qualidade do ensino.

“O relatório aponta a redução de qualidade do ensino em diversos países, o que faz com que as crianças entrem na escola mas não aprendam. Temos isso também no Brasil”, indica Rebeca Otero, coordenadora de Educação da Unesco no Brasil.

Ela destaca a evasão no ensino médio: apenas 57% dos alunos brasileiros de áreas urbanas concluem essa fase do ensino até os 19 anos. “Hoje o ensino médio não está bem estruturado para tentar atender o nosso jovem. Além disso, é preciso qualificar melhor o professor para atender a esse público em termos de metodologia, de materiais, de ferramentas”, lista.

Os avanços na inclusão de crianças e jovens na escola não atingiram os adultos analfabetos. Há no Brasil 13 milhões de analfabetos com mais de 15 anos, segundo dados do IBGE de 2012.

“Em nenhum dos três níveis [municipal, estadual e federal] há uma grande atenção para a alfabetização de adultos. Temos que pensar que a educação é um direito e ela influencia no alcance dos outros direitos. Nesse sentido, alfabetizar uma pessoa de 35, 40, 45 anos é uma questão de direitos humanos”, avalia Rebeca Otero.

Situação global

O relatório indica que a maior parte do mundo não alcançou as metas de educação para todos, apesar de apontar grandes avanços, como a inclusão de 34 milhões de crianças na escola nos 164 países que assinaram o compromisso com a Unesco.

O estudo mostra que ainda há 58 milhões de crianças fora da escola e que a expectativa é que cerca de 100 milhões não completem o ensino fundamental em 2015.

“Outra constatação é que a desigualdade aumentou. As crianças mais pobres e mais vulneráveis socialmente são as que têm mais chances de não entrar na escola, de não continuar o ensino e de ter os piores resultados escolares”, comenta Rebeca.

Com o relatório, a Unesco lança os desafios para os próximos 15 anos. Até 2030, espera-se que todas as crianças e adolescentes completem a educação pré-primária, a educação primária (ensino fundamental) e o ensino médio.

“Os governos precisam expandir significativamente a aprendizagem de adultos e as oportunidades educacionais em uma abordagem de aprendizagem ao longo da vida. O setor educacional deve colaborar estreitamente com outros setores no âmbito nacional e global para melhorar as perspectivas de desenvolvimento sustentável”, determina o texto.

 

+ sobre o tema

Estudantes têm até esta sexta-feira (14) para se inscrever no Enem

Termina nesta sexta-feira (14) o prazo para inscrições no Exame...

Harvard lança mais de 100 cursos gratuitos e legendados em português

Os cursos disponíveis são divididos nas áreas a seguir. Artes...

Inscrições no Enem 2024 são prorrogadas até 14 de junho

As inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)...

para lembrar

Marcelo Knobe: ‘Sem universidade pública, o Brasil não tem futuro’

Para o reitor da Unicamp, financiamento estável e liberdade...

O Interno da Fundação Casa venceu Olimpíada de Língua Portuguesa

O poema escrito por um interno da Fundação Casa,...

Bullying: brincadeiras que ferem

Ameaças, agressões, humilhações... a escola pode se tornar um...

Racismo na Escola – Caminhos da Reportagem

O Caminhos da Reportagem apresenta demonstrações de racismo entre...
spot_imgspot_img

Termina hoje (14) prazo para inscrição no Enem

Termina hoje (14) o prazo para inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os interessados devem acessar a Página do Participante e utilizar o cadastro...

Estudantes têm até esta sexta-feira (14) para se inscrever no Enem

Termina nesta sexta-feira (14) o prazo para inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os interessados devem acessar a Página do Participante e utilizar o cadastro...

Harvard lança mais de 100 cursos gratuitos e legendados em português

Os cursos disponíveis são divididos nas áreas a seguir. Artes e Design; Negócios e Gestão; Ciência da Computação; Ciência de Dados; Ciência e Engenharia; Ciências Sociais; Desenvolvimento Educacional e Organizacional; Humanidades; Matemática e...
-+=