Calouro abandona curso de medicina após trote violento

O estudante sofreu ferimentos físicos e perdeu a consciência após trote violento. 

iStockphoto

Um calouro da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp) abandonou a escola após ser hostilizado em trote violento. Luiz Fernando Alves, de 22 anos, sofreu ferimentos físicos, perdeu a consciência e foi encontrado seminu, na beira da piscina de um clube de Rio Preto, onde era realizada a Festa do Bicho, na noite de terça-feira, 18. Esta escola foi encampada pela Universidade Estadual do Estado de São Paulo (Unesp), portanto, é uma escola pública.

Alves denunciou à polícia que foi obrigado, junto com outros alunos, a consumir bebida alcoólica e a ficar de joelhos, enquanto veteranos despejavam cerveja gelada em seu corpo, batendo com as garrafas em sua cabeça. Foi empurrado e agredido com socos e pontapés, enquanto urinavam e vomitavam em seu corpo. As agressões foram tantas que perdeu os sentidos e, quando acordou, estava seminu, na beira da piscina, com o corpo coberto por vômito e urina. Segundo Alves, além dele, outros rapazes e moças sofreram as mesmas agressões.

No dia seguinte, ao comentar que reclamaria com o diretor da faculdade, começou a receber ameaças de morte, o que o fez abandonar a faculdade e voltar para Contagem (MG), onde moram seus familiares. Antes de partir, na sexta-feira, 21, ele fez um Boletim de Ocorrência denunciando as agressões.

— Meu filho sofreu ferimentos na coxa, na mão e no rosto e teve uma das orelhas cortada”, contou nesta segunda-feira, 24, a mãe de Luiz, Flordelice Hudson. “Ele está em consulta com o psicólogo agora, está com muito medo. Não queremos que os alunos sejam punidos, que eles terminem o curso deles. Só queremos que meu filho seja transferido para outra escola, contou.

Segundo Flordelice, a família não quer que o jovem retorne a Rio Preto. “Não sabemos o que pode acontecer se ele voltar.”

— Meu filho passou quatro anos estudando para o vestibular e estava feliz porque a escola é gratuita e não temos dinheiro para pagar ensino particular”, diz. “Ele não tem pai com dinheiro não, aqui somos eu, ele e o irmão dele, que é deficiente, acrescentou Flordelice, que é pensionista há seis anos, desde que o pai de Luiz morreu.

Em nota, a Famerp informou que abriu sindicância e que vai punir assim que identificar os alunos responsáveis pelos trotes. O delegado do 5º Distrito Policial, Airton Douglas Honorário, disse que estava à espera do Boletim de Ocorrência para iniciar a apuração do caso, que deve ser apurado como lesões corporais.

Fonte: R7

+ sobre o tema

Inscrições no Enem 2024 são prorrogadas até 14 de junho

As inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)...

Inscrições para o Enem 2024 terminam nesta sexta-feira (7)

Termina nesta sexta-feira (7) o prazo para realização das...

para lembrar

ENEM: site para mudança do local da prova do Enem já está ativo

Um problema no site do Instituto Nacional de Estudos...

“Não dá pra ter ministro da Educação que nunca pisou em escola pública”

Para Daniel Cara, a estratégia da política ultraliberal é...

Justiça impede Enem de zerar redação por violação aos direitos humanos

Ação foi proposta pelo movimento Escola sem Partido; Inep...

Apartheid

O Apartheid foi uma política de segregação social ocorrida...
spot_imgspot_img

Harvard lança mais de 100 cursos gratuitos e legendados em português

Os cursos disponíveis são divididos nas áreas a seguir. Artes e Design; Negócios e Gestão; Ciência da Computação; Ciência de Dados; Ciência e Engenharia; Ciências Sociais; Desenvolvimento Educacional e Organizacional; Humanidades; Matemática e...

UnB abre vagas na especialização gratuita em Políticas Públicas e Tecnologias Educacionais

A Universidade de Brasília (UnB) abriu 26 vagas na especialização gratuita em Políticas Públicas e Tecnologias Educacionais, que serão divididas da seguinte maneira: 15 vagas...

Inscrições no Enem 2024 são prorrogadas até 14 de junho

As inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram prorrogadas até o dia 14 de junho, anunciou o ministro da Educação, Camilo Santana,...
-+=