Centro Cultural São Paulo apresenta: Lia de Itamaracá e Samba de Roda Nega Duda são as atrações do último encontro do projeto “ADINKRAS – Africanidades e sabedoria ancestral nos tempos atuais”, dia 26 de agosto

Adinkra Gye Nyame, que simboliza a supremacia e imortalidade de Deus, é o tema do último encontro do evento

Após quatro meses, o “ADINKRAS – Africanidades e sabedoria ancestral nos tempos atuais” chega ao final. No próximo dia 26 de agosto (sábado), o Centro Cultural São Paulo (CCSP) recebe o último encontro da atração. Idealizado por Cida Gonçalves, da Casa   do Batuque, o projeto é realizado através da 3ª edição do Edital de Apoio à Cultura Negra da Secretaria Municipal de Cultura e vem acontecendo desde de abril de 2023, trazendo palestras, oficinas e shows musicais.

A programação do projeto no dia 26 de agosto começa às 19h, com a abertura oficial e, em seguida, acontece o show do Samba de Roda Nega Duda. Nesta apresentação, Nega Duda reconta suas histórias de origem, cantando, contando e sambando o Samba do Recôncavo, patrimônio histórico e cultural da humanidade. Com talento e carisma, a sambadeira cativa as plateias por onde passa e seus shows são uma celebração à autêntica cultura popular brasileira. Na ocasião, a artista recebe Lia de Itamaracá.

Considerada “patrimônio vivo de Pernambuco”, Lia de Itamaracá é um dos expoentes na busca pela valorização dos movimentos regionais, que contribuem para a formação da cultura do país. Em sua participação no projeto Adinkras, a cirandeira apresenta alguns de seus sucessos, como “Eu sou Lia/ Minha Ciranda/ Preta Cirandeira” e “Dorme Pretinho”. Além disso, Lia solta a voz ao lado de Nega Duda, em participação inédita.

“Tendo os Adinkras como expressão das contribuições dos conhecimentos africanos para o desenvolvimento da cultura economia e identidade brasileira, o projeto “ADINKRAS – Africanidades e sabedoria ancestral nos tempos atuais” estabelece diálogos entre diferentes linguagens, artistas e pesquisadores da cultura afrobrasileira e africana.”, afirma Cida Gonçalves, idealizadora do projeto.

O evento será realizado na Sala Adoniran Barbosa, com todas as atividades gratuitas e acesso livre. Realizado pela Casa do Batuque e idealizado por Cida Gonçalves, publicitária e diretora da produtora, o projeto é marcado pela diversidade de linguagens artísticas e pela participação de artistas e pesquisadores da arte e da cultura negra.

Sobre o Adinkras:

Com periocidade mensal, o “ADINKRAS” oferece ao público um amplo ciclo de palestras que integram o eixo temático do projeto, onde os ideogramas africanos são o fio condutor. Durante quatro encontros, o evento recebe pesquisadores, escritores, professores e ativistas para reflexões acerca de um Adinkra de referência, apresentado por um dos convidados. O sociólogo Tadeu Kaçula será o mediador desses encontros.

Após cada palestra, um músico sobe ao palco e apresenta um show exclusivo, a partir da proposição do símbolo do dia. Dentre as performances musicais, François Muleka & Marissol Mwaba, Luana Bayô canta Elza Soares (participação Ayô Tupinambá), Nega Duda canta Clementina de Jesus, Banto Samba Clube (participação Renato Gama), Samba de Roda Nega Duda (participação especial de Lia de Itamaracá).

(Foto: Divulgação)

Serviços:

Dia: 26 de agosto

Local: CCSP – Centro Cultural São Paulo

Horário: 19h

Gratuito

Informações: https://centrocultural.sp.gov.br/encerramento-do-projeto-adinkras/ 

+ sobre o tema

‘Indústria Americana’: Por dentro do 1º filme da Netflix com o selo de aprovação do casal Obama

Documentário, dos veteranos Julia Reichert e Steven Bognar, recebeu...

Não tem câncer: Thiaguinho recebe alta hospitalar e médico descarta ‘doenças malignas’

Após ficar três dias internado no Hospital Sírio-Libanês, em São...

Ao receber prêmio ator de Pantera Negra pede que parem de usar a saudação de Wakanda

É difícil exagerar o impacto cultural que Pantera Negra...

Frevo é declarado Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade

Gabriel PalmaRepórter da Agência Brasil Brasília – A Organização...

para lembrar

Ramsey Lewis, mestre do jazz, morre aos 87 anos

Ramsey Lewis, famoso pianista de jazz que fez uma...

Margareth Menezes anuncia presidente do Olodum como futuro chefe da Fundação Palmares

A futura ministra da Cultura, Margareth Menezes, anunciou nesta...

Debate no Brasil entra em outro patamar

A vitória de Luiz Inácio Lula da Silva nas urnas não...
spot_imgspot_img

Sambista ligada ao rap, Leci Brandão rebate críticas de Ed Motta: ‘Elitista’

Leci Brandão, 79, rebateu com estilo as recentes declarações de Ed Motta, que chamou de "burros" os fãs de hip hop, "sem exceção". Sem citar...

Rihanna já tem atriz favorita para possível cinebiografia

Rihanna está se antecipando em relação a como quer ser vista, caso sua história venha a ser uma cinebiografia em algum momento do futuro. A cantora...

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...
-+=