Guest Post »

Cursinho pré-vestibular gratuito de alunos da USP oferece 270 vagas em SP

Inscrições podem ser feitas até 15 de janeiro. Vagas são destinadas a alunos de escolas públicas, com cotas para negros, pardos indígenas e transexuais.

Por Guilbert Reino, no G1

Estudantes em aula de cursinho popular de medicina em São Paulo — Foto: MedEnsina/Divulgação

O Cursinho pré-vestibular dos alunos de medicina da Universidade de São Paulo (USP), MedEnsina, está com 270 vagas abertas para alunos de escolas públicas. As inscrições podem ser feitas no site do projeto até o dia 15 de janeiro. Para garantir a vaga, é necessário passar por um processo seletivo, que será realizado no dia 19 de janeiro.

As aulas são preparatórias para todos os vestibulares, mas o foco é na Fuvest. Os professores são ex-alunos do cursinho que conseguiram ingressar na universidade e se tornaram voluntários para ajudar outros estudantes de baixa renda a ingressar no ensino superior.

“A ideia [do MedEnsina] é a democratização da educação. Porque a gente sabe que o ensino de escola pública é muito defasado”, conta Andreia Bertoleti, ex-aluna e atual presidente do cursinho. Ela diz que o apoio entre os jovens dá uma perspectiva para que pessoas com menos condições financeiras consigam fazer faculdade.

A duração do curso é de um ano e as aulas são no próprio prédio da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), de segunda a sexta-feira, das 18h45 às 22h40.

Este ano, o cursinho vai oferecer 44% de suas vagas exclusivamente a negros pardos ou indígenas e outras 10 vagas para transexuais. O objetivo é ampliar o acesso à educação para minorias sociais.

Processo seletivo

Todo o curso e material são gratuitos, mas há uma taxa de inscrição de R$32 para o processo seletivo. A prova que seleciona os candidatos a uma vaga no cursinho tem questões de múltipla escolha com base nas matérias do ensino médio.

O futuro aluno do cursinho também passa por uma avaliação socioeconômica, que representa 80% da nota da seleção.

Criado em 2002 pelos estudantes da faculdade de medicina, o projeto atendeu mais de mil alunos nos últimos cinco anos.

Segunda fase da Fuvest
Nos dias 5 e 6 de janeiro, os candidatos que buscam uma vaga na USP realizaram a segunda fase do vestibular da Fuvest 2020. Professores de cursinhos ouvidos pelo G1 comentaram a prova. A primeira lista de aprovados sai no dia 24 de janeiro.

Related posts