Dilma tem a mesma popularidade de Lula, segundo a Datafolha

Passados três meses no comando do País, a presidenta tem 47% de aprovação; em março de 2007, seu antecessor tinha 48%

A presidenta Dilma Rousseff se igualou a Luiz Inácio Lula da Silva em popularidade no início do governo. Passados três meses desde que assumiu o comando do País, ela é aprovada por 47% dos brasileiros, segundo a pesquisa Datafolha, realizada em 15 e 16 de março. Em 2007, quando estava na mesma época de seu segundo mandato, Lula registrou 48% pontos. Como a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, os dois governantes estão tecnicamente empatados.

Ainda considerando a mesma fase do mandato, Dilma supera todos os outros políticos que passaram pela Presidência desde 1990, quando começaram as pesquisas. Fernando Collor tinha 36% de aprovação quando a coleta de dados foi feita, em 1990, e Itamar Franco, que assumiu após o impeachment de seu antecessor, atingiu 34% de aprovação após três meses. Em 1994, Fernando Henrique Cardoso tinha 29% e, em 1998, quando foi reeleito, 21%. Em 2003, Lula tinha popularidade de 43%, segundo a Datafolha.

Enquanto 43% dos homens consideram o governo de Dilma ótimo ou bom, 51% das mulheres têm a opinião positiva sobre a presidenta. Apenas 6% das entrevistadas consideram que o primeiro mandato de Dilma está sendo péssimo. Para os homens, o percentual é de 7%. A avaliação “regular” para o mandato de Dilma foi apontada por 30% do público feminino e 38% do masculino.

A pesquisa aponta ainda que os mais beneficiados pelo governo de Dilma, na opinião dos brasileiros, são os políticos, com 23%, seguidos pelos trabalhadores, com 17%. Indústria e bancos aparecem em seguida, com 14% e 13%, respectivamente. No início do governo de Lula, os favoritos para o presidente, na visão dos brasileiros, eram os trabalhadores (31%).

Os maiores problemas do País, neste momento, são a saúde, apontada por 31% dos entrevistados, a violência (16%) e a educação (12%). Quando avaliado o desempenho da presidenta por áreas, a Datafolha aponta a educação como a mais bem avaliada, seguida pelo combate à fome.

+ sobre o tema

SP enquadrou 31 mil negros como traficantes em situações similares às de brancos usuários

Para a polícia de São Paulo, a diferença entre um traficante e...

STF retoma julgamento sobre descriminalização do porte de drogas

O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma nesta quinta-feira (20)...

STF começa a julgar nesta terça (18) supostos mandantes da morte de Marielle

O Supremo Tribunal Federal (STF) inicia, na tarde desta...

PL antiaborto viola padrões internacionais e ameaça vida, diz perita da ONU

O PL antiaborto viola padrões internacionais de direitos humanos...

para lembrar

Os atos que desnudam a face sombria da sociedade

A tarefa de escrever nestes dias não anda nada...

Marina Silva deve anunciar saída do PV na terça-feira, 28

Desgastada pelas divergências com a executiva nacional do PV,...

Apoio de Obama à mesquita no “marco zero” irrita parentes de vítimas

Um grupo que representa familiares das vítimas dos ataques...

Um princípio da ação afirmativa na novela Lado a lado – Por Cidinha da Silva

Antes de o comparsa de Caniço (Marcello Melo Junior)...

Prefeitura de São José dos Campos retira obra sobre mulheres cientistas das escolas

A prefeitura de São José dos Campos (SP) recolheu a obra Mulheres Sonhadoras, Mulheres Cientistas, composta por dois livros, das escolas e bibliotecas do município. Escritos por...

A direita parlamentar parece ter perdido sua bússola moral

Com o objetivo de adular a extrema direita e constranger o governo, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, facilitou a aprovação de...

Janja defende direito ao aborto legal, diz que projeto é ‘absurdo’ e afirma que Congresso deve garantir acesso ao SUS

A primeira-dama Rosângela da Silva, a Janja, afirmou que do projeto de lei (PL) 1904, que quer colocar um teto de 22 semanas no acesso ao...
-+=