Educação física, arte, sociologia e filosofia ficam no Ensino Médio

A Câmara dos Deputados decidiu incluir na reforma do Ensino Médio a exigência de educação física, arte, sociologia e filosofia. As disciplinas, porém, não necessariamente estarão fixadas nos três anos do ensino médio.

Por Grasielle Castro, do  HUFFPOST BRASIL

O texto-base da reforma já havia sido aprovado na semana passada e foi alterado com a emenda do deputado André Figueiredo (PDT-CE).

“Garantir as disciplinas de sociologia e de filosofia no currículo do ensino médio é garantir a formação cidadã, a formação crítica, é ampliar a capacidade de conhecer o Brasil, é dar ferramentas para que a nossa juventude possa pensar com a sua própria cabeça. Matérias como essas foram retiradas do currículo escolar no tempo das sombras, quando não se queriam debate, discussão nem construção da democracia”, afirmou o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP).

A proposta do deputado, entretanto, era de que as disciplinas fossem mantidas como são atualmente, fixas no currículo.

A deputada Soraya Santos (PMDB-RJ), entretanto, defendeu a emenda aprovada por não gera mais uma matéria “para que esse aluno, que hoje já é sobrecarregado no ensino horroroso que nós temos no Brasil, com treze matérias, não seja obrigado a fazer mais uma”.

O texto já previa a obrigatoriedade de português, matemática e inglês. O projeto segue para o Senado.

Reforma

Entre outras, a reforma deixa a cargo do estudante escolher quais disciplinas deseja cursar entre as áreas de linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e formação técnica, de acordo a afinidade pessoal. Aumenta a carga horária, que passa de 800 horas anuais para mil horas. Progressivamente, deverá chegar a 1,4 mil horas, o equivalente a sete horas diárias.

A Base Nacional Comum Curricular deverá corresponder a 60% do currículo e o restante será definido pelo Conselho Nacional de Educação. O texto estabelece ainda em 10 nos o período em que o governo deverá ajudar os estados com recursos para o ensino integral.

+ sobre o tema

Brasileiros no exterior podem fazer prova para certificação de ensino

Por: Yara Aquino Os brasileiros residentes do exterior que não...

O que as ocupações das escolas públicas podem nos ensinar sobre educação/escolarização?

Nem só de rusgas políticas, acordos e desacordos, ódios,...

Michelle Obama visita África

Primeira Dama vai visitar Libéria e Marrocos do Voa Portugues A...

Seminário: ‘O que você sabe sobre a África?’

OBJETIVOS: - Discutir e refletir sobre a construção de identidades,...

para lembrar

Brasil atualiza o racismo por não discutir “branquitude”

Na Escola, instituição discriminatória, ser branco é ser exemplo,...

Semana de Ação Mundial 2016: de 30 de maio a 03 de junho em todo o Brasil! Vem!

COMUNICADO 01 Do  Campanha Educação  Enviado para o Portal Geledés Semana de Ação...

O necessário fortalecimento da identidade dos sujeitos da EJA na Base Nacional Curricular Comum

A Base Nacional Curricular Comum, compreendida como um conjunto...
spot_imgspot_img

Ser menina na escola: estamos atentos às violências de gênero?

Apesar de toda a luta feminista, leis de proteção às mulheres, divulgação de livros, sites, materiais sobre a valorização do feminino, ainda há muito...

Como a educação antirracista contribui para o entendimento do que é Racismo Ambiental

Nas duas cidades mais populosas do Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo, o primeiro mês do ano ficou marcado pelas tragédias causadas pelas...

SISU: selecionados têm até quarta-feira para fazer matrícula

Estudantes selecionados na primeira chamada do processo seletivo de 2024 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) têm até quarta-feira (7) para fazer a matrícula...
-+=