Em Pernambuco, Ministério Público lança campanha contra o racismo

Racismo é tratar alguém de forma inferior por causa da cor da pele.Crime é inafiançável e Polícia Civil deve investigar todos os casos.

Uma campanha foi lançada no Recife, nesta sexta-feira (4), para estimular a população a denunciar casos de racismo – um crime inafiançável. A ideia é do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e prevê a distribuição de trinta mil cartilhas.

A ministra-chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Bairros, participou da solenidade. Ela afirma que os crimes de racismo ainda são muito frequentes no Brasil. “Na medida em que campanhas como essa acontecem, eu acredito que isso vai encorajar as pessoas a denunciarem”, diz.

Racismo é tratar alguém de forma diferente, inferior, por causa da cor da pele. Então, por exemplo, impedir ou limitar a entrada em qualquer ambiente, proibir o uso de um transporte, dificultar o acesso a um cargo público de pessoas negras, ofender a dignidade fazendo xingamentos. A campanha é para estimular que os casos sejam denunciados, e que todas as vítimas procurem a polícia.

As polícias Civil e Militar se engajaram à campanha. Desde 2009, a PM de Pernambuco tem um grupo de trabalho de enfrentamento ao racismo. A major Verônica Silva coordena um grupo de trabalho sobre o assunto na PM. O objetivo da corporação é sensibilizar a tropa para o tema e transmitir a orientação correta aos policiais. “É preciso haver uma conscientização de que devemos tratar bem quem quer que seja”, afirma a major.

Para a Polícia Civil, o desafio é oferecer atendimento especializado nas delegacias. Todos os casos de racismo devem ser investigados e encaminhados à justiça. O Grupo de Trabalho (GT) é coordenado pela delegada Lenise Valentim. Segundo ela, casos de racismo podem resultar em prisão em flagrante. “A proposta, além de informar a população, é preparar o policial para que ele atenda esses casos com a seriedade que eles merecem.”

Telefones da campanha:

Central de denúncias: 0800 2819455

Polícia: 190


Fonte: G1

+ sobre o tema

Polícia cria Delegacia de Crimes Raciais no Rio de Janeiro

Nome do delegado titular ainda será definido. Determinação foi...

Polícia investigará páginas racistas

Responsáveis por publicações no Facebook vão ser intimados. Quem...

Disque Racismo será lançado em março

O Governo do Distrito Federal, por meio da Secretaria...

para lembrar

Especialista diz que racismo na internet também é crime

A sociedade brasileira vem acompanhando diversos casos de ofensas...

Projeto prevê multa e indenização em caso de discriminação no ambiente de trabalho

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) apresentou na terça-feira (25)...

Polícia cria Delegacia de Crimes Raciais no Rio de Janeiro

Nome do delegado titular ainda será definido. Determinação foi...
spot_imgspot_img

Por um Carnaval livre de racismo; veja como denunciar

Sexualização da mulher negra e piadas racistas são alguns exemplos de casos de discriminação que ocorrem durante a folia Por Rede Feminista de Juristas, do CatracaLivre    Por:...

Lei que torna racismo crime completa 30 anos, mas ainda há muito a se fazer

Assinada em 5 de janeiro de 1989, pelo então presidente da República, José Sarney, a lei passou a ser conhecida pelo nome de seu...

Rio inaugura delegacia especializada em combater crimes raciais e de intolerância

No evento, a campanha "Liberte Nosso Sagrado" cobrou a devolução de objetos religiosos apreendidos pela polícia Por Clívia Mesquita, do Brasil de Fato  Na última quinta-feira...
-+=