Hispânicos podem evitar eleições por causa da questão imigratória

Por Marc Lacey

Pesquisa revela que, apesar de os latinos apoiarem mais os democratas, apenas 51% dos eleitores hispânicos comparecerão às urnas

 

A controversa lei imigratória do Arizona provocou denúncias, protestos, boicotes e uma ação federal. Mas pode não provocar o voto de protesto que muitos democratas esperavam ao travar uma investida contra os republicanos nas eleições em todo o país.

Isso porque, embora muitos eleitores estejam desiludidos com o processo político, os eleitores latinos estão particularmente abatidos e muitos podem simplesmente não votar nestas eleições, de acordo com eleitores, organizações latinas, consultores políticos e candidatos.

Uma pesquisa divulgada na terça-feira revela que, apesar de os latinos apoiarem mais os democratas do que os republicanos – 65% contra 22% – nas eleições para o Congresso que acontecerão em menos de quatro semanas, apenas 51% dos eleitores latinos registrados confirmaram que comparecerão às urnas, em comparação aos 70% de todos os eleitores registrados.

O outro lado do debate sobre a imigração está sofrendo por causa dessa falta de entusiasmo. Analistas políticos e candidatos dizem que o sentimento contra o status quo que assola o eleitorado, assim como a frustração generalizada com as fronteiras porosas do país, parecem contribuir para os candidatos que defendem regras mais duras de imigração.

“Em todas as disputas eleitorais os candidatos são questionados: ‘Você assinaria uma lei de imigração como a do Arizona?'”, disse Jennifer Duffy, editora do apartidário website Cook Political Report. “A questão agora está na lista das mais relevantes, como uma emenda equilibrada do orçamento e um corte de impostos. Faz parte do léxico político e envolve as pessoas”.

Debate

Os resultados da pesquisa divulgada na terça-feira passada, pelo Pew Hispanic Center, sugerem que o acirrado debate sobre lei do Arizona e a falta de ação no Congresso sobre reforma imigratória podem ter afastado muitos latinos.

Apenas 32% de todos os eleitores latinos registrados disseram ter “pensando bastante” nas eleições deste ano, em comparação com 50% de todos os eleitores registrados, segundo a pesquisa. A pesquisa nacional foi baseada em entrevistas telefônicas com 1.375 latinos, dos quais 618 são eleitores registrados. O levantamento foi realizado entre 17 de agosto e 19 de setembro e tem margem de erro de mais ou menos 5 pontos percentuais.

Questões

A pesquisa do Pew também constatou que, para os latinos, educação, emprego e saúde são questões mais importantes do que a imigração, o que poderia ser uma má notícia para os democratas que esperam capitalizar da raiva dos hispânicos a respeito da lei do Arizona.

Mas Tomas Robles, um estudante do Estado do Arizona, estava tão furioso com a lei, que exige que a polícia peça os documentos de pessoas que parem nas ruas para verificar se estão no país legalmente, que registrou 12 membros de sua família para votar e se juntou a outros ativistas locais em uma campanha porta a porta que inscreveu mais de 20 mil latinos.

“Pela primeira vez, eu senti que era hora de me envolver”, disse Robles. Ele ficou surpreso ao descobrir que, enquanto alguns latinos estavam tão dispostos quanto ele, outros bateram a porta na sua cara.

 

Fonte: IG

+ sobre o tema

Saiba quem são os deputados que propuseram o PL da Gravidez Infantil  

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (12), a...

Com PL do aborto, instituições temem mais casos de gravidez em meninas

Entre 1º de janeiro e 13 de maio deste...

‘Criança não é mãe’: manifestantes em todo o Brasil protestam contra PL da Gravidez Infantil

Diversas cidades do país receberam na noite desta quinta-feira...

para lembrar

Siro Darlan: ‘Manifestantes reagiram em legítima defesa contra violência da PM’

O desembargador Siro Darlan comentou, nesta terça-feira (6), a...

Chinua Achebe por Cidinha da Silva

Chinua Achebe por Cidinha da Silva #OgumsToques : Se me...

Temer boicota candidatura Quércia e anuncia apoio a Marta e Netinho para o Senado

Foi pequeno o discurso do presidente da Câmara, ...

Para ajudar a compreender a crise da esquerda

Hipótese de Guy Standing sobre reconfiguração das classes sociais...

É sórdido condenar vítima de estupro por aborto

É sórdido e apequena a política o Projeto de Lei que ameaça condenar por homicídio meninas, jovens e mulheres que interromperem gestações, ainda que...

Geledés repudia decisão da Câmara sobre aborto

Geledés – Instituto da Mulher Negra vem a público manifestar sua indignação e repúdio à decisão da Câmara dos Deputados, aprovada nesta terça-feira, 12,...

Mulheres vão às ruas contra PL que equipara aborto a homicídio; confira locais dos atos

Mulheres vão às ruas de diversas partes do país em protesto contra o avanço, na Câmara dos Deputados, do projeto de lei que equipara...
-+=