Igualdade de Gênero na Educação e Liberdade de Expressão

Um conjunto de organizações, preocupado com a violência de gênero e as políticas educacionais, enviou informações à ONU para a Revisão Periódica Universal do Brasil, sobre a situação do país no tocante ao direito humano à educação e o atual debate brasileiro.

Do Facebook

Reprodução/Facebook

Com o objetivo de recuperar esse processo e divulgar o conteúdo das reivindicações e direitos, convidamos você para o evento com mesmo nome de nosso relatório: Igualdade de Gênero e Liberdade de Expressão.

Nessa direção, ressaltamos a Nota Técnica nº 2/2017/PFDC, de 15 de março de 2017, sobre um modelo de “notificação extrajudicial” divulgado na Internet que pretende proibir a discussão sobre assuntos envolvendo gênero e sexualidade nas escolas. Por isso, contaremos com a presença da Procuradora Federal dos Direitos do Cidadão, Dra Debora hDuprat.
Na ocasião também será promovido o livro “Gênero e Educação: fortalecendo uma agenda para as políticas públicas educacionais”, que reúne um conjunto de artigos resultantes de projeto desenvolvido entre 2014 e 2016 pela Ação Educativa em parceria com as organizações CLADEM – Comitê da América Latina e do Caribe para a Defesa dos Direitos da Mulher, ECOS – Comunicação em Sexualidade e Geledés – Instituto da Mulher Negra. Além das quatro organizações da sociedade civil, a coedição da publicação contou com a participação do Departamento de Pesquisas Educacionais da Fundação Carlos Chagas.

Mais sobre o projeto: http://generoeeducacao.org.br/acesse-a-publicacao-genero-e-educacao-fortalecendo-uma-agenda-para-as-politicas-publicas-educacionais/

DATA: 31/05/2017
HORA: 19h00
LOCAL: TUCARENA (PUC-SP)
Entrada pela Rua Bartira, esquina com Rua Monte Alegre, 1024 – Perdizes, São Paulo – SP, 05014-001

PARTICIPANTES:
Abertura com a Reitora Maria Amalia Pie Abib Andery

Silvia Pimentel (Clínica de Direitos Humanos PUC-SP)
Deborah Duprat (Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão/MPF)
Denise Carreira (Ação Educativa)
Suelaine Carneiro (Geledés)
Sylvia Cavasin (Ecos)
Ana Rita Prata (Nudem – DPE/SP)
Ingrid Leão (Cladem)

Organizações parceiras:
Clínica de Direitos Humanos da PUC-SP, CLADEM – Comitê da América Latina e do Caribe para a Defesa dos Direitos da Mulher, NUDEM – Núcleo de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher da Defensoria Pública/SP, IDDH – Instituto de Desenvolvimento e Direitos Humanos, ECOS – Comunicação em Sexualidade e Geledés – Instituto da Mulher Negra e DEFEMDE – Rede Feminista de Juristas

+ sobre o tema

O racismo como polêmica escolar

ERICA BARBOSA BAIA FERNANDA MARQUES DE ALMEIDAROSIANE MACHADO...

MEC cria ‘Enem’ para professores

Primeira prova deverá ser realizada em 2011. Participação de...

para lembrar

Fuvest 2011 tem mais inscritos do que ano anterior

Ao todo, 132.969 pessoas se candidataram às 10.752 vagas...

12 mulheres que fizeram história ligando o foda-se

Modelos de vida. Por Hannah Jewell Do Buzz Feed 1. Elizabeth Blackwell...

A teoria do pinto

Uma das teorias sobre o começo da civilização é...

ENEM: OAB orienta candidatos do Enem a procurar MP e não descarta pedir anulação

Os candidatos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio...
spot_imgspot_img

Faculdade de Educação da UFRJ tem primeira mulher negra como diretora

Neste ano, a Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) tem a primeira mulher negra como diretora. A professora Ana...

O que a proibição de livros nos diz sobre o futuro que nos aguarda

Reportagem da Agência Pública mostrou que existe um movimento coordenado para barrar a entrada de determinados livros no sistema prisional de Minas Gerais. Apenas títulos...

Encontro anual do SETA definiu ações e estratégias para uma educação antirracistae emancipatória.

Geledés - Instituto da Mulher Negra participou do planejamento anual Projeto SETA  (Sistema de Educação Por Uma Transformação Antirracista) em Paraty, Rio de Janeiro....
-+=