Jornalista faz post machista sobre volta de Bruna Marquezine e Neymar: “Seja carinhosa, é ano de Copa”

Desde o dia 31 de dezembro, um dos assuntos mais comentados da internet é o namoro da atriz Bruna Marquezine e o jogador Neymar. Em todas as ferramentas de monitoramento de redes e tendências, o casal, que ganhou o apelido de “Brumar”, ficou no topo. Ainda mais porque estavam em Fernando de Noronha, onde passaram o réveillon e anunciaram a volta.

Do blog Segunda Tela 

Entre os inúmeros comentários, o do jornalista esportivo Rica Perrone causou polêmica e está repercutindo nas redes. “Oi Bruna. Vi que você retomou o namoro com o Neymar. Só queria te lembrar que é ano de Copa, logo, você tem mais responsabilidades que o Temer esse ano para com sua pátria. Seja carinhosa, evite brigas bobas e não olhe pro lado. Paz”, escreveu em sua conta no Twitter.

A publicação viralizou. Até o fechamento desta nota já tinha 15 mil retuítes e 36 mil curtidas. E o jornalista está “apanhando” por conta do comentário machista. “Um exemplo de tudo o que não se deve fazer quando se é jornalista: ser machista, tiozão do churrasco e ignorante. Tristes rumos da nossa profissão”, destacou a jornalista Helen Garcez Braun.

Veja as principais respostas que tentam explicar por que o post é machista.

+ sobre o tema

Dialogando com Kimberle Crenshaw (ou: porque falar de interseccionalidades nos limita)

Kimberlé Crenshaw (1959) é uma estudiosa afro-estadunidense responsável por...

A Mulata Globeleza: Um Manifesto

A Mulata Globeleza não é um evento cultural natural,...

Brasil só criou Lei Maria da Penha após sofrer constrangimento internacional

No Brasil, já é quase tradição que a comoção...

Projeto celebra os 50 anos de carreira da cantora e dançarina Inaicyra Falcão

Inaicyra Falcão tem uma carreira gigantesca. Mulher negra, baiana,...

para lembrar

A carta de Jean Wyllys para Roberto DaMatta e Ziraldo

Jean Wyllys lamentou as atitudes homofóbicas de Roberto DaMatta...

Abrir mão da maternidade pode ser ponto de partida para sonhos e ambições

Ao passar dos 35 anos, a babá Anailda Santos,...

Onde estão as mulheres negras na produção cultural? A Tsika Cultural te responde

A equipe da Tsika Cultural decidiu propor uma importante reflexão sobre...
spot_imgspot_img

IBGE: mulheres assalariadas recebem 17% menos que os homens

Dados divulgados nesta quinta-feira (20/06) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que a disparidade salarial entre os gêneros no Brasil se mantém em...

Casa Sueli Carneiro abre as portas ao público e apresenta o III Festival Casa Sueli Carneiro, pela primeira vez em formato presencial

RETIRE SEU INGRESSO A Casa Sueli Carneiro, fundada em dezembro de 2020 e atuando em formato on-line desde abril de 2021, é uma entidade criada...

Aborto legal: falhas na rede de apoio penalizam meninas e mulheres

As desigualdades sociais no Brasil podem explicar a razão para que meninas e mulheres busquem apoio para o aborto legal também após 22 semanas...
-+=