Jovem de 14 anos com doença grave decide optar pela eutanásia

A norte-americana Jerika Bolen, de 14 anos, foi diagnosticada com atrofia espinhal com apenas oito meses de idade. A doença é degenerativa e afeta os nervos responsáveis pelo controle dos movimentos. Por conta disso, ela vive em uma cadeira de rodas e passa 12 horas por dia ligada a um ventilador que assegura sua respiração.

Por Catracalivre

Depois de passar por dezenas de cirurgias, a adolescente tomou uma difícil decisão e irá optar pela eutanásia. Após muita conversa com sua família, a garota decidiu pela prática, que será realizada em agosto deste ano.

“Se ela estiver em paz com isso, eu vou ter que achar um jeito de ficar em paz também”, disse a mãe da garota, Jen Bolen. “Em 14 anos ela batalhou mais pela vida do que a maioria dos adultos jamais precisará. Ela é capaz de decidir por seu corpo e suas dores”.

Em seus últimos meses de vida, Jerika irá aproveitar o verão, viajará com o pai e depois ficará ao lado de sua mãe. A garota diz que está feliz e triste com sua decisão. Ela acredita que não tem qualidade de vida para seguir lutando (hoje ela só tem forças para mover as mãos), mas fica preocupada ao pensar como ficará sua mãe.

No Brasil, a prática da eutanásia é ilegal e considerada antiética pelo código de medicina. Qual é sua opinião sobre o assunto?

garota-eutanasia-02

garota-eutanasia-03

garota-eutanasia-04

+ sobre o tema

O marco temporal é inconstitucional, nosso território é ancestral

O Brasil é terra indígena, mas o futuro dos povos...

Jovens jornalistas podem se inscrever para bolsa de estudos na Alemanha

A DW Akademie, organização alemã de apoio e desenvolvimento...

Unicef alerta para trabalho infantil como causa significativa do abandono escolar

O relatório Todas as Crianças na Escola em 2015...

Prostitutas felizes

SÃO PAULO - O que me incomoda em...

para lembrar

Números do trabalho infantil ainda são alarmantes no Brasil

No Brasil, os números relacionados ao trabalho infantil ainda...

Conferência reivindica políticas de comunicação em prol da igualdade racial

Fonte: Observatório do Direito da Comunicação -  ...

A nova cara da sífilis

O Ministério da Saúde adverte: a DST mais traiçoeira...
spot_imgspot_img

País tem 300,8 mil pessoas em situação de rua, mais de 80 mil em SP

Um levantamento feito pelo Observatório Brasileiro de Políticas Públicas com a População em Situação de Rua, da Universidade Federal de Minas Gerais (OBPopRua/POLOS-UFMG), revelou...

Câncer de pênis: Brasil é considerado o país com maior número de casos do mundo; veja os 6 sinais mais comuns da doença

O Brasil é considerado o país com maior incidência de câncer de pênis no mundo, em especial nas regiões Norte e Nordeste. Este tumor representa...

Geledés participa da 54ª Assembleia Geral da OEA

Com o tema “Integração e Segurança para o Desenvolvimento Sustentável da Região”, aconteceu entre os dias 26 a 28 de junho, em Assunção, Paraguai,...
-+=