Lula afirma que pode voltar a estudar após deixar Presidência

Presidente cogita ainda dar aulas sobre “como governar o país”


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ontem em um evento oficial em Juiz de Fora (MG) que poderá voltar a estudar depois de deixar a Presidência da República. Mas aventou também a possibilidade de dar aulas sobre como governar o país.

Em discurso durante inaugurações no campus da UFJF (Universidade Federal de Juiz de Fora), Lula disse: “Adoraria ter um curso superior. Quem sabe agora, depois de [ser] presidente, eu possa “tirar” um curso ou dar aula para ensinar algumas pessoas [sobre] como governar este país”.

Em nenhum instante da sua fala de 21 minutos ele mencionou os escândalos que envolvem a Receita e a Casa Civil da Presidência.
Lula deixou a universidade sem dar entrevistas. Quem falou pelo governo foi o ministro Alexandre Padilha (Relações Institucionais).

Padilha disse que o governo quer “a apuração até o final” do caso de tráfico de influência que derrubou a ministra Erenice Guerra da chefia da Casa Civil. Disse que a apuração será feita “doa a quem doer, seja quem for e seja qual for o grau de parentesco”. “O governo não vai impedir nenhum processo de apuração”, disse.

Quando questionado sobre o motivo de não ter sido apurado o conteúdo do e-mail que o consultor Rubnei Quícoli enviou à Casa Civil em fevereiro, quando a ministra ainda era Dilma Rousseff, candidata do PT à Presidência, Padilha disse que isso será feito agora, pois só neste momento o governo tomou conhecimento do caso.

“O governo está sabendo disso agora, e a Polícia Federal vai fazer todo o processo de apuração, inclusive sobre o conteúdo: se existiu este e-mail, o conteúdo, quem recebeu e quais as pessoas informadas naquele momento.”

Ele acrescentou: “As pessoas informadas que não tomaram procedimentos vão ser punidas na forma que têm que ser punidas, ver inclusive quais são os interesses das pessoas que denunciam, se tem provas de fato a serem apresentadas”.

Padilha também disse que a oposição “tenta se aproveitar deste tema, levando para a campanha eleitoral”.
O ministro acrescentou que Lula tem dito a Dilma para se manter tranquila e “não cair na baixaria”.

Fonte: Folha

+ sobre o tema

Saiba quem são os deputados que propuseram o PL da Gravidez Infantil  

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (12), a...

Com PL do aborto, instituições temem mais casos de gravidez em meninas

Entre 1º de janeiro e 13 de maio deste...

‘Criança não é mãe’: manifestantes em todo o Brasil protestam contra PL da Gravidez Infantil

Diversas cidades do país receberam na noite desta quinta-feira...

para lembrar

Obama concede entrevista a blogueira cubana

Fonte: UOL - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama,...

O filho do Tite e a meritocracia à brasileira

Tite é o melhor técnico do Brasil e merece...

Da relação direta entre ter de limpar seu banheiro você mesmo e poder abrir sem medo um Mac Book no ônibus

A sociedade holandesa tem dois pilares muito claros: liberdade...

O primeiro Dia Internacional da Mulher do governo Dilma

Por: Fátima Oliveira   Será inesquecível? Depende. Pense na manchete: "Dilma anunciará...

É sórdido condenar vítima de estupro por aborto

É sórdido e apequena a política o Projeto de Lei que ameaça condenar por homicídio meninas, jovens e mulheres que interromperem gestações, ainda que...

Geledés repudia decisão da Câmara sobre aborto

Geledés – Instituto da Mulher Negra vem a público manifestar sua indignação e repúdio à decisão da Câmara dos Deputados, aprovada nesta terça-feira, 12,...

Mulheres vão às ruas contra PL que equipara aborto a homicídio; confira locais dos atos

Mulheres vão às ruas de diversas partes do país em protesto contra o avanço, na Câmara dos Deputados, do projeto de lei que equipara...
-+=