quinta-feira, agosto 18, 2022
InícioSem categoriaMilitantes do Educafro fazem greve de fome em frente ao Palácio do...

Militantes do Educafro fazem greve de fome em frente ao Palácio do Planalto

Yara Aquino

 

Brasília – Cinco militantes do Educafro, movimento que busca a inclusão de pobres e negros na educação, estão deitados em frente ao Palácio do Planalto desde o início da manhã de hoje (26). Envolvidos em correntes, eles fazem greve de fome e reivindicam atenção para ações voltadas aos negros em políticas do governo e querem ser recebidos pelo presidente da República em exercício, Marco Maia, ou representantes no Executivo.

Na pauta de reivindicações dos manifestantes, está a garantia da presença dos negros entre os contemplados com as 100 mil bolsas do programa Ciência sem Fronteiras, que tem a meta de conceder o benefício a estudantes e pesquisadores no país e no exterior até 2015. ‘Consideramos o Ciência sem Fronteiras um programa elitista que está mantendo a situação de exclusão brasileira’, disse Carlos Eduardo de Oliveira, que integra o Educafro.

Outro item reivindicado é a aprovação, pelo Palácio do Planalto, de uma portaria para garantir vagas aos afrodescendentes nos concursos públicos do governo federal e a regulamentação do Estatuto da Igualdade Racial.

Representantes da Secretaria-geral da Presidência se dispuseram a receber uma comissão formada pelos manifestantes. A condição, no entanto, é que eles desocupem a calçada do Palácio do Planalto. Porém, há resistência dos integrantes em deixar o local. A intenção, segundo o integrante da Assessoria de Políticas Públicas da Educafro Reinaldo João de Oliveira, é manter a greve de fome até que o encontro ocorra. O presidente em exercício, Marco Maia, está no Planalto, e até o momento, o único compromisso previsto na agenda é um despacho interno pela manhã.

Edição: Talita Cavalcante

Fonte: Agência Brasil

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench