Guest Post »

MP abre denúncia contra Marcão do Povo por comentário racista contra Ludmilla

Apresentador chamou a cantora de ‘pobre e macaca’ durante programa ao vivo

Do  O Dia 

Imagem Geledés

O Ministério Público do Rio de Janeiro apresentou, nesta quinta-feira, denúncia contra Marcos Paulo Ribeiro Morais, o Marcão do Povo, por conta das ofensas raciais que fez contra cantora Ludmilla. A informação é do colunista Ancelmo Gois, de “O Globo”.

Em janeiro de 2017, durante um programa ao vivo na Record, Marcão do Povo chamou a cantora de “pobre e macaca”. As ofensas aconteceram enquanto era exibida uma reportagem sobre a cantora.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Infelizmente, ainda existem pessoas que não compreendem que a discriminação racial é crime e alguns, ainda usam o espaço na mídia para noticiar mentiras ao meu respeito, ofender, menosprezar e propagar todo o seu odio. Não deixaremos impune tais atos, trata se de um desrespeito absurdo, vergonhoso. Fica evidente que esse cidadão @marcaoapresentadortv não possui nenhum pudor ou constrangimento em ofender alguém em rede nacional. Como já foi dito por Paulo Autran, “todo preconceito é feito da ignorância”, visto que os racistas não possuem um conhecimento de moralidade, tratando sua própria cor de pele como superior e única. Isso tem que ser combatido e farei a minha parte, quantas vezes for necessário.

Uma publicação compartilhada por Ludmilla (@ludmilla) em

Em depoimento, Marcão do Povo admitiu as falas mas afirmou que não tinha intenção de ofender a artista. A pena prevista para o crime de injúria com ofensas raciais é de um a três anos de prisão, além de multa.

Na ocasião, Marcão do Povo era o apresentador do “Balanço Geral DF” e foi demitido pela Record após a polêmica com Ludmilla.

Related posts