MP denuncia equipe de navio por torturar camaronês no Paraná

Dezenove tripulantes foram denunciados por tortura, racismo e tentativa de homicídio. Crime ocorreu em julho, quando o camaronês Ondobo, de 28 anos, foi lançado ao mar

O Ministério Público Federal em Paranaguá (PR) denunciou os 19 tripulantes do navio Seref Kuru, de Malta, por tortura, racismo e tentativa de homicídio. Os 17 turcos e dois georgianos foram acusados de abandonar o camaronês Wilfred Happy Ondobo em alto-mar. O crime aconteceu em julho. Ondobo foi resgatado a 12 km do litoral paranaense pelo navio chileno Marine R.

Segundo a Polícia Federal, os tripulantes estão em liberdade vigiada em hotéis da cidade e aguardam a decisão de um juiz federal sobre a denúncia. As situações mais complicadas são as do primeiro-imediato Orhan Satilmis e do comandante Coskun Çavdar. Satilmis foi apontado pelo camaronês como autor das agressões físicas e de recismo, enquanto Çavdar foi acusado de tentativa de homicídio e tortura.

Escondido. Ondobo entrou na embarcação clandestinamente no Porto de Douala, em Camarões, e ficou escondido no navio por oito dias. Quando foi descoberto, disse em depoimento que levou chutes, tapas e foi xingado por ser negro.

À noite, os tripulantes batiam na porta da pequena cabine onde ele foi recolhido para tentar impedi-lo de dormir. Depois de 11 dias, a tripulação lhe deu uma lanterna, US$ 30 e o obrigou a deixar o navio em mar aberto. O homem ficou à deriva em uma estrutura de madeira usada no transporte de carga por 11 horas.

Ao chegar a Paranaguá, a tripulação negou, em depoimento, conhecer Ondobo. Mas buscas feitas no navio a pedido do Ministério Público comprovaram que ele havia estado na embarcação. A descrição detalhada do navio feita por Ondobo, por exemplo, correspondia à realidade.

Os policiais também encontram uma foto que ele contou ter escondido em um banheiro para confirmar sua presença. Se condenados, os 19 acusados podem receber penas que vão de 8 a 34 anos de prisão ou então ser enquadrados na Lei de Estrangeiro e ser expulsos do País.

Fonte: IG

+ sobre o tema

O dilema e a crueldade da dupla moral sexual num Estado laico – Por: Fátima Oliveira

O aborto é presença frequente no noticiário no Brasil, Por Fátima...

Jornal Opção é homenageado pelo combate ao racismo e promoção da igualdade

Secretaria Cidadã homenageia personalidades que se destacaram na luta...

A amamentação imperfeita

Já que estamos na Semana Mundial do Aleitamento Materno,...

Tribunal de Justiça do Paraná abre 56 vagas na área de TI

Fonte:G1       O Tribunal de Justiça do Paraná está com inscrições...

para lembrar

É impossível promover direitos humanos sem proteger as mulheres

Medo e trauma de experiências de violência muitas vezes...

Fundo Brasil lança editais 2015 com show de Leci Brandão no Sesc

Marcado para a noite de 3 de dezembro, no...

Quando o crime é cometido por adolescente de classe média alta a indignação da imprensa é seletiva

TRAGÉDIA DO JET-SKI: A imprensa seletiva Por Sylvia Debossan Moretzsohn...

“Seminário Direitos Humanos e Democracia”

No momento em que está para ser confirmado um...
spot_imgspot_img

Governo define nova data para o ‘Enem dos concursos’; CNU será em 18 de agosto

O Ministério da Gestão divulgou, nesta quinta-feira (23), a nova data para o Concurso Público Nacional Unificado (CPNU), que ficou conhecido como "Enem dos concursos"....

Anemia falciforme: 1º paciente no mundo inicia terapia genética contra a doença

Na quarta-feira, Kendric Cromer, um menino de 12 anos de um subúrbio de Washington, tornou-se a primeira pessoa no mundo com doença falciforme a...

‘Geração ansiosa’: transtornos mentais em crianças que vivem grudadas no celular aumentam no mundo todo

Veja o vídeo da matéria Crianças e adolescentes do mundo todo estão em perigo. É o que diz o livro “A geração ansiosa”, do psicólogo...
-+=