Obrigado, mãe

Em primeiro plano é possível ver que a mulher pintada na parede do Oficina Cultural Alfredo Volpi, em Itaquera, São Paulo, usa um belíssimo brinco. Trata-se de um nsbidi, símbolo nigeriano que significa raiz. A obra chama-se Obrigado Mãe e a retratada em questão atende pelo nome de Josefa Santana, conselheira tutelar aposentada.

Por Miriam Gimenes, do Diário Grande ABC

Foto: Guilherme Torres

Ela é a homenageada da exposição (Re)conhecimento – A Arte de Robinho Santana, do artista plástico de Diadema autor da exposição na Oficina Cultural, que pode ser visitada até 16 de março. “É um agradecimento e uma homenagem a quem me gerou e me educou. Levando para o tema da exposição é fazer ser reconhecidos os que são ainda menos reconhecidos”, explica Robinho Santana.

Antes da primeira edição da mostra, feita no ano passado, ele conta que Josefa passou por grave problema de saúde e incentivou o filho a continuar o trabalho, embora o momento fosse difícil. “Então o agradecimento está ligado a tudo isso: à uma mulher negra, nordestina, não reconhecida, mas que é minha mãe e minha maior referência de resistência.”

A exposição conta com mais de 40 obras feitas com tintas óleo e acrílica, pintura digital e serigrafia. Nelas, Robinho reconstrói sua trajetória a partir de referências familiares – ele também é filho do deputado federal Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho (PT) –, da história de luta e resistência do povo negro, além da influência da arte afro-brasileira profana e religiosa. Por isso, o artista explora, em suas obras, as referências de religiões de matrizes africanas, Adinkras – símbolos dos Akan que representam provérbios sobre as crenças e as histórias desses povos – plantas e os elementos da natureza (água, fogo, terra e ar).

Em uma sociedade onde se glorifica a influência europeia e os negros se sentem coagidos e forçados a alienar a própria identidade por pressão social, ele quer transmitir em suas pinturas e desenhos um resgate e uma representatividade digna do homem e da mulher negra. “A minha busca é tentar fazer com que a pessoa que entre em contato com a exposição se sinta representada, respeitada e reconhecida. Como artista periférico pinto meu cotidiano e da onde venho, onde majoritariamente as pessoas são negras, assim como a maioria da população brasileira. Portanto, pinto minha realidade e a minha verdade. Me vejo obrigado a não me encostar sobre o artifício da ‘arte pela arte’. Entendo a mostra (Re)conhecimento como um ato político e de resistência”, finaliza.

(Re)conhecimento – A Arte de Robinho Santana – Exposição. Oficina Cultural Alfredo Volpi – Rua Américo Salvador Novelli, 416. Até 16 de março, de terça a sexta, das 10h às 22h. Aos sábados, das 10h às 18h. Gratuito.

+ sobre o tema

Em Israel, população etíope sofre forte discriminação racial

Em 2015, após dois policiais serem flagrados em um...

Única, poderosa, absoluta

Espetacular! no HuffPost Brasil A incrível Simone Bailes, ouro na ginástica...

12 frases inspiradoras sobre coragem de grandes nomes da história

Na última segunda-feira (18), foi celebrado nos Estados Unidos...

Milton Nascimento

Milton Nascimento (Rio de Janeiro, 26 de outubro de 1942)...

para lembrar

Morre a ativista negra Neilda Fabiano, que fez da arte uma luta antrirracista

A ativista Neilda Fabiano recebeu diversas homenagens após o...

Serena Williams tem mais uma boa atuação, despacha eslovena e avança na Austrália

Com ótimos saques, americana vence sem maiores dificuldades Tamara...

Senado do Haiti aprova Jean Max Bellerive como primeiro-ministro

Fonte: R7     O Senado do Haiti ratificou nesta sexta-feira (6)...

Beyoncé lança teaser completo da turnê Mrs. Carter Show

Puro luxo. O teaser completo para promover a nova...
spot_imgspot_img

Carnaval 2025: nove das 12 escolas do Grupo Especial vão levar enredos afro para a Avenida

Em 2025, a Marquês de Sapucaí, com suas luzes e cores, será palco de um verdadeiro aquilombamento, termo que hoje define o movimento de...

Spcine marca presença no Festival de Cinema de Cannes 2024 com ações especiais

A Spcine participa Marché du Film, evento de mercado do Festival de Cinema de Cannes  2024 e um dos mais renomados e influentes da...

Mostra Competitiva Adélia Sampaio recebe inscrições de filmes de mulheres negras até 16 de junho

A 6ª edição da Mostra Competitiva de Cinema Negro Adélia Sampaio está com inscrições abertas para filmes dirigidos por mulheres negras de todo o...
-+=