terça-feira, abril 20, 2021

Resultados da pesquisa por 'IBGE'

vania

Não deixe a sua cor passar em branco – o que esperar para o Censo de 2010

Fonte: Írohín Jornal Online- por Wania Sant'Anna* {xtypo_quote}"Afastada a questão de desigualdade, resta na transformação biológica dos elementos étnicos o problema da mestiçagem. Os americanos do Norte costumam dizer que Deus fez o branco, que Deus fez o negro, mas que o Diabo fez o mulato. É o ponto mais sensível do caso brasileiro. O que se chama de arianização do habitante do Brasil é um fato de observação diária. Já com um oitavo de sangue negro, a aparência africana se apaga por completo é o fenômeno do passing nos Estados Unidos. E assim na cruza contínua de nossa vida, desde a época colonial, o negro desaparece aos poucos, dissolvendo-se até a falsa aparência de ariano puro." Paulo Prado, Bacharel em Direito, fazendeiro, empresário e influente porta-voz da aristocracia paulista, em Retratos do Brasil, de 1928.{/xtypo_quote} Em maio de 2008, no aniversário de 120 anos da Abolição do trabalho escravo, ...

Leia mais
concurso

Concursos com inscrições abertas nesta segunda somam quase 10 mil vagas

Fonte: G1 -   Ao menos 30 concursos públicos em todo o país estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (22) e somam pelo menos 9,5 mil vagas de todos os níveis de escolaridade. Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva, ou seja, os aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso.   Os salários chegam a R$ 10.905,76, para o cargo de especialista em políticas públicas e gestão governamental no Ministério do Planejamento.         Vagas Salário máximo Escolaridade Local de trabalho Aeronáutica (1) ABERTAS até 03/07/09 140 não informado nível superior em medicina, farmácia, odontologia e engenharia todo o país veja edital Aeronáutica (2) ABERTAS até 06/07/09 185 não informado nível fundamental curso de três anos em Barbacena (MG) veja edital Associação para Valorização e Promoção de Excepcionais, de Araçatuba (SP) ABERTAS até 08/07/09 456 R$ 6 ...

Leia mais
5907_l

Ações pelo estudo da Cultura afro

A professora de literatura Adiles da Silva Lima, 58 anos, é natural de São Borja, mas vive há mais de três décadas em Porto Alegre. Contudo, é o nome de Canoas que tem promovido nos últimos meses. Ela está na Secretaria Municipal de Educação, trabalhando na implementação da Lei 10.639 de 2003 - que inclui no currículo da rede de ensino a obrigatoriedade da disciplina de História e Cultura Afro-Brasileira. Fonte: Zero Hora  E também representará o Estado ao lado de Isabel Gelenice, líder da comunidade quilombola de Canoas, e Paulo Renato Vergara, integrante de entidades religiosas, na 2ª Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial, que ocorre de 25 a 28 deste mês, em Brasília. A professora, que já lecionou em escolas como o Instituto de Educação e a Júlio de Castilhos, sofreu discriminação e buscou embasamento sobre o tema num curso de pós-graduação em Estudos Africanos e Afro-Brasileiros ...

Leia mais
Cotas

Políticas de Ação Afirmativa em Benefício da População Negra no Brasil – Um Ponto de Vista em Defesa de Cotas

Fonte: Revista Espaço Acadêmico Por KABENGELE MUNANGA*   Um breve histórico As chamadas políticas de ação afirmativa são muito recentes na história da ideologia anti-racista. Nos países onde já foram implantadas (Estados Unidos, Inglaterra, Canadá, Índia, Alemanha, Austrália, Nova Zelândia e Malásia, entre outros), elas visam oferecer aos grupos discriminados e excluídos um tratamento diferenciado para compensar as desvantagens devidas à sua situação de vítimas do racismo e de outras formas de discriminação. Daí as terminologias de "equal oportunity policies", ação afirmativa, ação positiva, discriminação positiva ou políticas compensatórias. Nos Estados Unidos, onde foram aplicadas desde a década de sessenta, elas pretendem oferecer aos afro-americanos as chances de participar da dinâmica da mobilidade social crescente. Por exemplo: os empregadores foram obrigados a mudar suas práticas, planificando medidas de contratação, formação e promoção nas empresas visando a inclusão dos afro-americanos; as universidades foram obrigadas a implantar políticas de cotas e outras ...

Leia mais
Racismo

Racismo: ´Estadão´ queria alguém contra as cotas, mas errou na fonte; gringo defendeu cotas e Cuba

por Rodrigo Vianna - Fonte: O Escrevinhador - Parte da elite brasileira detesta essa história de cotas. Há um jornalista, à frente da Redação da TV Globo, que jura não haver racismo no Brasil. Até aí é problema dele. Mas o sujeito insiste em pautar "reportagens" que comprovem essa tese.   A Globo tem duas ou três "fontes marcadas para falar" exatamente aquilo que o diretor de jornalismo quer ver no ar. São "especialistas" que defendem a mesma tese: o racismo no Brasil não existe, e estabelecer cotas é que vai "insuflar" o racismo nessa nossa sociedade doce, tranquila, onde impera a "democracia racial".   Entenderam? Racismo não existe. Cotas é que vão criar racismo.   A "tese" é exposta seguidamente, nas "reportagens" da Globo, por uma socióloga do Rio de Janeiro e por um geógrafo paulista que tem opinião sobre tudo!   Para não parecerem insensíveis, esses "especialistas" (sob ...

Leia mais

Bolsista tem nota igual ou maior que pagante

Comparação foi feita entre beneficiados pelo ProUni e demais alunos do último ano de dez cursos universitários privados Para diretores de faculdades, bom resultado dos alunos bolsistas não surpreende; para conseguir a bolsa, é preciso ir bem no Enem Por ANTÔNIO GOIS DENISE MENCHEN Fonte: Folha de São Paulo Foto: @NEENA_RANI Bolsistas do ProUni tiveram desempenho igual ou superior ao de seus colegas no Enade (exame do Ministério da Educação que substituiu o Provão), em dez áreas onde foi possível fazer a comparação entre alunos que cursavam o último ano. A pedido da Folha, o Inep (instituto de pesquisas ligado ao MEC) comparou a média desses universitários com a dos demais colegas de curso. O Enade de 2007 foi o primeiro a identificar, entre os formandos, aqueles que são bolsistas do ProUni -programa do MEC que dá bolsas integrais ou parciais em instituições privadas para alunos com renda familiar per capita ...

Leia mais
Getty Images/Kutay Tanir

90% dos analfabetos estão fora de cursos

Parelheiros, Campo Limpo e Capela do Socorro, bairros da zona sul de São Paulo, concentram um tipo de personagem que as políticas públicas têm dificuldade de alcançar na quinta maior metrópole do planeta: jovens e adultos que não sabem ler nem escrever um bilhete simples. Ao lado da maioria absoluta dos analfabetos brasileiros com 15 anos ou mais, eles estão fora das salas de aulas. Fonte: Folha de São Paulo  Foto: Getty Images/Kutay Tanir Segundo dados colhidos pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e analisados pelo Ministério da Educação, mais de 90% dos analfabetos absolutos do país não frequentam classes de alfabetização, apesar da crescente oferta de vagas do principal programa federal, o Brasil Alfabetizado. No Estado de São Paulo, apenas 4,5% dos jovens e adultos analfabetos frequentam cursos de alfabetização. No país, o percentual é ainda menor: 3,9%. "Mais de 90% estão fora ...

Leia mais
trabalho-infantil_copy

Trabalho de criança é brincadeira

- Fonte: Vermelho - Ainda hoje rende audiência a morte da menina Isabela Nardoni; Entretanto, quem lembra da pequena índia Guajajara Maria dos Anjos, de 6 anos, assassinada por dois grileiros, no Maranhão, na mesma época? De mesma idade, igual violência, ambas as meninas tiveram suas vidas interrompidas de maneira igualmente brusca e violenta. A diferença? A classe social de ambas, ora. Poucos dias atrás a mídia fartou-se com informações a respeito de possíveis problemas da garota contratada pelo SBT, a pequena Maísa. De acordo com as notícias veiculadas, ela estaria com sérios problemas causados pela sobrecarga de trabalho. A ponto de a emissora ter sido condenada a pagar uma multa de um milhão de reais por descumprimento de determinações judiciais, como por exemplo, acompanhamento psicológico e redução da jornada da menina de sete anos. A comoção causada pelo estresse da pequena apresentadora de TV e seu excesso de trabalho ...

Leia mais
3332930455 f5c5288e5e

RETRATO DAS DESIGUALDADES DE GÊNERO E RAÇA – IPEA

RETRATO DAS DESIGUALDADES DE GÊNERO E RAÇA - 3ª EDIÇÃO Análise preliminar dos dados Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada  Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres   Apresentação O presente documento apresenta uma análise preliminar de dados da 3ª edição do Retrato das Desigualdades de Gênero e Raça, estudo elaborado pelo Ipea desde 2005 com informações sobre a situação social brasileira sob a ótica dos dois determinantes principais das desigualdades existentes em nosso país. A terceira edição completa apresentará os dados das Pnads de 1993 a 20071 sobre diferentes temáticas, com o recorte de sexo e de raça. Desta forma, será produzida uma série de cerca de 200 tabelas, disponibilizadas em Microsoft Excel, que retratam a realidade de brancos, negros, homens e mulheres em nosso país, e as mudanças ocorridas na última década. Os temas abordados são: População; Chefia de família; Educação; Saúde; Previdência e assistência social; ...

Leia mais
trabalho-infantil

Fórum quer ensino integral para erradicação do trabalho infantil

Fonte: O Educacionista Gilberto Costa Brasília - A Organização Internacional do Trabalho (OIT) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) lançam nova campanha contra o trabalho infantil. A campanha que será veiculada no rádio e na televisão a partir de hoje (3) reforça a importância da escola na infância e tem como tema Com Educação Nossas Crianças Aprendem a Escrever um Novo Presente, Sem Trabalho Infantil. Desde a segunda metade da década de 1990, o país mantém cerca de 97% das crianças e adolescentes de 7 a 14 anos na escola. Para o Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, a campanha quer ir além e visa a melhoria da qualidade da educação e a adoção de ensino integral para que as crianças não trabalhem no contra-turno escolar. "O acesso a uma educação integral e de qualidade é a resposta direta e adequada para encerrar ...

Leia mais
fernandoconceicao

Fernando Conceição – A grande mídia contra as ações afirmativas

- Fonte: Observatório da Imprensa - Por Fernando Conceição* em 2/6/2009 O que o Estado Democrático de Direito, o que o republicanismo, o que o interesse público podem esperar quando se alinham, em uníssono à maneira de campanha, três conglomerados de comunicação que, no Brasil, são os proprietários privados dos mais influentes veículos da imprensa nacional? Uma única coisa: o abuso do direito constitucional à liberdade de expressão e de opinião. A coação dos demais poderes institucionais. O desrespeito ao princípio de igualdade de oportunidade, cerne da democracia. Pois é exatamente o que a sociedade brasileira assiste hoje, estupefata, com a sórdida manipulação encampada pela Rede Globo, Grupo Folha e Editora Abril - respectivamente donos da TV aberta de maior audiência, com suas filiadas em todo o território brasileiro, controladores da TV por assinatura, de O Globo, de emissoras de rádio; dos jornais Folha de S. Paulo e Valor Ecnômico, ...

Leia mais
@SAUCYPOT

Escolas municipais valorizam diversidade étnico-racial

Há dez anos, a equipe gestora da escola municipal Quintino Pereira de Freitas, no bairro Canjica, tem desenvolvido ações de valorização da história e cultura afro-brasileira. O processo iniciou antes da sanção da Lei 10639/03, que preconiza a inserção desses temas no currículo escolar. Fonte: Jornal Documento @SAUCYPOT Essa valorização da cultura afro-brasileira foi consequência do engajamento dos gestores da unidade de ensino no Grupo de União e Consciência Negra (Grucon) em Cuiabá, motivada pela ascendência africana. "Acostumamos a discutir esse assunto não apenas nas datas comemorativas, mas no decorrer de todo ano letivo", explicou a diretora Antonia Corsina dos Anjos. Na unidade escolar são atendidos 412 alunos, matriculados na Educação Infantil e no primeiro ciclo do Ensino Fundamental. Deste total, aproximadamente 58% são afro-descendentes, segundo informação da diretora escolar. "Há uma diferença numérica entre os que se declaram descendentes de negros e aqueles que são ...

Leia mais

Debatedores pedem o fim da desigualdade racial em bancos

Fonte: Portal da Câmara dos Deputados  Shutterstock Parlamentares e integrantes de organizações não governamentais cobraram nesta quarta-feira, em audiência pública da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, providências contra a desigualdade racial no mercado de trabalho dos bancos. Os debatedores acusaram as instituições financeiras do Brasil de resistirem a empregar negros. Convidada a apresentar uma pesquisa sobre a contratação de negros no setor, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) não enviou nenhum representante à audiência. O estudo foi encomendado à Febraban, em 2007, por iniciativa do Grupo de Trabalho pela Diversidade no Mercado de Trabalho Bancário. De acordo com o autor do requerimento para realização da audiência, deputado Luiz Alberto (PT-BA), na época a Febraban demonstrou interesse em debater o assunto e realizou uma série de reuniões com o grupo. Ele lamentou que, quase dois anos depois, a instituição não tenha respondido às indagações feitas. Resistência à inclusão Luiz Alberto ...

Leia mais
Foto: Marcus Steinmayer

Raça, Cultura e Classe no Brasil – Sueli Carneiro

"Não sou, nem nunca fui favorável a algo que pudesse provocar, de qualquer forma, a igualdade social e política entre as raças branca e a negra; não sou, nem nunca fui favorável à transformação de negros em eleitores ou jurados, ou à sua aceitação para cargos públicos... A isso acrescentarei que existe uma diferença física entre a raça negra e a branca que, segundo creio, para sempre impedirá que as duas raças vivam em condições de igualdade social e política. E, na medida em que isso não pode ocorrer, enquanto permanecerem juntas, deve haver uma posição de superior e inferior e tanto quanto qualquer homem, prefiro que a posição superior seja atribuída à raça branca" (Abraham Lincoln, presidente dos EUA, 1894)1" Diferentemente de Abraham Lincoln, o sociólogo Gilberto Freire, inventor do mito da democracia racial brasileira, estabeleceu os parâmetros segundo os quais a sociedade brasileira deveria regular as suas relações ...

Leia mais
fatima oliveira

Afinal, o que os letrados chamam de “racialização”?

Por: Fátima Oliveira     {xtypo_quote}"Mas é preciso ter força, é preciso ter raça/ É preciso ter gana sempre/ Quem traz no corpo a marca/ Maria, Maria mistura a dor e a alegria/ Mas é preciso ter manha, é preciso ter graça/ É preciso ter sonho sempre/ Quem traz a fé nessa marca/ Possui a estranha mania de ter fé na vida"... (Maria, Maria, Fernando Brant e Milton Nascimento){/xtypo_quote} É certo que não construiremos um país justo e democrático sem que os brancos compartilhem com os negros os seus privilégios seculares. No caso brasileiro, compartilhar privilégios significa também que os brancos terão menos do que sempre foi exclusivamente seu. Não há como ser diferente. O caderno Mais! da Folha de S.Paulo, de 9 de julho de 2006, sob a manchete "A guerra das cotas", além de outros textos contém duas entrevistas exemplares das posições pró e contra as cotas: Peter ...

Leia mais
Abdias Nascimento em Nova York, 1997. (Foto: Cheste Higgins Jr/ ACERVO ABDIAS NASCIMENTO/ IPEAFRO)

Ação afirmativa: o debate como vitória

DA TRIBUNA DA Câmara costumava dizer que a Abolição da Escravatura no Brasil não passava de uma bela mentira cívica. Hoje posso reafirmá-lo com o apoio de pesquisas quantitativas produzidas nas últimas décadas por instituições respeitadas como o IBGE e o DIEESE, que vêm revelando a extensão do hiato entre negros e brancos no Brasil. A diferença nos salários, na escolaridade, na expectativa de vida e na mortalidade infantil mostra uma desigualdade racial tão ampla, persistente e difusa que não pode ser explicada pela herança da escravidão ou as diferenças de classe. Pesquisas qualitativas mostram os mecanismos de racismo nas escolas e nos meios de comunicação, responsáveis por manter, reforçar e atualizar a imagem (e auto-imagem) negativa da população negra. A polícia e o Judiciário dispensam um tratamento discriminatório aos afro-brasileiros no contexto de um quadro de violência em que os jovens negros sofrem uma elevadíssima taxa de mortalidade. Tudo ...

Leia mais
Ricardo Stuckert/Agência Brasil

Ação afirmativa: o debate como vitória

Por: Abdias Nascimento DA TRIBUNA DA Câmara costumava dizer que a Abolição da Escravatura no Brasil não passava de uma bela mentira cívica. Hoje posso reafirmá-lo com o apoio de pesquisas quantitativas produzidas nas últimas décadas por instituições respeitadas como o IBGE e o DIEESE, que vêm revelando a extensão do hiato entre negros e brancos no Brasil. A diferença nos salários, na escolaridade, na expectativa de vida e na mortalidade infantil mostra uma desigualdade racial tão ampla, persistente e difusa que não pode ser explicada pela herança da escravidão ou as diferenças de classe. Pesquisas qualitativas mostram os mecanismos de racismo nas escolas e nos meios de comunicação, responsáveis por manter, reforçar e atualizar a imagem (e auto-imagem) negativa da população negra. A polícia e o Judiciário dispensam um tratamento discriminatório aos afro-brasileiros no contexto de um quadro de violência em que os jovens negros sofrem uma elevadíssima taxa ...

Leia mais

DIREITOS DOS NEGROS: Deputados votam Estatuto

- Fonte: Írohín - Jornal Online - Estabelecer medidas para combater a discriminação racial e promover a participação de afrodescendentes nas esferas institucionais e de poder em condições de igualdade com as outras etnias. Esses são os principais objetivos do Estatuto da Igualdade Racial, que deverá ser votado pela Câmara dos Deputados na próxima quarta-feira (27). Há dez anos, o Estatuto tramita no Congresso Nacional em meio a muitas polêmicas. Como o projeto provocou reações, ele deverá perder o caráter conclusivo e ser enviado ao plenário. Em seguida, voltará para o Senado, por ter sido alterado na Câmara. Segundo o deputado Carlos Santana (PT-RJ), presidente da comissão especial que analisa o documento na Câmara, o valor simbólico do Estatuto está em mostrar que, 121 anos depois da assinatura da Lei Áurea, a abolição da escravatura ainda não foi concluída no País. Santana analisa como um dos pontos positivos do projeto ...

Leia mais

Quatro em cada dez adultos que retomam os estudos abandonam seus cursos

Fonte: UOL Educação Por Simone Harnik Foto: Getty Images Concluir os estudos de ensino fundamental e médio parece uma tarefa árdua para os jovens e adultos que não fizeram as aulas na idade ideal: quatro em cada dez abandonam cursos de EJA (Educação de Jovens e Adultos). É isso que mostra uma pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística): 42,7% dos adultos que procuraram a EJA até 2007 largaram os estudos - o que corresponde a mais de 3,4 milhões de pessoas. As informações são de um suplemento da Pnad 2007 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), divulgado nesta sexta-feira (22). Na Pnad 2007, a mais recente pesquisa publicada pelo IBGE, foram pesquisadas 399.964 pessoas em 147.851 residências, distribuídas por todo o país. O estudo mostra que, das pessoas que saíram da educação de jovens e adultos, apenas 4,3% conseguiram concluir a primeira parte do ensino fundamental (1ª a ...

Leia mais
banner_400x100

II Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial

Negros e índios discutem cidadania durante conferência Fonte: Diário da Amazônia Rafael Abreu Propostas para diminuir as desigualdades de negros e índios na sociedade são debatidas na II Conferência de Promoção da Igualdade Racial realizada em Porto Velho. A conferência iniciada nesta quarta feira (20/5) vai até hoje no Rondon Palace Hotel e pretende elaborar um plano de políticas públicas voltadas principalmente para a educação, saúde, trabalho, renda e segurança. As propostas vão ser encaminhadas para conferência nacional em Brasília no fim do mês. Cerca de 120 pessoas de 47 municípios estão participando do evento. Segundo a coordenadora estadual da conferência, Else Schockness, a educação tem o maior número de propostas para serem discutidas, são 100 no total. Para ela, o sistema educacional é fraco e exclui o negro do mercado de trabalho. "A diferença é clara ao perceber, por exemplo, que existem poucos médicos negros e em outras áreas ...

Leia mais
Página 85 de 87 1 84 85 86 87

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist