SUS aplica segunda dose de vacina contra HPV a partir de segunda-feira

Público alvo da campanha de vacinação contra o HPV é composto por meninas de 11 a 13 anos. No DF, a etapa de imunização será a terceira.

Seis meses após o início da campanha nacional de imunização contra o papiloma vírus humano (HPV), a segunda dose da vacina começa a ser aplicada na próxima segunda-feira em meninas de 11 a 13 anos. No Distrito Federal, entretanto, o esquema é diferente. Isso porque a capital foi uma das unidades da federação a se antecipar e começar a imunização ainda em 2013, por isso, será aplicada a terceira dose da vacina.

A vacina contra HPV oferecida tanto no DF quanto no resto do país é a quadrivalente, recomendada pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). Ela protege contra quatro subtipos do vírus: 6, 11, 16 e 18. Os subtipos 16 e 18 são responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer de colo do útero em todo mundo.Já o 6 e o 11 causam verrugas genitais. De acordo com o secretaria de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, a segunda dose da vacina é imprescindível para garantir a imunização. “Sem a segunda dose da vacina, não há proteção”. Desde março, quando a vacina começou a ser ofertada no Sistema Único de Saúde (SUS), 87% do público-alvo foi imunizado. No ano passado, o DF vacinou em torno de 50 mil meninas, o que significa cerca de 76% de cobertura.

O ministro da Saúde, Arthur Chioro afirmou que, com a vacinação, o câncer de colo do útero deve deixar de ser um problema de saúde pública no futuro. Hoje, essa neoplasia é a terceira em número de ocorrência em mulheres no Brasil. No Norte e no Nordeste, esse câncer é o mais prevalente entre a população feminina. Segundo Chioro, essas regiões têm maior incidência que as outras no país por ter maior número de jovens e menor acesso a serviços de saúde. “Com toda certeza, o sucesso da segunda fase vai se repetir neste momento e, com isso, vamos reescrever a história do câncer de colo de útero neste país”, completou.

Estimativa da Organização Mundial da Saúde aponta que 290 milhões de mulheres no mundo sejam portadoras do HPV e 32% infectadas pelos tipos 16 e 18. Em relação ao câncer de colo do útero, 270 mil mulheres no mundo morrem em decorrência da doença. Para este ano, o Instituto Nacional do Câncer estima o surgimento de 15 mil novos casos e cerca de 4,8 mil óbitos. A recomendação é que mulheres entre 25 e 64 anos façam o exame preventivo, o papanicolau, a cada três anos e usem preservativo nas relações sexuais.

Parceria
Para a produção da vacina contra o HPV, o Ministério da Saúde firmou Parceria para o Desenvolvimento Produtivo (PDP) com o Butantan e o Merck. Serão investidos R$ 1,1 bilhão na compra de 41 milhões de doses da vacina durante cinco anos – período necessário para a total transferência de tecnologia ao laboratório brasileiro. A PDP possibilitou uma economia estimada de R$ 83,5 milhões na compra da vacina em 2014. O Ministério da Saúde pagará R$ 31,02 por dose, o menor preço já praticado no mercado.

Fonte: Correio Braziliense

+ sobre o tema

Outubro Rosa: desafios na luta contra o câncer de mama em mulheres idosas

No cenário da campanha Outubro Rosa, que tem como...

Estudo indica que DSTs atingem mais os homens negros no Brasil

Fonte: Diário de Pernambuco - O total de homens negros...

Dennis de Oliveira: O plebiscito, os médicos e a contradição entre Casa Grande e Senzala

A presidenta Dilma Rousseff buscou retomar a iniciativa política...

Promotoras Legais Populares do Geledés recebem netos de Nelson Mandela em atividade de prevenção a AIDS

   Por: Nilza Iraci Fotos: Renato Oliveira As Promotoras Legais Populares do...

para lembrar

SUS: perspectiva integral e acesso universal e igualitário – Por: Fátima Oliveira

As demandas de atenção à saúde em um país...

Manifesto em defesa do sus

Nesses 28 anos, o povo brasileiro pode sentir-se cidadão...

Gilmar Mendes determina adoção de medidas para garantir respeito à identidade de gênero no SUS

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, determinou ao Ministério...

SUS terá mês de atenção especial à saúde da mulher no campo

O Ministério da Saúde está promovendo um conjunto de...
spot_imgspot_img

Alcance e capacitação profissional são desafios do SUS para tratamento de autismo

Na sala de estimulação sensorial, equipada com piscina de bolinha, rede e pula pula, a pequena Lara de Almeida, 4, é acompanhada por uma...

Primeiras doses da vacina do SUS contra dengue chegam ao Brasil

A primeira remessa da vacina contra a dengue que será oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS) chegou ao Brasil neste sábado (20). O...

Burnout, abuso de drogas e tentativa de suicídio entram em lista de doenças relacionadas ao trabalho

O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira (29) uma atualização da lista de doenças relacionadas ao trabalho. Foram incluídas 165 novas patologias na portaria publicada no...
-+=