terça-feira, junho 2, 2020

    Tag: atletismo

    nelson prudencio

    O triplista Nelson Prudêncio morre aos 68 anos após coma em SP

    Nelson Prudêncio, duas vezes medalhista olímpico no salto triplo, morreu na madrugada desta sexta-feira aos 68 anos, após dias de internação na Casa de Saúde de São Carlos (SP). A causa da morte, entretanto, ainda não foi oficialmente divulgada. O ex-triplista tinha câncer no pulmão, sentiu-se mal no início do mês de novembro e estava hospitalizado desde a manhã de terça-feira, entrando em estado de coma irreversível. Segundo o último boletim médico divulgado nesta quinta-feira, Prudêncio estava "em estado gravíssimo, com instabilidade hemodinâmica em uso de ventilação mecânica". Natural da cidade de Lins (SP), Prudêncio conquistou a medalha de prata no salto triplo na Olimpíada de 1968, na Cidade do México. Quatro anos depois, o atleta voltou ao pódio da modalidade em Munique, mas agora com o bronze. Ex-professor de educação física da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Prudêncio era também vice-presidente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). Protagonista ...

    Leia mais
    usain-bolt

    Em visita ao Brasil, Usain Bolt diz que está ansioso para correr nas Olimpíadas do Rio em 2016

    O velocista jamaicano Usain Bolt disse nesta terça-feira (23), no Rio de Janeiro, que está "ansioso" para competir nos Jogos Olímpicos da "Cidade Maravilhosa", que acontecerão em 2016. Bolt afirmou que tem esperança de chegar à competição olímpica em seu auge, apesar do fato de que já terá 30 anos. "O mais importante nos próximos anos será dosar meus treinamentos. O principal é não chegar ao auge físico antes de 2016. Se conseguir isso, estarei bem", disse Bolt em entrevista à imprensa. O bicampeão olímpico dos 100 metros, 200 metros e 4 por 100 metros, provas nas quais também é detentor do recorde mundial, declarou que pretende melhorar ainda mais seus tempos na próxima temporada e que deseja conseguir mais medalhas olímpicas para "ser o melhor" em seu esporte. "Se a imprensa e meus fãs me comparam com grandes ícones, fico feliz. Vou continuar trabalhando para que me classifiquem assim. ...

    Leia mais
    bolt

    Por tri olímpico, Bolt descarta salto em distância no Rio de Janeiro em 2016

    Jamaicano, que já cogitou disputar corridas mais longas, reiterou que vai concentrar suas energias somente na busca pelo tricampeonato nos 100 e 200 metros Usain Bolt descartou nesta segunda-feira a possibilidade de testar novas provas nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. O velocista jamaicano, que já cogitou disputar corridas mais longas, reiterou que vai concentrar suas energias somente na busca pelo tricampeonato olímpico nos 100 e 200 metros e no revezamento 4x100 metros. "Eu não quero tentar provas diferentes no Rio porque pretendo apenas defender meus títulos para mostrar ao mundo que é possível fazer tudo isso novamente", declarou o jamaicano, se referindo aos títulos dos 100, 200 e 4x100 metros, conquistados em Pequim/2008 e Londres/2012. "Este é o meu foco". Após faturar o primeiro ouro olímpico, em 2008, Bolt chegou a competir em outras distâncias, como 300 e 400 metros, em eventos menores, com bom desempenho. ...

    Leia mais
    usain-bolt-12

    Conheça a trajetória de Usain Bolt, o maior velocista do mundo

    O trânsito intenso de Kingston começa a dispersar depois que a estrada cruza o rio Cobre. Após uma longa subida, o mar azul-turquesa do Caribe aparece no horizonte. Condomínios de luxo ficam no retrovisor ao dobrar à esquerda. Placas de sinalização desaparecem, e o asfalto dá lugar à terra na via de mão única. A densa vegetação dificulta a visibilidade e buzinar é a maneira de evitar batidas nas curvas fechadas. Três horas e meia e pouco mais de 160 km depois de deixar a capital da Jamaica, a placa no centro de saúde é a única indicação de que estamos em Sherwood Content, cidade natal de Usain Bolt. Mais à frente, na pista de grama da Waldensia Primary School, um grupo de crianças aposta corridas. Eles estão em férias, e a escola está fechada. Mas a falta de opções de lazer no nanico vilarejo rural faz com que usem ...

    Leia mais
    Yohan-Blake AP

    Yohan Blake, o homem mais rápido do mundo. Entre os mortais

    Caro(a) leitor (a), não estranhe o título do post. No mundo real, dos mortais, é o jamaicanoYohan Blake quem pode ostentar o título de homem mais rápido do mundo. Sim, porque entre os extra-terrestres, a honraria pertence ao seu compatriota Usain Bolt, seis medalhas de ouro olímpicas no currículo e bicampeão dos 100 e 200 m rasos, repetindo um feito que ninguém alcançava desde Carl Lewis. Mas é bom que Bolt coloque as barbas de molho... Nesta quinta-feira (23), Yohan Blake venceu com sobras a prova dos 100 m rasos, válida pela etapa de Lausanne (Suíça) da Liga de Diamante. O mais importante, contudo, foi a forma com que ele conseguiu o triunfo: ao cravar o tempo de 9s69, o jamaicano tornou-se o terceiro homem mais rápido do mundo na distância. Atrás somente de duas marcas obtidas justamente por Bolt, o recorde mundial da prova (9s58), de 2009, e o ...

    Leia mais
    usain bolt

    Londres 2012: Após virar “lenda” das pistas, Bolt planeja outras metas

    Com a dobradinha olímpica nos 100 e nos 200 metros e seu status de 'lenda viva' no panteão dos grandes velocistas já garantidos, Usain Bolt planeja pensar com cuidado sobre quanto tempo consegue se manter como mestre em seu ofício.Um mundo que se maravilhou com a velocidade atordoante do jamaicano, recordes mundiais e títulos olímpicos agora espera para ver o que o homem mais rápido da Terra fará em seguida.É tempo de reflexão na Corte de Bolt. O grande astro das pistas de corrida, apaixonado por esportes e carros velozes, não está pronto para pendurar as sapatilhas, mas já busca inquieto um novo desafio que satisfaça sua grande sede de vida.- Não vou me aposentar ainda. Amo este esporte. Tive todo esse sucesso através deste esporte. Conquistei meus fãs através deste esporte – disse Bolt depois de arrebatar o título dos 200m de ponta a ponta na quinta-feira, completando a ...

    Leia mais
    bahamas reu1024

    Dia no atletismo tem fim de hegemonia e quebra de recorde

    Entravam Olimpíadas, saíam Olimpíadas, era sempre a mesma coisa: ouro para os Estados Unidos nos 4x400m masculinos. Era assim desde os Jogos de Helsinque, em 1952. Era: não é mais. Nesta sexta-feira, Bahamas desbancou a força dos americanos e ganhou a final. Foi uma derrota forte para a potência olímpica. Mas o país sempre tem mais a comemorar do que a lamentar nas Olimpíadas. Nos 4x100m feminino, as americanas voaram, bateram as rivais jamaicanas e baixaram o recorde mundial em quase meio segundo – a marca mínima agora é de 40s82. O bronze ficou com a Ucrânia. O Brasil terminou em sétimo. Tianna Madison, Carmelita Jeter, Bianca Knight e Allyson Felix: com elas, Estados Unidos fulminam antigo recorde mundial nos 4x100m (Foto: Agência Reuters)Já entre os homens, o revezamento 4x100m viveu sua fase eliminatória. O Brasil ficou em décimo e não conseguiu avançar à final. Os americanos foram os melhores ...

    Leia mais
    tiannamadison carmelitajeter biancaknight allysonfelix thebeatles reu1024

    The Beatles do dia: americanas conseguem bater recorde de 27 anos

    Quarteto do revezamento 4x100m feminino reduz em 55 centésimos recorde que já perdurava por quase três décadas Não é todo dia que um recorde que já dura 27 anos consegue ser batido. No caso do revezamento 4x100m feminino, a melhor marca era tão antiga que pertencia à Alemanha Oriental, um país que nem existe mais. As americanas Tianna Madison, Allyson Felix, Bianca Knight e Carmelita Jeter não perderam a oportunidade de finalmente escrever um novo capítulo na história da modalidade e terminaram a prova em 40s82. Com a façanha, reduziram em 55 centésimos o índice que insistiu em perdurar por quase três décadas. A conquista coletiva comprova o talento de cada uma das americanas. Juntas, elas são detentoras de 38 títulos mundiais. A proeza mais recente, presenciada e aplaudida pela arquibancada lotada do Estádio Olímpico, dá às americanas o título de "Beatles do dia" em Londres. Fonte: Globo Esporte

    Leia mais
    bolt

    Jamaica comemora conquista do ouro, prata e bronze na prova dos 200 m em Londres

    Usain Bolt é uma lenda! O homem mais rápido do mundo, além de conquistar os 100 m rasos, também venceu nos 200 m dos Jogos Olímpicos. Bolt conquistou o inédito bicampeonato da prova nesta quinta-feira (9), com o tempo de 19s32. E a alegria da Jamaica foi ainda maior com Yohan Blake (19s44) e Warren Weir (19s84), que completaram o pódio em Londres 2012. Após a prova, Bolt ainda fez flexões na pista do estádio olímpico e, em entrevista à Adriana Araújo, disse que quer competir e ganhar nos Jogos Olímpicos de 2016.     Fonte: R7

    Leia mais
    200bolt e black

    Usain Bolt vence os 200m em dia de festa para Jamaica

    Jamaicano Usain Bolt venceu a prova masculinos dos 200 metros-Olímpico na quinta-feira em Londres, marcando um tempo de 19,32 segundos. Bolt se torna a estrela de primeira linha a ganhar os 200m nos Jogos Olímpicos consecutivos. O evento contou com 3 jamaicanos para subir ao pódio. O seu compatriota Yohan Blake ficou em segundo lugar em 19,44, com Warren Weir tomando bronze em 19,84. Bolt nunca perdeu em uma Olimpíadas, e vai correr no revezamento 5 por 5.     Aguarde mais sobre Usain Bolt   Traduzido de CBCSport

    Leia mais
    jogos-olimpicos-de-londres-2012

    Olimpíadas 2012: Argélia e Marrocos entre medalhados africanos nos Jogos Olímpicos de Londres

      Com estes dois países, sobe para sete o número de países africanos que inscreveram o seu nome no quadro dos medalhados, depois da África do Sul, da Etiópia, do Quénia, do Egito e da Tunísia. Londres - A Argélia e Marrocos entraram na tabela dos medalhados dos Jogos Olímpicos de Londres de 2012 após terem ganho respetivamente as medalhas de ouro e de bronze na corrida masculina dos mil e 500 metros. Com estes dois países sobe para sete o número de países africanos que inscreveram o seu nome no quadro dos medalhados, depois da África do Sul, da Etiópia, do Quénia, do Egito e da Tunísia. Terça-feira, o argelino Taoufik Makhloufi venceu o ouro na corrida masculina dos mil e 500 metros em três minutos 34 segundos e 08 cêntimos ao passo que o marroquino Abdallati Iguider ganhou bronze em três minutos 53 segundos e 13 cêntimos. A ...

    Leia mais
    jogos-olimpicos-de-londres-2012

    Olimpíadas 2012: Etiópia tem os dois melhores tempos para a final

      Os países africanos comprovaram nesta quarta-feira (8) sua tradição nas provas de fundo e meio fundo do atletismo e classificaram seus atletas para a final dos 5.000 m masculino. Etiópia tem os dois melhores tempos para a final. O melhor tempo ficou com o etíope Dejen Gebremeskel, com 13min15s15. Ele foi seguido de perto pelo compatriota Yenew Alamirew e pelo queniano Thomas Longosiwa. Tanto Quênia quanto Etiópia terão mais um representante na final. O Brasil não competiu nessa prova.     Fonte: R7

    Leia mais
    usain bolt

    Olimpíadas 2012: Usain Bolt continua a ser o homem mais rápido do mundo – 9,63 segundos

    O atleta jamaicano Usain Bolt conquistou no domingo a medalha de ouro nos 100 metros rasos dos Jogos de Londres e tornou-se bicampeão da prova após o título conquistado há quatro anos em Pequim. Bolt, o homem mais rápido do mundo, ganhou em grande estilo com a marca de 9,63 segundos, mas não conseguiu bater seu próprio recorde mundial, 9,58 segundos, obtido no campeonato mundial de 2009. A brilhante performance prova que o jamaicano está recuperado de problemas no tendão da perna. Seu compatriota Yohan Blake, campeão mundial, terminou em segundo lugar com o tempo de 9s75, enquanto o norte-americano Justin Gatlin foi o terceiro e ganhou o bronze ao cruzar em 9s70. Os primeiros sete competidores terminaram a prova abaixo dos 10 segundos. Asafa Powell abandonou devido a uma lesão. (Por Mitch Phillips) Fonte: Reuters

    Leia mais
    Ethiopias-Tiki-Gelana-008

    Olimpíadas 2012: Etíope vence maratona e registra novo recorde

    A etíope Tiki Gelana conquistou neste domingo a medalha de ouro na maratona. Com grande arrancada nos últimos metros da prova, a corredora deixou para trás a queniana Priscah Jeptoo e a russa Tatyana Petrova, prata e bronze. Além de conquistar o lugar mais alto do pódio na Olimpíada de Londres, Gelana, com o tempo de 2h23m07, estabeleceu o novo recorde da prova, que pertencia a japonesa Naoko Takahashi, registrado em Sydney 2000. Vale lembrar que o Bandsports transmite todas as emoções dos Jogos Olímpicos de Londres.   Fonte: Band Sport

    Leia mais
    Sally Kipyego e VIvian Cheruiyot

    Olímpiadas 2012: Quénia e Etiópia se estreiam no quadro de medalhas

    A conquista do ouro nos cinco mil metros do atletismo feminino por Tirunesh Dibada, assim como da prata e bronze, respectivamente por Sally Kipyego e VIvian Cheruiyot, colocaram a Etiópia e o Quénia no quadro geral de medalhas dos jogos olímpicos de Londres2012. Assim a Etiópia passa a ocupar o 24º lugar com uma medalha de ouro e o Quénia vem no 40º lugar com uma de prata e outra de bronze. A África do Sul é o melhor africano em 11º lugar, num quadro onde ainda constam o Egipto com uma de prata. Sexta-feira o dia terminou igualmente com alterações na liderança do quadro, pois Michael Phelps fez das suas e deu aos Estados Unidos o primeiro lugar com 43 medalhas, 21 das quais de ouro, 10de prata e 12 de bronze, enquanto que a China foi relegada para o segundo lugar, com 42 (20-13-9) no total. Depois da ...

    Leia mais
    Tirunesh Dibaba

    Olímpiadas 2012: A etíope Tirunesh Dibaba venceu a prova dos 10 mil metros do atletismo

    A etíope Tirunesh Dibaba venceu a prova dos 10 mil metros do atletismo nos Jogos de londres, em formidável disputa com as quenianas Sally Kipyego e Vivian Cheruiyot. Uma súbita mudança de ritmo a 500 metros da meta sentenciou uma disputa que se esperava mais apertada. Dibaba venceu com 30min20s75, deixando Kipyego e Cheruiyot na disputa pelas outras medalhas. Dibaba, campeã olímpica em 2008 nos 5 mil e 10 mil metros, tinha permanecido um ano sem competir por causa de lesão, mas chegou a Londres à frente do ranking mundial com a marca de 30min24s39, conseguida há dois meses em Eugene (EUA), em sua primeira prova desde julho de 2010. Fonte: FoxSport

    Leia mais
    jeneba tarmoh

    Aos 22 anos, velocista americana encontra meio-irmão pela primeira vez

    Jeneba Tarmoh conversava com John Mannah, 15 anos mais velho, apenas por telefone. Atleta vai compor o revezamento 4x100m feminino dos EUA Jeneba Tarmoh fez a melhor marca da carreira nos 100m neste ano e foi convocada para o revezamento americano nos Jogos de Londres após abrir mão de sua vaga individual. Apesar da alegria com as duas conquistas profissionais nos últimos meses, nenhuma pôde ser comparada à sensação desta sexta-feira, como ela mesma definiu. Em Londres, a atleta encontrou seu meio-irmão John Mannah pela primeira vez. - Finalmente encontrei meu irmão!!! Um grande sentimento, não há com o que comparar – escreveu, em sua conta no microblog Twitter.John nasceu em Serra Leoa e emigrou para a Inglaterra aos 8 anos de idade com o pai. A mãe deles, pouco antes de dar à luz Tarmoh, mudou-se para San Jose, na Califórnia, nos Estados Unidos. Lá, a menina cresceu, tornou-se ...

    Leia mais
    usain bolt

    Olimpíadas 2012: Para Bolt ‘9s4 é o limite humano, não importa o quanto você treine’

    Desde que Usain Bolt ganhou três medalhas de ouro em Pequim-2008, o homem mais rápido do mundo estabeleceu novos recordes mundiais, como os 9s58 nos 100m rasos, em 2009. Às vésperas dos Jogos Olímpicos de Londres, o velocista jamaicano revela que pretende cravar 9s4 e impor uma marca que será impossível de ser superada a partir daí. - Eu posso fazer 9s4 nos 100m rasos. Mas este é o limite humano, não importa o quanto você treine. É impossível chegar a 9s2. O corpo não é feito para isso - disse ao jornal inglês "The Sun".Apesar das incertezas que pairam sobre as reais condições de Bolt para Londres-2012, o treinador Glen Mills acredita que o atleta, prestes a completar 26 anos, está em seu auge. As suspeitas começaram após a derrota de Bolt para o compatriota Yohan Blake, de 22 anos, nos 200m da seletiva jamaicana, no início do mês. ...

    Leia mais
    voulapapachristou-2-ap

    Olimpiadas 2012: Triplista grega faz comentário racista no Twitter e é cortada dos Jogos

    Um comentário racista no Twitter custou caro à atleta Voula Papachristou. Na segunda-feira, a triplista postou uma mensagem relativa aos africanos que residem na Grécia e recebeu duras respostas pela rede social. Mas, pior ainda do que ter sido chamada de nazista, entre outros adjetivos não muito agradáveis, foi a notícia que a saltadora recebeu do Comitê Olímpico Grego (COG). Devido à postura inadequada, Voula foi cortada dos Jogos de Londres. Na segunda-feira, ela escreveu: "Com tantos africanos na Grécia... No mínimo os mosquitos no Nilo Ocidental irão comer comida caseira!!!". Imediatamente a postagem foi repassada e ganhou milhares de respostas de reprovação. Um partido de esquerda elevou as proporções do comentário, exigindo a exclusão da atleta da delegação olímpica. - Humor racista e "piadas" que digam respeito à vida humana não são toleradas pela sociedade grega e não podem ser propagadas no atletismo grego. A única coisa que o ...

    Leia mais
    gatlin.gay780x300

    Sem Bolt, Gatlin e Gay são os astros dos 100 m em Paris

    Com derrota de Bolt para Blake nas seletivas dos 100 m e 200 m na Jamaica, provas deverão ser mais equilibradas na Olimpíada de Londres, onde estarão ainda Gatlin, Gay e PowellJustin Gatlin e Tyson Gay, dos Estados Unidos, serão o destaque dos 100 m desta sexta-feira (6), na etapa de Paris da Liga de Diamante da Iaaf (Associação Internacional das Federações de Atletismo), seguindo a preparação para a Olimpíada de Londres. O jamaicano Usain Bolt, campeão olímpico e recordista mundial dos 100 m e dos 200 m (9s58 e 19s19 no Mundial de Berlim 2009) não irá participar da prova – estaria lesionado e não poderia participar mesmo da etapa de Mônaco, no dia 20.Nas seletivas norte-americanas para formação da equipe olímpica de atletismo, Gatlin bateu Gay e, assim, toda a expectativa é pelo novo duelo.Em Paris, Tyson Gay – duas vezes campeão mundial dos 100 m – comentou ...

    Leia mais
    Página 3 de 5 1 2 3 4 5

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist