terça-feira, março 2, 2021

Tag: Coalizão Negra Por Direitos

Foto: Divulgação/ Coalização Negra Por Direitos

IPEAFRO adere ação da Coalizão Negra por Direitos em prol de auxílio emergencial e vacina pelo SUS

Na quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021, uma mobilização nacional será realizada nas capitais de todos os estados brasileiros. A ação, que exige do governo federal auxilio emergencial de 600 reais até o fim da pandemia e vacina para todas e todos pelo SUS, está sendo organizada pela Coalizão Negra Por Direitos, uma aliança composta por 200 grupos de movimentos negros do país entre os quais o IPEAFRO faz parte, oficialmente, desde o ano passado. Serão realizadas manifestações públicas presenciais, com faixas, pratos e panelas vazias, simbolizando a fome que assola os mais pobres no país. Evidentemente, grupos pequenos participarão dos atos seguindo os protocolos de segurança recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) – uso de máscaras, distanciamento social e higienização recorrente das mãos. Protocolos de documentos serão realizados com exigências de implementação de auxilio emergencial nas casas legislativas estaduais e municipais. As manifestações serão realizadas no mesmo dia, ...

Leia mais
Ato em São Paulo, em frente ao Banco Central, na Av. Paulista. (Foto: Elineudo Meira/@fotografia.75/Fotos Públicas)

Atos do movimento negro em 20 estados cobram retomada do auxílio emergencial: ‘Tem gente com fome’

A Coalizão Negra por Direitos realiza nesta quinta (18) manifestações nas Casas Legislativas de 20 estados do Brasil e no Congresso Nacional. O motivo da mobilização é cobrar do governo federal a retomada do auxílio emergencial, com parcelas de pelo menos R$ 600 até o fim da pandemia, e também um plano de vacinação em massa a toda a população. A organização, formada por 200 entidades do movimento negro, denuncia à população que o estado de calamidade pública, ocasionado pela pandemia, embora não tenha criado a pobreza e o racismo, trouxe “impactos desiguais”. E tornou ainda mais vulnerável a população negra e periférica, “dada a piora substancial de suas condições de vida”. “A luta é para todos os brasileiros por um país justo, sem racismo, sem discriminação racial e pelo fim do extermínio do nosso povo. É uma ação do povo negro para toda a população brasileira. Essa é uma ...

Leia mais
Membros da Coalizão Negra por Direitos se encontram com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) - Juca Guimarães/Alma Preta

Movimento negro cobra auxílio emergencial de R$ 600 e vacina para todos pelo SUS

Nesta quinta feira (18), a Coalizão Negra por Direitos, uma aliança que reúne movimentos negros de todo o país, realizará manifestações em todos os 27 estados brasileiros e no Congresso Nacional. O motivo da mobilização é a reivindicação de que o governo federal prorrogue a política do auxílio emergencial até o fim da pandemia da Covid-19, com parcelas de ao menos R$ 600. As manifestações trazem também a exigência de que sejam garantidas vacinas de imunização contra Covid-19 para todas e todos pelo SUS (Sistema Único de Saúde), em resistência à sanha do setor privado em abocanhar vacinas. Na última semana, a coalizão, em missão da Campanha pela Renda Básica que Queremos, esteve no Congresso, dialogando com deputados e senadores sobre o tema. Em pronunciamento durante ato no Salão Verde da Câmara dos Deputados, convocado pela Frente Parlamentar Mista de Renda Básica, evidenciamos a necessidade da prorrogação do auxílio com um ...

Leia mais
Coalizão Negra Por Direitos

Carta aberta da Coalizão Negra Por Direitos pela prorrogação do auxilio emergencial de 600 reais até o fim da pandemia e por vacina para todas e todos pelo SUS

Nesta quinta feira, dia 18 de fevereiro, a Coalizão Negra por Direitos, uma aliança que reúne movimentos negros de todo país, realiza manifestações públicas e incidência em casas legistativas em todos os 27 estados brasileiros e no Congresso Nacional. O motivo da mobilização é a reivindicação para que o Governo Federal prorrogue a política do Auxílio Emergencial até o fim da pandemia da Covid-19, com parcelas de ao menos 600 reais. As manifestações trazem também a exigência de que sejam garantidas vacinas de imunização da Covid-19 para todas e todos pelo SUS (Sistema Único de Saúde), em resistência à sanha do setor privado em abocanhar vacinas. Enquanto uma articulação nacional, reúnimos grupos históricos do movimento negro e de mulheres negras e apoiada por organizações progressistas da sociedade civil, atuamos a partir de princípios que visam construir um país justo, sem racismo, discriminação racial e extermínio da população negra. Valendo-se destes ...

Leia mais
Coalizão Negra Por Direitos/Facebook

Coalizão Negra Por Direitos organiza ato nacional pela manutenção do auxílio emergencial e por vacina para todos

Na próxima quinta-feira, 18 de fevereiro, a Coalizão Negra Por Direitos realizará uma série de atos em frente às Assembleias Legislativas Estaduais e Câmaras Municipais em todo o país. A organização composta por 200 entidades dos movimentos negros vai protocolar, nas casas legislativas, documentos que exijam a criação de ações de combate à miséria, como a implementação do auxílio emergencial estadual e municipal, a retomada do auxílio emergencial federal de R$ 600 até o fim da pandemia e a vacinação em massa para todas e todos pelo Sistema Único de Saúde. O mundo ultrapassou a marca de 106 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 e mais de dois milhões e trezentos mil óbitos. No Brasil, oficialmente, passamos de 9,5 milhões de casos e mais de 230 mil vítimas fatais, número que corresponde a mais de 10% das mortes pela doença em todo o planeta. O Brasil é o segundo país ...

Leia mais
Foto: Reprodução/ Coalizão Negra por Direitos

Posicionamento da Coalizão Negra por Direitos sobre a Comissão de Juristas da Câmara Federal destinada ao aperfeiçoamento da legislação de combate ao racismo

Brasília, 20 de janeiro de 2021 Ao Presidente da Câmara dos Deputados Sr. Rodrigo Maia Ref. Ato do Presidente de 17/12/2020 que cria a Comissão de Juristas destinada a avaliar e propor estratégias normativas com vistas ao aperfeiçoamento da legislação de combate ao racismo estrutural e institucional no país. A COALIZÃO NEGRA POR DIREITOS, articulação nacional que reúne mais de 170 organizações, coletivos e entidades históricas do movimento negro para promoção de ações conjuntas de incidência política nacional e internacional em defesa do nosso legado de resistência, luta, produção de saberes e de vida. Regida pelos princípios de lutar pela construção de um país mais justo e combater o racismo, discriminação racial e a política de genocídio da população negra no Brasil e no mundo, tem atuado de forma incisiva neste Congresso Nacional na defesa da vida e direitos das pessoas negras, bem como pela representação equânime na política institucional. ...

Leia mais
Arte por Raquel Batista

O Movimento Negro Organizado Hoje: Vozes da Coalizão Negra Por Direitos #DesenraizandoRacismo

Esta é a segunda matéria de uma série de três sobre a Coalizão Negra por Direitos e dá início a uma série de matérias do projeto antirracista do RioOnWatch. Conheça o nosso projeto que trará conteúdos midiáticos semanais ao longo de 2021—Enraizando o Antirracismo nas Favelas: Desconstruindo Narrativas Sociais sobre Racismo no Rio de Janeiro. Para contribuir com essa pauta, clique aqui. 31 de dezembro de 2020, no último dia do ano, com quase 200.000 vidas perdidas para a Covid-19 no país, em uma pandemia que no Brasil mata mais negros, 81 lideranças de movimentos negros de todo o país gravaram um manifesto, em vídeo, para enviar sua mensagem ao povo brasileiro. Trata-se de mais uma ação de enfrentamento ao racismo da Coalizão Negra Por Direitos, uma articulação com incidência política no Congresso Nacional e fóruns internacionais. A Coalização reúne mais de 150 coletivos, instituições e entidades do movimento negro brasileiro de hoje. No vídeo Manifesto da Coalizão Negra Por Direitos | Por um 2021 Verdadeiramente ...

Leia mais
blank

81 lideranças de movimentos negros de todo país gravam mensagem ao povo brasileiro

Neste ano de 2020, o povo negro brasileiro gritou em alto e bom som: “Enquanto houver RACISMO, não haverá DEMOCRACIA!” Será um ano lembrado pela luta e resistência do movimento negro, que ocupou o debate público como nunca antes. Em 2021, a luta contra o racismo e pelas vidas negras continua! Este é o MANIFESTO da COALIZÃO NEGRA POR DIREITOS Neste 2020, o povo negro brasileiro gritou em alto e bom som: “Enquanto houver RACISMO, não haverá DEMOCRACIA!”. Será um ano lembrado pela luta e resistência do movimento negro, que ocupou o debate público como nunca antes. Em 2021, a luta contra o racismo e pelas vidas negras continua! Assista esse vídeo gravado por 81 lideranças de movimentos negros de todo país com uma forte mensagem ao povo brasileiro. Este é o MANIFESTO da COALIZÃO NEGRA POR DIREITOS. Assine: https://comracismonaohademocracia.org #ComRacismoNãoHáDemocracia  Participam do vídeo: Abner Sótenos – Coletivo de ...

Leia mais
Marcha em São Paulo em novembro em protesto contra o assassinato de João Alberto Freitas em supermercado do Carrefour.AMANDA PEROBELLI / REUTERS

Nossa fé é antirracista, em defesa das vidas negras!

“Eu vou morrer! Eu vou morrer!” “Eu não consigo respirar!” “Ele não viu que eu estava com o uniforme da escola?” “Por que o senhor atirou em mim?” “Não precisa me matar, senhor...” “Quero a minha mãe!” As frases foram ditas por pessoas diferentes, adultos, jovens e crianças, em ocasiões e locais diferentes e distantes entre si. Estas palavras são gritos de pessoas negras que tiveram suas vidas interrompidas violentamente pelo racismo. Grande parte da construção econômica e social da sociedade brasileira teve como base a escravização de seres humanos indígenas e africanos. Segmentos da elite branca racista desde sempre têm se mantido ligados ao poder político e econômico deste país. O racismo é naturalizado no Brasil, de forma que, a sociedade brasileira está habituada e é conivente com a barbárie que dizima vidas negras. As desigualdades e injustiças sociais que afetam desproporcionalmente a população negra, bem como o assassinato ...

Leia mais
Coalizão Negra por Direitos

Coalizão Negra por Direitos denuncia racismo e a violência policial nas Américas

HOJE, dia 09/12, às 16h, a @coalizaonegrapordireitos estará ao lado de movimentos negros de diversos países, denunciando o racismo e a violência policial nas Américas. Com as vidas perdidas de Breonna Taylor, George Floyd, João Pedro, Anderson Arboleda, Julian Mauricio Gonzalez, Alexander Martínez, Emily e Rebeca Rodrigues dos Santos, o ano de 2020 foi marcado por inúmeros casos de violência policial contra pessoas negras por toda a América. Tais ataques não são uma novidade para a diaspora africana, que vivencia diariamente uma violação perpetuada pelo Estado desde a escravidão do do processo de colonização. Esse cenário de violência sistêmica fundada no racismo estrutural será denunciado por movimentos negros e organizações de direitos humanos na Comissão Interamericana de Direitos Humanos. A audiência será realizada em formato virtual no dia 09 de dezembro de 2020, as 4 p.m (EST), quem quiser acompanhar pode se inscrever em: https://bit.ly/racismcidh. A audiência também será transmitida ...

Leia mais
Hélio Santos (Arquivo Pessoal)

Uma verdadeira frente por equidade racial

Em meados de 1996, participei de um artigo publicado na Folha de São Paulo, em que 3 articulistas diferentes deviam responder à pergunta: “O preconceito contra minorias deve ser enfrentado com políticas compensatórias (ações afirmativas)?” Àquela época nós negros éramos 43% da população, daí a expressão “minorias”! Três tipos de respostas eram possíveis: “Não”, “Em termos” e “Sim”. Um cardeal da direita jurídica do país, ao explicitar o seu “Não”, falava da isonomia cega que ainda hoje povoa algumas caducas cabeças, que, aliás, era também a posição do jornal. Já um ícone, respeitado e respeitável, da esquerda optou pelo “Em termos”. Confesso que foi uma posição boa a dele, porque diversas figuras da esquerda eram contrárias às cotas raciais nos anos 90. Para dar o meu “positivamente Sim”, precisei desconstruir o sofisma que buscava tratar de forma igual pessoas atávica e secularmente diferentes. Disse mais: nós negros buscávamos “criar uma ...

Leia mais
Divilgação

Nota da Coalizão Negra Por Direitos sobre o “Comitê Externo de Diversidade e Inclusão” do Carrefour Brasil

A COALIZÃO NEGRA POR DIREITOS, articulação com mais de 150 organizações, coletivos e entidades do movimento negro e antirracista de todo o Brasil, que atuam coletivamente na promoção de ações de incidência política nacional e internacional na defesa dos direitos da população negra brasileira, vem a público expressar seu mais profundo repúdio à postura adotada pela Rede Carrefour na tentativa de tentar invisibilizar a violência racista que levou à óbito João Alberto Silveira de Freitas no interior de uma de suas lojas da cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. A referida rede tem reiteradas denúncias de crime de racismo e discriminação racial  em suas lojas,  através de seu corpo de funcionários e do seu aparato de segurança privada. São diversos casos que não deixam dúvidas quanto ao conhecimento da direção da rede no Brasil sobre o papel ativo do Carrefour em práticas violentas fundadas no racismo. Ao longo do ...

Leia mais
"O que se viu no mercado dos playboys da Pamplona foi legítima defesa", explica Douglas Belchior (Foto: Pedro Stropassolas)

Douglas Belchior sobre Carrefour: “Foi um protesto desproporcional. Eles nos matam”

Uma das lideranças do movimento negro no Brasil, Douglas Belchior está incomodado. Quando chegou à manifestação da última sexta-feira (20), na avenida Paulista, em São Paulo, que deveria ser um ato pelo Dia da Consciência Negra e se tornou mais um protesto em repúdio à morte de um homem negro, o militante disparou. “Até quando? Está insuportável.” Na noite anterior, João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, foi espancado até a morte por dois seguranças privados e terceirizados do Carrefour, em uma unidade da multinacional francesa em Porto Alegre (RS). Os dois agentes são funcionários do Grupo Vector e trabalhavam irregularmente, de acordo com a Polícia Federal (PF). Ambos foram presos. No dia seguinte, por volta de 18h, o movimento negro marchou da avenida Paulista até a unidade do Carrefour na rua Pamplona, nos Jardins, zona nobre de São Paulo (SP). Lá, um grupo se destacou e entrou no supermercado, ...

Leia mais
Coalizão Negra Por Direitos/Facebook

Boicote Nacional ao Carrefour

COALIZÃO NEGRA POR DIREITOS, articulação que reúne 150 organizações, coletivos e entidades do movimento negro e antirracista de todo o Brasil, que atuam coletivamente na promoção de ações de incidência política nacional e internacional na defesa dos direitos da população negra brasileira, expressa seu repúdio à mais um episódio de violência racial em uma das unidades da Rede de Supermercados Carrefour. O vídeo que circula nas redes sociais não deixa dúvidas sobre a covardia do ocorrido. Dois seguranças do supermercado Carrefour, sob o olhar de um policial militar fora de serviço, espancam até a morte um homem negro sem nenhuma possibilidade objetiva de se defender. Não é a primeira vez, a rede Carrefour é reincidente em casos de violência racial, e portanto precisa ser responsabilizado por essas práticas. No ano de 2009, seguranças da rede de supermercados espancaram Januário Alves de Santana na unidade de Osasco, ao argumento de que ...

Leia mais
Foto: Reprodução/Change.org

Em vídeo, liderança e influencers narram drama de quilombolas do MA

Mais de 10 mil vidas pretas, ameaçadas pelas obras de duplicação de uma rodovia federal no Maranhão, podem ser “expulsas” de seus territórios. Numa tentativa de barrar a violação dos direitos do povo quilombola, militantes do movimento negro juntaram-se a lideranças para denunciar violações e pedir o engajamento da sociedade na luta. A ação consta de um vídeo divulgado pela plataforma Change.org na última terça-feira, dia 22. O vídeo, que está publicado nas redes sociais da organização, faz parte de uma campanha que visa ampliar a visibilidade de mobilizações que tratam da temática antirracista. Participam da peça importantes ativistas e influenciadores do movimento negro do país na atualidade, como a rapper e historiadora Preta Rara, a militante do movimento por moradia Preta Ferreira e a transfeminista e educadora decolonial Maria Clara Araújo. “Se a duplicação da BR-135 acontecer, a gente tá falando da expulsão de mais de 10 mil pessoas, ...

Leia mais
Coalizão Negra por Direitos/Divulgação

Coalizão Negra por Direitos anuncia pedido de impeachment contra Bolsonaro

A Coalizão Negra por Direitos, que reúne 150 organizações e coletivos do movimento negro, anunciou hoje que irá propor um pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), afirmando que "seus crimes de responsabilidade" têm piorado "a política de genocídio contra a população negra". Em nota, a organização cita o trato do governo federal com a pandemia do novo coronavírus como um "ato contra a saúde pública". Para a Coalizão, faltaram medidas emergenciais voltadas à população negra e grupos dentro dela, como trabalhadores informais, comunidades quilombolas, trabalhadores rurais e populações de carcerária e de periferia. De acordo com dados do Portal da Transparência da Arpen Brasil (Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais) do início de julho, as mortes por doença respiratória durante a pandemia cresceram 72,8% entre os pardos brasileiros. Entre os pretos a alta ficou em 70,2%. Já o crescimento de óbitos por estas mesmas doenças ...

Leia mais
Reprodução/Facebook

“O racismo faz parte da lógica capitalista, mas a humanidade está sentindo sua inviabilidade”

A discussão sobre o racismo parece ter dado um salto de qualidade em todo o planeta, que para além da pandemia do coronavírus lida com o aprofundamento de diversas crises. No centro de tais discussões, aparece o capitalismo e seu modelo societário, ainda que boa parte da mídia de massa e das classes políticas globais tentem dissimular. Mas é neste contexto de crítica socioeconômica que surgiu a Coalizão Negra por Direitos, articulação criada por mais de 150 movimentos sociais e comunitários. E sobre isso o Correio publica entrevista com Maria José Menezes, bióloga e ativista da Coalizão. “O racismo, enquanto projeto de Estado, está em debate em todo o mundo. A brutalidade policial contra o povo negro não é mais vista como algo natural pelas sociedades modernas. O racismo faz parte da lógica capitalista, mas a humanidade está sentindo que é inviável sobrevivermos diante de tamanhas desigualdades e as organizações ...

Leia mais
Reprodução Facebook

Enquanto Houver Racismo Não Haverá Democracia – A luta das LBTQI+

Contamos com a presença de Marta Almeida, Ekedi da tradição Nagô Vodun, pedagoga e integrante do da Rede Sapatá; Livia Ferreira, atriz, administradora, poeta e integrante dos coletivos LESBIBAHIA e Rede Sapatá; Laurianne de Miranda, educadora social e Diretora colegiada da Associação Lésbica Feminista de Brasilia - Coturno de Vênus; Lucia Castro, produtora cultural e educadora social, integrante da Rede Sapata; e com mediação de Darlah Farias, advogada, ativista do Movimento Negro pelo Coletivo Sapato Preto, CEDENPA e Coalizão Negra Por Direitos.

Leia mais
(Foto: Reprodução/ Coalizão Negra por Direitos)

Manifesto: “Enquanto houver RACISMO, não haverá DEMOCRACIA”

Nós, população negra organizada, mulheres negras, pessoas faveladas, periféricas, LGBTQIA+, que professam religiões de matriz africana, quilombolas, pretos e pretas com distintas confissões de fé, povos do campo, das águas e da floresta, trabalhadores explorados, informais e desempregados, em Coalizão Negra por Direitos, viemos a público exigir a erradicação do racismo como prática genocida contra a população negra. O Brasil é um país em dívida com a população negra – dívidas históricas e atuais. Portanto, qualquer projeto ou articulação por democracia no país exige o firme e real compromisso de enfrentamento ao racismo. Convocamos os setores democráticos da sociedade brasileira, as instituições e pessoas que hoje demonstram comoção com as mazelas do racismo e se afirmam antirracistas: sejam coerentes. Pratiquem o que discursam. Unam-se a nós neste manifesto, às nossas iniciativas históricas e permanentes de resistências e às propostas que defendemos como forma de construir a democracia, organizada em nosso ...

Leia mais
Reprodução/Facebook

Nota da Coalizão Negra por Direitos por justiça para Miguel Otávio!

A Coalizão Negra por Direitos se solidariza com a dor profunda de Mirtes Renata Souza e sua família pela perda irreparável do pequeno *Miguel Otávio*. Estamos, todas/os nós ao lado de sua família por justiça e apuração isenta dos fatos desencadeados pela postura criminosa de Sari Gaspar Corte Real, que ceifaram a infância, a adolescência e a vida adulta de Miguel Otávio. Impunidade nunca, esquecimento jamais! A Coalizão Negra por Direitos é uma articulação nacional de organizações, entidades e coletivos de movimento negro, de todo o país, criada em 2019 e que vem atuando em âmbito nacional e internacional com ações de denúncia e incidência política para o combate ao racismo no Brasil. Sobre o caso do pequeno Miguel, vimos que todas as imagens que registram os últimos minutos da criança não deixam qualquer dúvida sobre a responsabilidade de uma mulher adulta, “empregadora” e membro da elite política local na ...

Leia mais
Página 1 de 2 1 2

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist