Tag: criança negra

As coisas que uma criança negra é ensinada a NÃO fazer e seus amigos brancos PODEM fazer. É triste!

O Brasil se diferencia dos Estados Unidos de diversas formas, mas tem algumas semelhanças. Infelizmente, o passado (e o presente?) racista é algo cravado na história dos dois países. Por Willian Binder,  Do Awebic Por isso o discurso emocionado do americano Clint Smith cabe muito bem para a realidade brasileira. Escritor, poeta e professor, Clint soube expressar com desenvoltura como é ser criado como uma criança negra. Quando criança, todo mundo recebe conselhos que não entende muito bem… Foto: Ted Clint começa seu discurso de 5 minutos contando que, certa noite, ele recebeu um conselho estranho de seu pai quando brincava com armas de água em um estacionamento escuro com seus amigos brancos. Numa obra sincera, o poeta retrata a cena da reação furiosa e terrível de seu pai. Clique no play e assista. Se por algum motivo você não estiver convencido, aqui vai alguns números… Um estudo da Universidade de Chicago ...

Leia mais

Abandono

Deitado na calçada, um menino. Uma CRIANÇA. Profundamente adormecido. Apagado. Podia ser consequência da fome, da cola ou, simplesmente, tristeza. Estava VIVO. Respirava. Notei. Uma criança NEGRA, largado no tempo, desamparado. Sozinho. O sentimento de impotência foi devastador. Ainda tentei, timidamente, falar com ele, acordá-lo. Torci para que abrisse os olhos e ao menos soubesse que alguém tinha parado e visto que ele estava ali. Imaginei oferecer algum dinheiro para que fosse comer algo e beber uma água, um suco, um refrigerante. O sol estava forte, a calçada devia estar quente, ele devia estar com fome e sede depois de um sono, um ABANDONO, tão profundo. Mas ele não acordou. Contemplei o menino por mais alguns instantes e segui meu caminho. “Estou atrasado”, pensei, tentando acalmar minha consciência, “não posso perder o voo”. Mas o menino não saiu da minha cabeça, ficou ali martelando. A profundidade de seu sono se ...

Leia mais
© Adam McDonald

Fotógrafo consegue captar a pureza da infância em série adorável

Ser criança é viver em um universo à parte, em que bolhas de sabão podem ser naves espaciais, dinossauros existem e tudo, absolutamente tudo, é possível. A pureza e a alegria dos pequenos é contagiante e revigorante – praticamente terapêutico! Há alguns meses, quando o fotógrafo Adrian McDonald estava fotografando plantas e animais em seu quintal e observou um grupo de crianças brincando na casa ao lado, não resistiu e, desde então, tem trabalhado em uma série incrível, em que retrata de forma sensível e encantadora a pureza da infância. O fotógrafo mora em Westmoreland, na Jamaica, e teve duas grandes vantagens ao fotografar os pequenos. A primeira delas é que, por estarem acostumados a vê-lo fotografando no jardim e nos arredores, as crianças nem se importaram com a presença da câmera e por vezes nem se deram conta serem elas o objeto da foto. A segunda vantagem é o ...

Leia mais
trabalho_infantil

Crianças negras são principais vítimas do trabalho infantil

Meninos negros são as principais vítimas do trabalho infantil: 5,8% dessa população, de 5 a 15 anos, desenvolve algum tipo de  no Brasil, de acordo com a primeira publicação do Sistema Nacional de Indicadores em Direitos Humanos (SNIDH) divulgada hoje (11) pela Secretaria de Direitos Humanos da Presiência da República (SDH/PR). Entre meninos brancos, a taxa de ocupação da mesma faixa etária é 3,7%. Entre as mulheres, a taxa é 2,9% entre as negras e 2% entre as brancas. Do: jb Pela Constituição Federal, é proibido o trabalho de crianças e adolescentes. O trabalho, em geral, é admitido a partir dos 16 anos, exceto nos casos de trabalho noturno, perigoso ou insalubre, nos quais a idade mínima se dá aos 18 anos. A partir dos 14 anos é permitido trabalhar somente na condição de aprendiz. Esta é a primeira vez que o trabalho infantil é mapeado conforme parâmetros da 19ª ...

Leia mais
professora

Menina de 5 anos chora por ter sido chamada de “macaca” por professora

Com dificuldade de identificar quem fez isso com a filha e sem conseguir contato com a diretoria, a mãe foi à escola oito vezes Uma criança de 5 anos chorou bastante ao contar à mãe que havia sido chamado de macaca por sua professora. Em um vídeo mostrado à polícia, a menina explica como tudo aconteceu. O caso aconteceu na Escola Municipal de Educação Infantil Marechal Osvaldo Cordeiro Faria, no Jardim Eliana, em São Paulo, na última quarta  (24). “As crianças estavam desenhando assim e depois a tia (me chamou de) ‘macaca’, depois todo mundo ria de mim. Não gosto que ria de mim, porque eu fico chorando. Isso não é coisa de Deus. Os amiguinhos brincam comigo e a tia chama de macaca”, contou ela. A mãe da criança, Raylaine Martins de Oliveira, de 30 anos, disse que no dia da ofensa, foi buscar a menina na escola. Diferente ...

Leia mais
@PIXABAY

Ser uma criança negra

Quantos lideres negros nós conhecemos? Joaquim Barbosa, Barack Obama, Mandela, Martin Luter King e etc. Para um homem e uma mulher negra citar essas pessoas como referência é algo simples. Mas quanto, uma criança negra? Qual é a sua referência na infância? Bem, seus pais primeiramente. E, se pensarmos em algo como heróis de desenho animado ou apresentadores infantis, não tem. A criança para construir uma personalidade, consome influências de todos os meios. A criança negra é órfã dessas influências, pois seu semelhante racial é pouco ou nunca exposto em revista de quadrinhos, desenho animado, séries infantis ou comercial de tv. Por Andréia Ribeiro @PIXABAY/Nappy.com Por exemplo, eu menina negra, estudante de colégio público, uma vez me chamaram de Benedita, na sala de aula. Aos 10 anos, me deparei pela primeira vez com o preconceito – ser chamada de Benedita defini ser uma senhora, feia e bem ...

Leia mais

Loja de roupas é acusada de racismo após colocar rosto de criança negra em camisa com estampa de macaco; veja foto

Uma loja de roupas de San Diego, nos Estados Unidos, foi acusada de racismo por internautas, nesta quarta-feira, após uma imagem da nova campanha de vestuário infantil deles parar no Twitter. A fotografia, feita dentro do estabelecimento, mostra, em uma arara, um cabide estilizado - com a impressão do rosto de um menino negro - sendo usado para sustentar uma camisa cuja estampa é o corpo de um macaco. A empresa responsável pela loja classificou o caso como um mal-entendido. As informações são do "Daily Mail". A enxurrada de críticas contra a loja de roupas “Just Add A Kid” começou depois que um internauta, indignado, usou o Twitter para compartilhar a foto polêmica do modelo e sua camisa estampada. “Senhor e Senhora Obama, como podemos tolerar isso?”, escreveu ele na legenda da imagem. Rapidamente, muitos participantes da rede social criticaram a companhia, acusando-a de racismo. Com a má repercussão, a ...

Leia mais
iStockphoto

O estigma da raça: crianças negras, educação básica e racismo

Resumo Resumo: Este artigo apresenta um fragmento do trabalho de pesquisa que abrange a Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais, no biênio 2011/2012, na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). Trata-se de um estudo etnográfico que investiga o significado da cultura negra no contexto escolar da Escola Montezuma, localizada em Cachoeira, Estado da Bahia, ou, como os estudantes representam a cultura negra nesse contexto e suas relações com o mundo negro e africano. A compreensão das determinações materiais e históricas da desigualdade racial, em nosso País, e as possibilidades de superação das mesmas tomará corpo nessa comunicação ao se entrelaçarem com as temáticas raça e educação. Discutem-se estudos sobre relações raciais, identidade negra e representação de raça a partir de narrativas etnográficas elaboradas na interlocução com os grupos pesquisados. Esses extratos etnográficos referem aspectos do trabalho de campo em tal contexto, a partir da escolha metodológica de seguir os fluxos da prática da observação ...

Leia mais
iStockphoto

Racismo na infância: as marcas da exclusão

Como uma pessoa se torna racista e que tipo de efeitos a criança vítima de discriminação carrega para a vida adulta? A reportagem que você lerá a seguir propõe uma reflexão sobre essas e outras perguntas Por Maíra Streit, do MamaPress iStockphoto A pequena estudante*, de quatro anos, acordou alegre naquele dia. Estava orgulhosa por ter sido escolhida pela professora para ser a noivinha da festa junina da escola. Os cabelos crespos foram cuidadosamente arrumados pela mãe e enfeitados com um véu branco, que emoldurava um rosto expressivo e sorridente. Era para ser uma data especial na vida daquela criança. Porém, o encantamento durou pouco. Durante a quadrilha, a avó do colega que fez par com a menina mostrou indignação ao ver que o neto dançaria com uma aluna negra. Dias depois, voltou à escola para tirar satisfações. Segundo consta no boletim de ocorrência registrado pela família ...

Leia mais
crianças negras foram retratadas no período pós-abolição dos escravos

Crianças negras retratadas no período pós-abolição dos escravos

Uma pesquisa desenvolvida na UFSCar mostra como crianças negras foram retratadas no período pós-abolição dos escravos. Com imagens produzidas entre os anos de 1880 e 1940, o trabalho inovador, tanto no Brasil quanto no exterior, reúne fotos da vida cotidiana e escolar de uma infância quase esquecida pela história. Foram pesquisados museus e acervos históricos do Brasil, em São Paulo, Salvador, Rio de Janeiro, Paraná, São Carlos e Dourados, e também no exterior, em Paris e Portugal. Anete Abramowicz, docente do Departamento de Teorias e Práticas Pedagógicas (DTPP) da UFSCar e responsável pela pesquisa “Representações da Criança e da Infância na iconografia brasileira dos anos 1880-1940”, conta que houve grandes dificuldades para reunir as imagens, já que fotos de crianças negras no século XIX e início do século XX, são bem raras, apesar de sua importância social. “As crianças ocupam um lugar aparentemente periférico na história em geral e isso ...

Leia mais
“O jantar no Brasil”, de Debret.

A criança negra no Brasil

por Mary del Priore no Brasil 24/7 Gilberto Freyre, em 1921, manifestava seu desejo de “escrever uma história do menino brasileiro – da sua vida, dos seus brinquedos, dos seus vícios –, desde os tempos coloniais até hoje. Já comecei a tomar notas na biblioteca de Oliveira Lima, nos cronistas coloniais, nos viajantes, nas cartas dos jesuítas. Sobre meninos de engenho, meninos do interior, da cidade. Os órfãos dos colégios dos jesuítas. Os alunos dos padres. Os meninos mestiços. De crias da casa grande. De afilhados de senhores de engenhos, de vigários, de homens ricos, educados como se fossem filhos por esses senhores. É um grande assunto. E creio que só por uma história deste tipo – história sociológica, psicológica, antropológica e não cronológica – será possível chegar-se à uma idéia sobre a personalidade do brasileiro. É o menino que revela o homem”. Ora, o historiadores brasileiros tem que partir de ...

Leia mais
eliana

Dia da Consciência Negra: Por um Estado que proteja as crianças negras do apedrejamento moral no cotidiano escolar

Brasil, 20 de novembro Dia da Consciência Negra Por um Estado que proteja as crianças negras do apedrejamento moral no cotidiano escolar Excelentíssimo Presidente da República Federativa do Brasil, Sr. Luís Inácio Lula da Silva, Em um ato político e humano, vossa excelência ofertou asilo a Sakneh Mohammadi Ashtiani como forma de preservar-lhe a vida, visto que a mesma corre risco de ser apedrejada até a morte física em seu país, o Irã. Se me permite a analogia, pelo exemplo que vossa senhoria encarna para a Nação, creio que seria, além de político e humano, um gesto emblemático e valoroso se  vossa senhoria manifestasse sua preocupação e garantisse “proteção” às crianças negras inseridas no sistema de ensino brasileiro, zelando por sua sobrevivência moral e sucesso em sua trajetória educacional. Como vossa senhoria já afirmou: “Nada justifica o Estado tirar a vida de alguém”, e, no caso do Brasil, nada justifica ...

Leia mais

“Nunca passou por minha cabeça adotar criança branca”, diz Glória Maria

Em conversa com o R7, na festa de 9 anos da revista Quem, na noite desta terça-feira (6), em São Paulo, a jornalista Glória Maria, que renovou com a Globo até 2016, disse que pretende preservar ao máximo a imagem das filhas, Laura e Maria, já que o processo de adoção delas ainda não está concluído. - É claro que elas não vão ficar a vida inteira escondidas, mas só vou chegar no Rio no fim do ano. Estou ainda terminando o processo de adoção. Acho que quantos menos expô-las, melhor. É por elas, não é por mim. Por mim, queria mostrar, porque eu sou uma mãe coruja. Elas são lindas. Mas por enquanto não dá. A jornalista contou que faz questão de acompanhar todos os passos das filhas e que vai junto "para a natação, para a aula de música". Glória Maria ainda explicou por que fez questão de ...

Leia mais
@TEAM.MANNING

Especialistas alertam para riscos do alisamento de cabelo em crianças

Anvisa não recomenda uso de produtos alisantes em menores de 12 anos. Sonho do cabelo liso pode terminar em reações alérgicas graves. DO G1  @TEAM.MANNING A moda de alisar o cabelo chegou às crianças, que cada vez mais aderem às diversas técnicas disponíveis em salões de beleza, como alisamento, escovas progressivas e as chamadas chapinhas. Mas especialistas alertam para os riscos do uso de produtos químicos em menores de 12 anos."Meu sonho era ter o cabelo liso", afirma Vitor, de 7 anos, filho de Edson da dupla sertaneja Edson e Hudson. "Na hora que acordava ficava assim o cabelo, parecendo um leão sem cortar a juba", conta Vitor. Ele não gostava de ter cachinhos e resolveu seguir os passos da irmã, Vitória, de 9 anos, que já fez alisamento, escova progressiva e de chocolate. Antes de submeter os cabelos dos filhos a alisamento, os pais de ...

Leia mais
Página 2 de 2 1 2

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist