Quatro meses após desaparecimento, famílias de meninos de Belford Roxo ainda permanecem sem respostas

Nesta terça-feira (27), completam-se quatro meses do desaparecimento dos meninos Fernando Henrique, Alexandre da Silva e Lucas Matheus. No dia 27 de dezembro do ano passado, eles saíram de casa, no bairro Castelar, em Belford Roxo, Baixada Fluminense, e desde então não foram mais vistos.

As investigações iniciais, feitas pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), apontavam para a participação de traficantes no sumiço dos meninos. No entanto, não há nenhuma pista que garanta essa possibilidade.

No começo de março, o Ministério Público do Rio de Janeiro encontrou imagens de câmeras de segurança que mostraram que os garotos passaram pela Rua Malopia, no bairro vizinho.

O RJ1 pediu entrevista para o secretário de Polícia Civil e com o delegado responsável pela investigação. A polícia, no entanto, enviou apenas uma nota.

Segundo o órgão, até agora foram feitas mais de 80 diligências e imagens coletadas durante as investigações foram enviadas para as famílias.

Ainda de acordo com a polícia, investigações iniciais indicam que as crianças saíram do Castelar em direção à Feira de Areia Branca, em um percurso de três quilômetros.

A polícia pede para que informações sobre o que pode ter ocorrido com os três meninos sejam enviadas à DHBF ou ao Disque-Denúncia (2253-1177).

+ sobre o tema

XENOFOBIA: Juliana Coutinho escreve: Seja bem-vinda, Mayara Petruso, paulista

Mayara Petrusco “neguinha” espero que esteja curtindo seus...

Negros, os credores que incomodam

A presença negra que cresce e fica mais visível...

para lembrar

spot_imgspot_img

Portões da universidade

"Nós queremos é que uma filha de uma empregada doméstica possa ser médica, possa ser dentista, possa ser engenheira. Nós não queremos uma sociedade...

Desaparecidos assombram país mesmo após redemocratização

Quando o presidente Lula assinou o decreto de reinstalação da Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos, no início de julho, emergiu como prioridade na retomada...

Racista é condenado a oito meses de prisão por ataques a Vini Jr

O Real Madrid anunciou, nesta quarta-feira, que um racista foi condenado a oito meses de prisão por ataques a Vinicius Junior e Rüdiger. As agressões foram...
-+=