Viola Davis: “Gosto de dinheiro porque dá-me segurança”

Enviado por / FonteDelas, por Marcia Gurgel

Tem 51 anos, mas foi aos 50 que mudou a forma como encara a vida. Viola Davis deixou-se de falsas modéstias e superou a constante insatisfação que sentia no seu trabalho e na sua vida pessoal. Um estado de espírito que se refletiu na entrevista que a atriz norte-americana deu ao jornal espanhol ‘El País’ a propósito da cerimónia da entrega dos prémios Emmy, que se realiza no próximo dia 18, em Los Angeles.

No ano passado, Viola Davis venceu o Emmy na categoria de Melhor Atriz em Série Dramática pelo seu papel em ‘Como Defender Um Assassino’, que em Portugal é exibido no canal AXN. Este ano, a artista espera repetir o feito. “Mereço-o. Não é uma questão de ego, nem é momento para falsas modéstias para fazer os outros se sentirem melhor. Mereço-o porque tenho trabalhado e estes são os frutos do meu trabalho, das relações e daquilo que investi para chegar até aqui”, salientou.

E se hoje chegou a um tal ponto de segurança que lhe permite falar do seu percurso profissional sem ter de se refugiar num discurso pautado pela modéstia, a verdade é que a vida nem sempre foi risonha para a artista norte-americana. “Não me refiro às privações da classe média. Era tão pobre que nem sequer tinha sapatos para usar”, confessou Viola Davis, que também não tem problemas em admitir que gosta de dinheiro. “Porque dá-me segurança e oportunidades”.

Sobre a desigualdade salarial entre homens e mulheres, uma temática que tem sido muito debatida nos últimos tempos, a atriz refere outros fatores que enfatizam ainda mais esta assimetria. “É quase como uma doença o facto de seres mulher, negra e ainda por cima com mais de 50 anos”, lamentou.

No ano passado, a atriz fez história ao ter sido a primeira mulher negra a conquistar um Emmy na categoria de Melhor Atriz em Série Dramática. Agora espera repetir o feito.

+ sobre o tema

Recessão aumentou abismo econômico entre brancos e negros nos EUA

WASHINGTON - Milhões de americanos perderam riqueza desde...

Circuito Musical Palmares evidencia história da cultura afrodescendente no Brasil

Augusto do Nascimento Uma mistura de linguagens artísticas para narrar...

1ª Semana Nelson Mandela

Sob o título “O poder transformador da reconciliação”. A atividade...

Rihanna quer ajudar família de adolescente morto em Sergipe

Um crime no interior de Sergipe chocou não só...

para lembrar

‘Jovem Quilombola’ em Oeiras, segunda-feira (23/01)

78% da população que vive em situação de extrema...

A fina ironia de Machado de Assis sobre a Abolição da Escravatura

Na crônica abaixo, Machado de Assis aborda com ironia...

Nenê joga bem, mas Nuggets perdem para Suns

  O pivô brasileiro Nenê teve bom desempenho, mas o...

Lázaro Ramos não renova contrato e deixa Globo após 18 anos

Em comum acordo, Lázaro Ramos e a TV Globo...
spot_imgspot_img

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...

Estou aposentada, diz Rihanna em frase estampada na camiseta

"Estou aposentada", é a frase estampada na camiseta azul que Rihanna, 36, vestia na última quinta-feira (6), em Nova York. Pode ter sido uma brincadeira, mas...
-+=