10 provas de que a violência contra a mulher virou rotina

São Paulo – A maior parte das jovens brasileiras entre 16 e 24 anos já foram vitimas de algum tipo de agressão ou assédio. E o machismo é a principal explicação para isso, segundo dados de um estudo do Instituto Avon e do DataPopular divulgado hoje.

De acordo com o levantamento, 96% das moças e dos rapazes acreditam que a sociedade brasileira é machista. Sem pestanejar, a maioria também aprova a Lei Maria da Penha, que pune a violência contra a mulher.

Apesar disso, quase metade dos jovens alimentam visões sexistas. Por exemplo, para 48% dos entrevistados, uma mulher não deveria sair com os amigos sem o parceiro.

Para chegar aos resultados, o DataPopular coletou opiniões de mais de 2 mil jovens entre 16 e 24 anos nas cinco regiões do Brasil.

size_810_16_9_Slide1

size_810_16_9_Slide2

size_810_16_9_Slide3 size_810_16_9_Slide4 size_810_16_9_Slide5 size_810_16_9_Slide6 size_810_16_9_Slide7 size_810_16_9_Slide8 size_810_16_9_Slide9 size_810_16_9_agressão-mulhersize_810_16_9_Slide1 (1)size_810_16_9_Slide12 size_810_16_9_Slide13 size_810_16_9_Slide14

 

+ sobre o tema

para lembrar

12/05 – Sueli Carneiro e Cuti autografam seus livros na Livraria Martins Fontes

A Selo Negro Edições e a Livraria Martins Fontes...

Bate-papo discute Força da Mulher Negra e Empreendedora no Senac

O evento acontece no dia 21 e é promovido...

Tais Araujo sobre ataques à Miss Brasil: ‘É resultado de desigualdade social e racial’

Desde sábado, quando a piauiense Monalysa Alcântara, de 18 anos, foi...
spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

Lançamento do livro “A importância de uma lei integral de proteção às mulheres em situação de violência de gênero”

O caminho para a criação de uma lei geral que reconheça e responda a todas as formas de violência de gênero contra as mulheres...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...
-+=