terça-feira, janeiro 26, 2021

Resultados da pesquisa por 'adolescentes'

Arquivo Pessoal

Governo do Rio sanciona Lei Ágatha, que prioriza investigação de crimes contra crianças e adolescentes

O governo do Rio de Janeiro, de Cláudio Costa, sancionou, nesta quarta-feira, 13, a “Lei Ágatha”, que prioriza investigação de crimes contra crianças e adolescentes. A Lei 9.180/21 é de autoria das deputadas Dani Monteiro e Renata Souza, ambas do PSOL, e da deputada Martha Rocha, do PDT, e garante que crimes cometidos contra a vida de crianças e adolescentes tenham prioridade na investigação. A medida recebe o nome de Ágatha Vitória Sales Félix, uma menina de 8 anos, que foi baleada e morta, em 2019, durante operação policial no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio. A nova norma estabelece que "os procedimentos investigatórios e as comunicações internas e externas referentes aos procedimentos investigatórios deverão conter o seguinte aviso escrito: 'Prioridade - Vítima Criança ou Adolescente'".   Fonte: Brasil 247

Leia mais
Geledés

Em três anos, policiais mataram ao menos 2.215 crianças e adolescentes no país

Todos os dias, ao menos duas crianças e adolescentes são mortos pela polícia no Brasil. Alguns ganham as páginas e capas dos jornais, como o menino João Pedro Mattos, 14, morto dentro de casa em São Gonçalo, na Baixada Fluminense, em maio; a menina Ágatha Félix, 8, morta no Complexo do Alemão, na zona norte carioca, em setembro do ano passado; ou o menino Kauan Alves, 16, atingido no rosto na manhã do último Natal durante uma ação da Polícia Militar paulista para reprimir um baile funk no bairro do Jabaquara, zona sul da capital. Entre 2017 e 2019, policiais mataram ao menos 2.215 crianças e adolescentes no país. O número de mortes vem crescendo. Em 2017, representavam 5% do total das mortes violentas nessa faixa etária.; no ano passado, já eram 16%. Veja os gráficos e a matéria completa aqui   Fonte: Folha de São Paulo, por Thaiza Pauluze

Leia mais

A pesquisa: “O direito à educação de crianças e adolescentes em tempos de pandemia” estará disponível para preenchimento até o dia 11 de outubro!

A pesquisa "O direito à educação de crianças e adolescentes em tempos de pandemia" estará disponível para preenchimento até o dia 11 de outubro. Sua contribuição é fundamental! Participe pelos links abaixo: Para famílias  https://pt.surveymonkey.com/r/ZSN5W3S Para professoras/es https://pt.surveymonkey.com/r/ZRDBDCJ Para organizações da sociedade civil  https://pt.surveymonkey.com/r/ZSWGKH7

Leia mais
A escritora e jornalista Caitlin Donohue, autora do livro 'She represents', na Cidade do México.BARBARA BYRD

De Jacinda Ardern a Marielle Franco, livro conta as histórias das mulheres da política para adolescentes

Pela primeira vez os Estados Unidos poderão votar em uma mulher negra para o cargo de vice-presidenta na eleição de 3 de novembro. Kamala Harris, nascida de mãe indiana e pai jamaicano, concentrou sua mensagem política na representação de gênero e origem étnica. “Te vejo. Te escuto”, é seu mantra. Quando diz isso, está olhando diretamente para as garotas dos Estados Unidos. A candidata democrata é uma das 44 mulheres citadas no livro She represents, da jornalista norte-americana Caitlin Donohue, que mora na Cidade do México. O livro, publicado em inglês pela editora Lerner, traz ilustrações de cada uma das personagens, desde chefas de Governo como Angela Merkel, da Alemanha, e Jacinda Ardern, da Nova Zelândia, até parlamentares como Tatiana Clouthier, do México, e a chilena Camila Vallejo. Também inclui outras latino-americanas: Carmen Yulín Cruz Soto, prefeita de San Juan (Porto Rico), e Marielle Franco, que foi vereadora no Rio de Janeiro e ativista LGBTQI+ até ...

Leia mais
Adobe

Pesquisa: O direito à educação de crianças e adolescentes em tempos de pandemia

Geledés - Instituto da Mulher Negra está realizando a pesquisa O direito à educação de crianças e adolescentes em tempos de pandemia com professoras/es, famílias e organizações da sociedade civil da cidade de São Paulo. Se você leciona ou tem filhas/os matriculadas/os em escolas públicas da educação básica desta cidade (municipal, estadual, técnica ou federal), ou faz parte de alguma organização que atua em defesa dos direitos das crianças e adolescentes, pedimos sua colaboração. Para professoras/es - https://pt.surveymonkey.com/r/ZRDBDCJ Para famílias - https://pt.surveymonkey.com/r/ZSN5W3S Para organizações da sociedade civil - https://pt.surveymonkey.com/r/ZSWGKH7 Sua contribuição é fundamental para o desenvolvimento deste trabalho. Se você tiver dúvidas ou dificuldades para responder o questionário, escreva para um dos contatos abaixo que uma pessoa entrará em contato para fazer a entrevista. WhatsApp: (11) 94826-8455 E-mail: [email protected]

Leia mais
Adulto segura braço de criança em foto de arquivo — Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Denúncias de violência contra crianças e adolescentes caem 12% no Brasil durante a pandemia

O número de denúncias de violência contra crianças e adolescentes no Brasil caiu 12% durante os meses da pandemia em 2020 em comparação ao mesmo período do ano passado. Segundo dados do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, foram registradas 26.416 denúncias pelo canal “Disque 100” entre março e junho deste ano, contra 29.965 no mesmo período de 2019. O número de registros em 2020 é o segundo menor para o período em toda série histórica, iniciada em 2011. Ele só superou as 24.188 denúncias que foram feitas em 2018. (veja tabela abaixo). Para o advogado, especialista em direitos da infância e juventude e ex-conselheiro do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), Ariel de Castro, o fechamento das escolas por conta da quarentena obrigatória contra o coronavírus pode ter influenciado na diminuição das denúncias. “A subnotificação das denúncias acaba sendo um efeito colateral do isolamento ...

Leia mais

Crianças e adolescentes negras: o direito à educação, infância e juventude

O projeto Crianças e adolescentes negras: o direito à educação, infância e juventude, contemplado no edital 2020 da Brazil Foundation, é realizado por Geledés – Instituto da Mulher Negra e teve início em julho deste ano. Com o objetivo de combater as desigualdades educacionais, constituiremos uma rede de organizações e ativistas parceiras e parceiros para o desenvolvimento de pesquisa, incidência política e percursos formativos. As ações têm como foco os direitos das crianças e adolescentes negras e negros, com especial atenção às meninas negras e à educação. A pandemia da COVID-19 impôs uma nova dinâmica social ao trazer a necessidade do isolamento para evitar a rápida proliferação do vírus. Por isso, as aulas foram suspensas em todo o território nacional, o que impactou a vida de milhares de estudantes de diferentes formas. A falta de acesso diário ao espaço físico da escola, além de interferir sobre o processo pedagógico e ...

Leia mais
Iniciativa #LaEducaciónQueNecesitamos para el Mundo que Queremos (Crédito Fellipe Abreu)

Direitos de crianças e adolescentes na América Latina e no Caribe

Passados 30 anos da adoção da Convenção sobre os Direitos da Criança pelas Nações Unidas, alguns retrocessos recentes na região, especialmente para o direito à educação, a participação e a proteção contra violências e discriminações, revelam que há mais motivos para reclamar que para celebrar Por Fabíola Munhoz e Jazmin Elena com a colaboração de Victor Harambour, no Diplomatique Iniciativa #LaEducaciónQueNecesitamos para el Mundo que Queremos (Crédito Fellipe Abreu) No último dia 20 de novembro, a Convenção sobre os Direitos da Criança da ONU completou 30 anos de existência. Trata-se do instrumento internacional de direitos humanos mais ratificado no mundo. Dos Estados-membros das Nações Unidas, apenas os Estados Unidos até hoje não assinaram a Convenção. Em seus artigos 28 e 29, que abordam o direito à educação, assim como em suas Observações Gerais, a Convenção estabelece aos Estados-membros da ONU, entre outras obrigações, a responsabilidade de ...

Leia mais

Iniciativa global financia projetos de impacto social criados por adolescentes e jovens

O Chama Na Solução é uma iniciativa global criada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e implementado no Brasil por Viração Educomunicação, com apoio de Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Plan International e Escoteiros do Brasil, que fomenta projetos de impacto social criados por adolescentes e jovens. Da ONU Foto: UNICEF/BRZ/Fernando Martinho   Nesta edição, podem se inscrever equipes interessadas em trabalhar com os seguintes temas: educação, empregabilidade e engajamento cidadão. O processo consiste em uma formação presencial de 21h sobre empreendedorismo social e design centrado no usuário oferecida para 10 equipes. A formação presencial acontecerá de 12 a 14 de fevereiro, em São Paulo (SP), culminando na concessão de um capital-semente de 4 mil reais para cinco delas. Após este período, será oferecida mentoria continuada aos participantes, com atividades formativas e reuniões à distância, apoiando a implementação das iniciativas ...

Leia mais
rawpixel.com

Onde estão os direitos de crianças e adolescentes negros?

A perfeita redação do artigo 227 da Constituição Federal de 1988, ao conceder prioridade absoluta aos direitos de crianças e adolescentes, inaugura a doutrina da proteção integral no país. A falha se encontra na sua aplicação, que não considera as categorias de raça, gênero, classe e cultura que afetam a sociedade brasileira desde a mais tenra idade, especialmente para crianças e adolescentes negros, quilombolas, ribeirinhos e de populações tradicionais. Por  Mayara Silva de Souza e Pedro Mendes*, do Prioridade Absoluta Foto: rawpixel.com O mês de novembro, desde o assassinato de Zumbi dos Palmares, em 1695, é marco para toda população brasileira, em especial para a população negra e quilombola. As categorias de raça e cultura tem marcado estruturas em nossa sociedade de uma maneira bastante violenta, que exclui e limita a participação, existência e o direito das pessoas negras, em especial de crianças e adolescentes. Os ...

Leia mais
Getty Images/iStockphoto

De 70 adolescentes grávidas a zero: como a educação sexual mudou a realidade de uma escola na Colômbia

No país onde algumas farmácias chegam a negar aos jovens anticoncepcionais, um professor conseguiu por meio de aulas de educação e cidadania romper com um panorama desolador Por Elisa Silió Debiles, do El País Getty Images/iStockphoto Quando em 2010 o professor Luis Miguel Bermúdez chegou à escola Gerardo Paredes, em um bairro problemático de Bogotá (Colômbia), o panorama era desolador. Em média 70 adolescentes, ignorantes no que se referia ao sexo, viam todos os anos seu futuro travado por uma gravidez não desejada, fruto muitas vezes de uma relação violenta. De modo que Bermúdez, que se doutorou com uma tese sobre o assunto, colocou mãos à obra e em 2014 mudou o programa do colégio. Hoje o finalista do Global Teacher Prize 2017 (prêmio ao melhor professor do mundo) se orgulha de que as meninas educadas nesse formato não são mães, ainda que recebam gestantes que ...

Leia mais

Aquilombar: bonde de adolescentes negras e negros

Aquilombar: bonde de adolescentes negras e negros Do Facebook  Formadoras: Carolina de Freitas e Lidiane Araújo Carga horária: 6h Investimento: R$ 50,00 Período: Sábado 26/10 de 2019 Horário: 14:30 - 17:30 Inscrições: http://centrodeformacao.acaoeducativa.org.br/cursos/aquilombar-bonde-de-adolescentes-negras-e-negros/   Divulgação/Ação Educativa Aquilombar é um espaço de encontro quinzenal para adolescentes entre 14-16 anos de idade que se identifiquem racialmente como negras e negros. Os encontros serão mediados por uma psicóloga e uma pedagoga com grande acúmulo com adolescentes e buscam ofertar um espaço de amizade, diversão e troca de experiências para a construção e fortalecimento de identidade racial positiva. Fique atenta(o) ao calendário, os encontros acontecem nos sábados à tarde na Ação Educativa (Rua General Jardim, 660, Vila Buarque) e em vários territórios da Cidade de São Paulo. O próximos encontros acontecerão nos dias 05 e 26 de outubro. Eles são abertos e a contribuição de R$50,00 por mês é voluntária. ...

Leia mais
Foto:  ARTSY SOLOMON - Nappy

Crianças e adolescentes são prioridade absoluta no orçamento público?

Não é o que mostra a análise do orçamento nos últimos anos. Entre 2016 e 2019, nenhum orçamento autorizado para políticas públicas destinadas às crianças e adolescentes foi gasto integralmente Por Thallita de Oliveira,  do Inesc @ ARTSY SOLOMON/Nappy Gabi tem 14 anos, conviveu pouco com o pai, preso quando ela ainda era criança. Ela, a mãe e seus três irmãos vivem em situação de pobreza, sustentados com o dinheiro que a mãe consegue arrecadar das unhas que arruma. No Itapoã, onde mora, não tem creche pública para que a mãe possa deixar os filhos mais novos e procurar emprego fora da cidade. Recebem Bolsa Família, dá pra comprar uma cesta básica. Gabi vê todos os dias o tráfico de drogas na cidade, já foi convidada a experimentar. Também já viu muitos colegas do seu bairro serem mortos pela polícia e pelas guerras locais por conta ...

Leia mais
(stevanovicigor/Thinkstock/Getty Images)

42% das crianças e adolescentes que sofrem abuso sexual são vítimas recorrentes

72% das pessoas estupradas são menores; 18% têm até 5 anos, mostra levantamento inédito com dados do Ministério da Saúde Por Marina Gama Cubas e Thiago Amâncio, da Folha de S.Paulo  (stevanovicigor/Thinkstock/Getty Images) A família de Anne até hoje não sabe o que lhe aconteceu na infância. Ela só contou para amigas próximas, anos depois, e agora à Folha. “Preferia que fosse por mensagem mesmo, se não se importar. Ainda não fico muito confortável em falar disso em voz alta”, escreveu ela à reportagem. Tinha 8 anos e vivia no Rio de Janeiro quando um tio inventou uma “brincadeira”. “Não podia contar nada para ninguém, se não perdia o jogo”, diz. Foi abusada sexualmente. Aos 12, aconteceu de novo. “Um amigo da família me fazia sentar no colo dele e abusava de mim. Nessa época, já tinha um senso básico sobre esse assunto e saía correndo ...

Leia mais
Protagonistas de Sierra Burgess É Uma Perdedora, Crush à Altura e A Barraca do Beijo (Fotos: Divulgação / Netflix)

Sexismo, abuso e cyberbullying: A Netflix não cansa de errar nos filmes adolescentes

As mensagens que Crush à Altura, A Barraca do Beijo e Sierra Burgess É Uma Loser passam para o público estão (muito) longe de serem ideais Por Yolanda Reis, da Rolling Stone Protagonistas de Sierra Burgess É Uma Perdedora, Crush à Altura e A Barraca do Beijo (Fotos: Divulgação / Netflix) Crush à Altura, estreia de Nzingha Stewart em longas-metragem (antes, dirigiu episódios de How To Get Away With Murder e Grey’s Anatomy), é o mais novo filme adolescente da Netflix. Vem depois de alguns sucessos de público com a mesma temática, como A Barraca do Beijo e Sierra Burger É Uma Loser. E não só a adolescência é ponto comum nas três produções: o roteiro problemático também. A começar pelo novo lançamento; Crush à Altura é, acima de tudo, um grande clichê. Se você já viu algumas das histórias adolescentes mais populares dos anos 1990 ...

Leia mais

Os adolescentes que brilham na Olimpíada de Matemática

Vanessa*, de 18 anos, foi uma dos 18 milhões de alunos brasileiros que participaram neste ano da primeira fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) neste ano. Mas, diferentemente da maioria dos outros concorrentes, ela não prestou a prova na escola. Por Letícia Mori, da BBC  (Foto: Geralt Via: Pixabay) A jovem fez o teste em uma sala com lousa e carteiras, mas que tem grades nas janelas pequenas e altas e uma porta que normalmente fica trancada a cadeado. Também não usava uniforme de escola, mas chinelos e o conjunto cáqui obrigatório para crianças e adolescentes infratores internados na Fundação Casa, instituição em São Paulo, onde ela está há 5 meses. Vanessa sempre gostou muito de matemática, mas como estava sem estudar há 2 anos quando foi internada, ela não imaginou que iria bem na prova. Quando a professora deu "parabéns", no ...

Leia mais
Imagem: Reprodução/CONANDA

Crianças e adolescentes importam!

O impacto do desmonte do CONANDA nas políticas para crianças e adolescentes negras, indígenas, quilombolas, ribeirinhas e periféricas. No DOCS Em um contexto em que a principal política do atual governo federal é impor retrocessos, destruir programas, políticas públicas e Conselhos essenciais para a defesa e garantia de direitos fundamentais da população, é de grande relevância destacar que crianças e adolescentes são mais atingidos e vulneráveis. Contudo, sabemos que no Brasil, crianças e adolescentes mais vulneráveis têm endereço, cor de pele e etnia certa. Imagem: Reprodução/CONANDA Na última quinta-feira, 5 de setembro, numa ação violenta, autoritária e, portanto, antidemocrática, Jair Bolsonaro, oficializou o desmonte do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda) por meio do Decreto Presidencial nº 10.003 de 2019. O Conanda é a instância máxima de deliberação, formulação e controle das políticas públicas destinadas à infância e à adolescência, criado pela ...

Leia mais
Imagem: Geledés

Proporção de negros, pardos e adolescentes cresce entre mortos pela polícia no Rio

A proporção de negros e pardos entre os mortos pela polícia no Rio cresceu em 2019. Microdados do Instituto de Segurança Pública (ISP), obtidos pelo EXTRA via Lei de Acesso à Informação, revelam que, juntos, negros e pardos representam 78,4% — 342 de um total de 436 — das vítimas de homicídios decorrentes de intervenção policial no primeiro trimestre do ano. No mesmo período do ano passado, o percentual era de 71,5%. Por outro lado, a proporção de brancos vítimas de homicídios em confrontos caiu de 17,9% para 12,8%. Por Rafael Soares, do Extra  Bope matou nove homens numa casa no Fallet em fevereiro Foto: Pilar Olivares / Reuters Os irmãos Victor Hugo e Roger dos Santos Silva, de 16 e 18 anos, fazem parte dessa estatística. O mais novo é negro, o mais velho, pardo. Os dois foram mortos por PMs do Batalhão de Choque ...

Leia mais

Suicídio de jovens e adolescentes [email protected] é 45% maior do que de [email protected] Em Alagoas, o percentual de casos dessa população é de 37,2%.

As desigualdades  econômicas, politicas, embrulhadas pelo grave estigma do racismo, atinge em disparidade a população preta,  deixando-a exposta a uma série de vulnerabilidades sociais. Vejamos: Por Arísia Barros, da Carta Maior    Geledés A taxa de desemprego no país atinge mais a população negra 28% ([email protected] e [email protected]); O rendimento mensal médio da população negra (pardos de R$ 2.467 e [email protected] é de R$ 1.746) bem inferior ao de pessoas brancas , que é de R$ 5.416. A taxa de analfabetismo ( segundo o IBGE) entre [email protected] e [email protected] em 2017  foi 9,9%, enquanto a de brancos foi menos que a metade (4,2). 76,2%  das pessoas assassinadas pela polícia no Brasil são [email protected] Somando a essa contextualização de desigualdades raciais, o  Ministério da Saúde (MS) afirma que a  cada dez jovens de 10 a 29 anos que cometem suicídio, seis são [email protected] Os dados estão na cartilha ...

Leia mais

“A literatura periférica fala diretamente com a realidade de adolescentes e jovens” – Fundação Tide Setubal entrevista Rodrigo Ciríaco

Rodrigo Ciríaco é formado em história e atua como educador desde 2001, quando começou como professor eventual na rede estadual e, ao mesmo tempo, fazia trabalho voluntário escrevendo na revista OCAS. Em 2006, começou a ter contato com os saraus das periferias, em especial com o da Cooperifa, e passou a interessar-se pela ideia de trabalhar com os saraus dentro das escolas. Por Daniel Cerqueira, da Fundação Tide Setubal Foto: Renata Armelin Em 2009, fundou o grupo “Os Mesquiteiros” e deixou, em 2016, a docência na escola pública para se dedicar aos saraus, vindo a desenvolver o que chama de “Pedagogia dos saraus”. Rodrigo é também escritor e já publicou quatro livros, entre eles o “Te Pego Lá Fora”. Nesta entrevista, conversamos com o educador e escritor sobre as perspectivas do movimento literário das periferias, a relevância dessa literatura para o letramento de adolescentes e jovens, ...

Leia mais
Página 1 de 118 1 2 118

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist