Apresentadora de afiliada da CNN compara seu colega negro a um gorila de zoológico

No dia seguinte ela se desculpou ao vivo, mas o fato já tinha ganho imensa repercussão nas redes

Da Revista Fórum

Reprodução/CNN

Um comentário racista feito pela apresentadora Alex Housden, branca, sobre seu colega Jason Hackett, negro, durante um programa da KOCO-TV, afiliada da CNN em Oklahoma (EUA), causou grande desconforto e irritação. Housden comparou Hackett com um gorila que apareceu em uma das reportagens do telejornal conduzido por eles.

“Ele é meio parecido com você”, comentou a apresentadora, deixando Hackett sem saber como reagir. A fala gerou grande repercussão nas redes. “Estou chocado com o seu racismo no ar e com o seu desrespeito com um colega de trabalho e todos os afroamericanos”, disse um telespectador nas redes sociais.

No dia seguinte, após as reações, Housden admitiu que o comentário era ofensivo e pediu desculpas ao colega e a quem mais se abalou. “Estou aqui para me desculpar não apenas com o meu colega de trabalho, mas com toda a comunidade. Disse algo inapropriado e feri pessoas”, declarou.

Hackett aceitou as desculpas, e disse que o episódio, que “o feriu profundamente e feriu também boa parte da comunidade”, deve servir como aprendizado de que as palavras importam.

“Quero que este seja um momento de aprendizado. A lição aqui é que as palavras importam, não há dúvida sobre isso. Estamos nos tornando um país mais diversificado e não há desculpas. Precisamos que entender os estereótipos. Temos que entender as origens do outro e as palavras que machucam profundamente. Precisamos substituir essas palavras por amor e palavras de afirmação também”, declarou o apresentador.

+ sobre o tema

Brancos, vamos falar de cotas no serviço público?

Em junho expira o prazo da lei de cotas nos...

Em junho, Djavan fará sua estreia na Praia de Copacabana em show gratuito

O projeto TIM Music Rio, um dos mais conhecidos...

O precário e o próspero nas políticas sociais que alcançam a população negra

Começo a escrever enquanto espero o início do quarto...

Estado Brasileiro implementa políticas raciais há muito tempo

Neste momento, está em tramitação no Senado Federal o...

para lembrar

Adolescente chamada de “macaca” ganha bolsa em escola particular

Diretora de colégio no Boqueirão procurou a mãe e...

Denúncias de racismo abalam Departamento de Bombeiros de NY

O Departamento de Bombeiros de Nova York (FDNY), uma...

Polícia abre inquérito para investigar ofensa racista a professor de colégio da Unicamp

Ataques foram deixados no escaninho do docente na quarta-feira...

‘Lá nunca mais volto’ – SEU JORGE sofre racismo na Itália – áudio

Entrevista concedida ao produtor Van Damme, da Beat98 Seu...
spot_imgspot_img

Quanto custa a dignidade humana de vítimas em casos de racismo?

Quanto custa a dignidade de uma pessoa? E se essa pessoa for uma mulher jovem? E se for uma mulher idosa com 85 anos...

Unicamp abre grupo de trabalho para criar serviço de acolher e tratar sobre denúncias de racismo

A Unicamp abriu um grupo de trabalho que será responsável por criar um serviço para acolher e fazer tratativas institucionais sobre denúncias de racismo. A equipe...

Peraí, meu rei! Antirracismo também tem limite.

Vídeos de um comediante branco que fortalecem o desvalor humano e o achincalhamento da dignidade de pessoas historicamente discriminadas, violentadas e mortas, foram suspensos...
-+=