Conheça Afronte

O curta-metragem Afronte é enfrentamento e ocupação dos lugares pelo negro gay. É representatividade. É validar nossa liberdade.

Do Benfeitoria

O Afronte começou a ser pensado no início de 2016 ao se questionar sobre a falta de personagens negros e gays no cinema e em outras expressões culturais. Em nossas conversas percebemos a importância de mostrar a nossa realidade.

xsedqho

Ser negro e gay pode implicar múltiplos preconceitos que se cruzam em nossas vidas. Durante esse processo, os diretores encontraram coletivos e pessoas que já discutiam a questão. O Afrobixas foi um deles e ajudou a colocar as ideias no lugar e pensar o filme.

bcsuot0

Foi nesse contexto que surgiu o filme Afronte, escrito e dirigido por Bruno Victor e Marcus Vinicius Mesquita. É um curta-metragem idealizado com o objetivo de mostrar os múltiplos fatores que interferem na vida de negros gays que moram em Brasília, por meio de diferentes personagens, misturando ficção e realidade.

Os diretores têm a intenção de trazer a experiência vivida por negros homossexuais para o espectador, com o objetivo de criar uma identificação entre eles. A intenção do Afronte é mostrar a importância em assumir a identidade negra e gay. Nesse sentido, o filme torna-se um lugar de trocas de experiências e um ato político, pois pretende estimular a visibilidade desse grupo e mostrar para o mundo a sua realidade.

bywlfva

A fase de pré-produção do filme já começou. Já temos uma equipe montada e contamos com a ajuda de algumas pessoas que contribuíram com o filme por meio de suas histórias. Mas ainda temos muito o que fazer e por isso estamos pedindo a sua colaboração.

Temos 4 metas a serem alcançadas, cada uma delas tem um objetivo em relação a produção do filme.

Nossa meta inicial é de 3 mil reais. Esse é o mínimo necessário para que possamos pagar a alimentação e o transporte da equipe durante o período de filmagens, que irão até março de 2017 e ocorrerão em diferentes lugares do Distrito Federal e Entorno.

A segunda meta é de 6 mil reais. Com esse valor conseguiremos melhorar a direção de arte da porção ficcional do filme.

A terceira meta é de 10 mil reais, com ela nós iremos investir no aluguel de equipamentos melhores para as filmagens.

A última meta é 15 mil reais, com esse valor nós conseguiremos realizar todo o filme, incluindo a edição e a finalização.

Lembramos que parte do valor das metas serão destinadas à produção e envio das recompensas e ao pagamento das taxas da campanha.

COMO VOCÊ PODE PARTICIPAR

Você escolhe um valor e recebe a recompensa. É bem simples! Lembrando que aqui é tudo ou nada. Se chegarmos à meta mínima, nós recebemos o valor da sua colaboração e você a recompensa. Caso contrário, você recebe o valor de volta e nós não recebemos nada.

Uma coisa importante: Você pode colaborar quantas vezes quiser!

Temos recompensas em diversas faixas e algumas produzidas exclusivamente para o Afronte, como as colagens feitas pelo multiartista Marcus Póvoa, as gravuras do artista brasiliense Ricardo Caldeira, que cedeu os desenhos para essa campanha, um kit maravilhoso resultado da nossa parceria com a marca Conspiração Libertina e um zine que será produzido contando todo o processo de produção do filme, entre outras recompensas – que nós chamamos de oferendas, pois serão entregues a vocês com todo o carinho e devoção.

+ sobre o tema

Artigo: Não é estatística; são 25 mulheres assassinadas

Eu li a história de Andreia Crispim, 50 anos,...

Vítima de violência obstétrica é retratada como “comedora de placenta”

Os pedidos de uma mulher durante o parto foram...

Bahia tem 5,5 mil meninas com menos de 15 anos vivendo em uniões conjugais

Convenção da ONU sobre os Direitos da Criança define...

para lembrar

Ginasta amadora levanta público no Rio: ‘Não vim competir. Vim ser feliz’

Cada vez que pisava na quadra para sua apresentação...

Amelinha Teles: “Refletir sobre o cotidiano nos faz feministas”

A feminista defende que feminismo é a luta pela...

Miscigenação – Sueli Carneiro

A miscigenação racial presente em nossa sociedade vem se...
spot_imgspot_img

TSE realiza primeira sessão na história com duas ministras negras

O TSE realizou nesta quinta (9) a primeira sessão de sua história com participação de duas ministras negras e a quarta com mais ministras...

Em reunião com a ministra das Mulheres, movimentos denunciam casos de estupros e violência em abrigos para atingidos pelas enchentes no RS

Movimentos feministas participaram de uma reunião emergencial com a ministra da Mulher, Cida Gonçalves, no final da tarde desta terça-feira (7), de forma online....

Documentário sobre Ruth de Souza reverencia todas as mulheres pretas

Num dia 8 feito hoje, Ruth de Souza estreava no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. O ano era 1945. Num dia 12, feito...
-+=