Guest Post »

Cris Pereira leva o samba clássico, jazz e afro ao Vasques

A cantora brasiliense Cris Pereira apresenta a turnê do álbum de estreia, “Folião de Raça”, nesta quinta-feira (4), no Teatro Vasques, às 20 horas. Acompanhada dos músicos Lucas de Campos (violão e direção musical), José Cabrera (piano), Rodrigo Salgado (baixo) e Leander Motta (bateria e percussão geral), ela mostra neste show clássicos do samba e do samba-canção mesclados a elementos do jazz e da música afro-brasileira.

Do O Diário

NO PALCO Além das músicas do CD “Folião de Raça”, a artista interpreta canções de Baden Powell, Paulo César Pinheiro, Candeia e Dorival Caymmi, entre outros. (Foto: Elton Ishikawa)

Além das músicas do disco, ela interpreta temas de Baden Powell, Paulo César Pinheiro, Candeia e Dorival Caymmi, entre outros, com sua voz temperada de suavidade. A apresentação conta com a participação especial de Adriana Moreira, que tem dois álbuns lançados, “Direito de Sambar” e “Cordão”.

O álbum
“Folião de Raça” é o disco de estreia da cantora brasiliense Cris Pereira. Lançado em 2013, o trabalho traz composições de grandes sambistas de Brasília como Sérgio Magalhães, Vinícius de Oliveira, Cacá Pereira e Ana Reis e conta, ainda, com a participação especial de Dona Ivone Lara na faixa “Espelho da Vida”, de autoria de Dona Ivone e Delcio Carvalho. Em 2015, o disco foi selecionado para 26º Prêmio da Música Brasileira, na categoria samba.

Carreira
Crescendo ao som de Elis Regina, Nana Caymmi, João Nogueira e Agepê, Cris Pereira decidiu cantar profissionalmente aos 15 anos, em corais. Depois da experiência de interpretar música clássica e conviver com maestro e orquestra, foi a vez de a artista se dedicar a um repertório mais popular ao lado do grupo Batucada de Bamba.

Em 2005, Cris partiu para a carreira solo. A estreia foi no show “Canto Negro”, na Sala Funarte, onde a brasiliense cantou músicas de Leci Brandão e Candeia, entre outros artistas que interpretam canções que abordam a questão racial – tema que sempre chamou a atenção da artista.

Mestre em história cultural pela Universidade de Brasília, ela defendeu, em 2010, a dissertação “Coisas do meu pessoal: samba e enredos de raça e gênero na trajetória de Leci Brandão”.

De lá pra cá, Cris participou de vários projetos, dentre os quais se destacam “Samba de Bamba”, “Festa de Rua: uma homenagem à Dorival Caymmi” e “Canções para Carolina”. O último, integrante do Festival Latinidades, foi uma homenagem à escritora Carolina Maria de Jesus e contou com a participação especial da cantora paulistana Fabiana Cozza.

Finalista do Prêmio Sesc de Música Tom Jobim (2009) e do Prêmio da Música Popular Brasileira (2010) na categoria Ivone Lara, Cris também é idealizadora e integrante dos projetos “Nós Negras” e “Plataforma do Samba”, que, desde 2007, marca as comemorações pelo Dia Nacional do Samba na Rodoviária do Plano Piloto, em Brasília.

Mais shows
Cris Pereira se apresenta na sexta-feira, dia 5, no Sesc Belenzinho, e no sábado, dia 6, faz show na Casa São Jorge, em Campinas. Depois segue para Bahia, Rio de Janeiro e Brasília.

SERVIÇO

Show “Folião de Raça”

Teatro Vasques

Rua Dr. Corrêa, 515, no Carmo

20 horas

Gratuito

Informações: 4798-1747

Related posts