Dona Canô vai pedir desculpas a Lula após Caetano chamá-lo de analfabeto

Fonte: Uol-

Dona Canô Veloso, 102 anos, mãe de Caetano Veloso e Maria Bethânia, decidiu fazer valer o seu posto de matriarca e tentar colocar um ponto final nos ataques do filho ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ela disse que vai telefonar nesta segunda-feira (16) para o presidente para pedir desculpas.

Em entrevista ao jornal “O Estado de S. Paulo”, publicada no dia 5 de novembro, Caetano, ao demonstrar predileção pela pré-candidatura de Marina da Silva (PPV) à Presidência da República, disse que Marina não é “analfabeta nem grosseira como o presidente”.

O fato desagradou a família de Caetano. Na sexta-feira (13), o irmão do cantor e compositor, Rodrigo Veloso, secretário de Cultura da prefeitura de Santo Amaro da Purificação, cidade na Região Metropolitana de Salvador, onde mora Canô, já havia feito um pedido de desculpas público, durante um evento na praça central da cidade, com a presença de secretários do governador Jaques Wagner (PT), em nome da família.

“Achei que um pedido de desculpas seria de bom tom. Vou inclusive enviar para Brasília as reportagens que saírem a respeito para endossar as nossas desculpas. Gostamos do presidente”, disse Rodrigo.

“Ele (Lula) sempre me tratou muito bem, como se eu fosse uma pessoa dele. Quando vem a uma cidade aqui perto, manda recado que quer me ver, e eu vou. Acho que ele vai me atender”, afirmou Dona Canô.

Mas ela reconhece que Lula “é um homem muito ocupado” e, por isso, diz que entederá caso não obtenha sucesso na iniciativa. “Se ele não puder me atender, deixo recado com a secretária. Ela já conhece a minha voz”, comentou.

A mãe de Caetano não conseguiu ser atendida, por exemplo, quando ligou no dia 27 de outubro, para parabenizar o presidente pelo aniversário.
Ela ainda não sabe dizer com exatidão o vai falar com o presidente. “Não vou dizer nada em especial, apenas o que vier do coração. Vou me desculpar e dizer que, pelo que conheço de Caetano, sei que ele não quis ofender o presidente. Não é possível que ele chamasse Lula de analfabeto, aliás, ele nem teria o direito de falar assim. Ele é apenas um cantor”, afirmou.

D. Canô ainda não conseguiu conversar com o filho a respeito do assunto. “Nem sei por onde anda Caetano”. Para a mãe, Caetano fala sem pensar, e acaba sendo mal interpretado.

“Tudo o que Caetano diz vira notícia, ele precisa entender isso. Não pode sair por aí falando o que quer, ele não é doido”, observou. “Vou esperar Rodrigo chegar do trabalho para telefonarmos e findar esse assunto”, emendou.

Procurado, Rodrigo disse que estava em uma reunião na secretaria de Santo Amaro, mas, assim que chegar à casa da mãe, fará a ligação. Lula está em Roma, onde participa de reunião da FAO, braço da ONU para alimentação.


Matéria original

+ sobre o tema

Sakamoto: Depois de muito tempo, este blog desce do pedestal e responde a um leitor

por Leonardo Sakamoto Detesto fazer o que chamo...

TIRIRICA E SARNEY

Por: Luis Fernando Veríssimo Richard Nixon certa vez...

Juízes lançam nota de repúdio à Condução Coercitiva de Lula

Juízes divulgam nota em que afirmam que não se...

para lembrar

Votos dos imigrantes latinos na Flórida podem ser decisivos para eleição

Lucas Rodrigues* Miami, Flórida - A cidade de Miami, na...

Avaliação positiva do governo Lula bate recorde e chega a 75%

Por: YGOR SALLES A avaliação positiva do governo do...

Michelle Obama: “Os homens de minha vida não falam assim sobre as mulheres”

Há emoção nos comícios de Michelle Obama a favor...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=