Ex-Comandante da PM diz que governo estadual não tem política de segurança

Fonte: Lista Racial –
Coronel Ubiratan Ângelo defende uma polícia preventiva e que proteja a população. O coronel Ubiratan Ângelo (D) criticou o governo Sérgio Cabral ao dizer que o Estado do Rio não tem política de segurança pública

 

 

A política é o principal elemento a impulsionar a violência policial sobre as comunidades dos morros do Rio, onde está a maioria do povo negro. Esta é a conclusão do debate, quarta-feira (18), no auditório do Sindicato, com a participação do coronel Ubitaran Ângelo, ex-comandante-geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro, representantes do Dieese e da Unegro.

O coronel Ubiratan abriu sua intervenção dizendo que não se pode criticar a política de segurança do governo estadual porque, simplesmente, ela não existe. “Quem pode me dizer cinco metas da política de segurança do Estado do Rio, quem aponta quatro, três, duas, uma meta. O que há são estratégias que não convergem em ponto algum. O que queremos é uma Polícia Militar preventiva. Têm-se agora as unidades de polícia pacificadora (UPP), programas antigos com nomes diferentes “, disse.

Ao lembrar que a violência é fomentada pelo tráfico de drogas, o coronel Ubiratan lembrou a contradição do Código Penal Brasileiro que proíbe o comércio, mas libera o consumo. E a PM recebe como tarefa atacar os revendedores de drogas. Com parâmetros legais difusos, quem permanece preso por conta das drogas são pessoas da classe baixa, o que denota o enraizamento cultural da polícia destinada a cuidar do patrimônio e não do cidadão. Em sua origem, lá pelos anos 1809, a corporação foi criada para cuidar da corte de Dom João VI. Cuidar do cidadão não era sua tarefa, característica que parece resistir ao tempo.

 

+ sobre o tema

As indígenas nos mostram 305 novas maneiras (ou mais) de ser mãe

O som estridente das Kayapó corta a poeira e...

Eliane Brum: Ser doutor é mais fácil do que se tornar médico

O Programa Mais Médicos, lançado pela presidente Dilma Rousseff,...

para lembrar

Lista atualizada Domingo 06/10 – Eleições do Conselho Tutelar – Dia 06/10 – Indicações

Segue lista de candidatos à Conselheiros e Conselheiras Tutelares...

Aberto concurso para a carreira de diplomata

O Instituto Rio Branco publicou edital do...

Prominp oferece 28 mil vagas em 13 estados para cursos de qualificação

Estão abertas as inscrições do Prominp para preenchimento...

Anistia Internacional, MPF e UFPE repudiam reintegração no Estelita

Entidades criticam uso da força policial para retirada de...
spot_imgspot_img

Marcelo Paixão, economista e painelista de Geledés, é entrevistado pelo Valor

Nesta segunda-feira, 10, o jornal Valor Econômico, em seu caderno especial G-20, publicou entrevista com Marcelo Paixão, economista e professor doutor da Universidade do...

Impacto do clima nas religiões de matriz africana é tema de evento de Geledés em Bonn  

Um importante debate foi instaurado no evento “Comunidades afrodescendentes: caminhos possíveis para enfrentar a crise climática”, promovido por Geledés -Instituto da Mulher Negra em...

Comissão da Saúde aprova PL de garantia de direitos à pacientes falciformes

A Comissão de Saúde da Câmara dos Deputados aprovou, na quarta-feira (5), o Projeto de Lei nº 1.301/2023, que reconhece a doença falciforme como...
-+=