Ex-ditador “Baby Doc” é interrogado no Haiti por desvio de verbas públicas.

 

Levado a interrogatório nesta quarta-feira, o ex-ditador haitiano Jean-Claude Duvalier, o “Baby Doc”, será possivelmente processado pelo desvio de verbas públicas durante seu governo (1971-86).

Policiais armados escoltaram Duvalier, de 59 anos, nesta terça-feira para tirá-lo do hotel de luxo onde se instalou desde seu surpreendente regresso a Porto Príncipe, no domingo, após 25 anos de exílio na França. Ele foi levado em um veículo policial com os vidros escuros.

O ex-ditador, apontado por grupos de direitos humanos como responsável pela morte e tortura de opositores durante seus 15 anos no poder, seria levado para a sede do Ministério Público haitiano, segundo autoridades.

– O sr. Duvalier está sob controle do Judiciário. Ele não está livre, está indo para o meu gabinete -, disse o procurador-chefe Aristidas Auguste.

Duvalier, que fugiu de uma rebelião popular no Haiti em 1986, voltou ao país mais pobre das Américas num momento de incerteza política por causa das eleições presidenciais de 28 de novembro. Além disso, o Haiti ainda sofre as consequências do devastador terremoto de janeiro de 2010, além de enfrentar uma epidemia de cólera.

Quando descia a escadaria do hotel, acompanhado da sua esposa, ele acenou para jornalistas e para alguns seguidores que se reuniram em frente ao edifício.

Aos gritos de “Soltem Duvalier!”, os partidários dele perseguiram o veículo policial que o levava, e alguns chegaram a queimar pneus para tentar barrar o comboio, que no entanto conseguiu burlar o grupo.

Antes, uma fonte de alto escalão do governo disse à Reuters que Duvalier poderá ser processado pelo desvio de recursos na época em que foi “presidente vitalício”, e que outros crimes também podem ser investigados.

Fonte: Correio do Brasil

+ sobre o tema

Halle Berry aposta em decote para ir a premiação

Halle Berry aposta em decote para ir a premiação...

Enciclopédia joga luz sobre mais de 500 personalidades negras ignoradas pelos livros

Ignoradas, deturpadas e menosprezadas. É assim que as histórias dos...

Primeira Caminhada pela Diversidade Religiosa da Baixada Fluminens

Nossa amiga; irmã Adriana Odara Martins Convida a todos vcs para Primeira...

“Os heróis não se pareciam comigo”, diz Danai Gurira sobre o Pantera Negra

A atriz Danai Gurira, famosa por interpretar a Michonne...

para lembrar

45 anos da Marcha sobre Washington

No dia 28 de agosto de 1963 acontecia na...

A rainha guerreira africana que enfrentou os colonialistas britanicos – e venceu

A história da destemida Yaa Asantewaa, integrante de uma...

Coleção autores africanos

ALBERTO MUSSA Em 1979, com A vida verdadeira de Domingos Xavier,...
spot_imgspot_img

Grávida, Iza conta que pretende ter filha via parto normal: ‘Vai acontecer na hora dela’

Iza tem experienciado e aproveitado todas as emoções como mamãe de primeira viagem. No segundo trimestre da gestação de Nala, fruto da relação com Yuri Lima, a...

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...
-+=