Filha de Raúl Castro lidera conga anti-homofobia em Havana

Fantasiados de havaianas e abraçados em bandeiras com as cores do arco-íris, centenas de homossexuais, bissexuais, travestis e transsexuais lotaram, neste sábado (10), a avenida mais concorrida do centro de Havana, em uma conga multicolorida contra a homofobia, liderada pela filha do presidente Raúl Castro.

Quinhentas pessoas dançaram durante mais de meia hora no compasso dos tambores da dança de origem africana e gritaram palavras de ordem anti-homofóbicas, estremecendo a “Rampa” havaneira, no centro da cidade com a “Conga Cubana contra a Homofobia”.

“Abaixo a homofobia!” e “Socialismo sim, homofobia não!” cantavam os participantes, que agitavam bandeiras com as cores do arco-íris de diferentes tamanhos, entre elas uma de 15 metros, diante dos olhares e dos comentários que variavam da aprovação à indiferença até o deboche.

“A sociedade cubana avança nesta luta, são cada vez mais as instituições e os grupos sociais que nos apoiam, embora ainda enfrentemos resistências”, disse Mariela Castro, filha do presidente cubano, que comandou a atividade celebrada durante a 7ª Jornada contra a Homofobia, iniciada na sexta-feira.

A sexóloga de 52 anos e diretora do Centro Nacional de Educação Sexual (Cenesex) participou da marcha junto com Gloria Careaga, co-secretária geral da Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Intersexuais (ILGA), organização que celebrou nesta semana um encontro regional na ilha.

“É realmente maravilhoso ver como cresceu esta celebração”, disse a dirigente mexicana da ILGA, uma organização com sede em Genebra, fundada em 1978 e integrada por 1.200 instituições de todo o mundo.

Segundo ela, Argentina e Uruguai — que legalizaram o casamento entre homossexuais em 2010 e 2013 respectivamente — são os países “que mais avançaram na proteção dos direitos” de gays, bissexuais e transexuais na região, e Cuba os segue.

Com agências

 

 

Fonte: Vermelho 

+ sobre o tema

Arthur, transexual de 13 anos: “Acham que só quero chamar atenção”

Mesmo enfrentando preconceito e incompreensão fora de casa, o...

Promotoria impede mudança do nome de trans

Após autorização da 1ª Vara, Ministério Público interrompe o...

Homem hétero não tem amigo gay. Veja três histórias que desmentem essa ideia

Livre dos preconceitos e respeitando as diferenças, homens heterossexuais...

Pela primeira vez no Chile, militar desafia homofobia e se declara publicamente gay

Mauricio Ruiz procurou ajuda do Movilh (Movimento de Integração...

para lembrar

‘O amor une. A homofobia, não’: MEL lança primeiro comercial com beijo gay da TV brasileira

O Movimento do Espírito Lilás (MEL) em parceria com...

Casal gay é expulso de bar e caso revolta internautas: ‘Fomos ignorados’

Jovens registraram b.o. e ingressaram com um processo na...

Jovem é agredida na Bahia por ‘ter cara de sapatão’

“Quando ele me forçou no muro e me deu...

Dona de restaurante terá que pagar R$ 20 mil após repreender beijo gay

Decisão foi divulgada pelo Tribunal de Justiça de São...
spot_imgspot_img

Homofobia em padaria: Polícia investiga preconceito ocorrido no centro de São Paulo

Nas redes sociais, viralizou um vídeo que registra uma confusão em uma padaria, no centro de São Paulo. Uma mulher grita ofensas homofóbicas e...

ONG contabiliza 257 mortes violentas de LGBTQIA+ em 2023

Em todo o ano passado, 257 pessoas LGBTQIA+ tiveram morte violenta no Brasil. Isso significa que, a cada 34 horas, uma pessoa LGBTQIA+ perdeu...

Justiça manda Governo do RJ pagar R$ 80 mil a Cacau Protásio por ataques em gravação em quartel dos bombeiros

A Justiça do Rio de Janeiro determinou, em segunda instância, que a atriz Cacau Protásio seja indenizada em R$ 80 mil por ataques e...
-+=