Fundação Carolina oferece 521 bolsas para pós-graduação na Espanha

São 521 bolsas oferecidas, para todas as áreas do conhecimento. Um dos programas é voltado exclusivamente a professores brasileiros! Inscrições até 06/04!

Do Estudar Fora 

Reprodução/Estudar Fora 

Para começar bem o ano, a Fundação Carolina anunciou sua 17ª oferta de bolsas de estudos para estudantes latino-americanos na Espanha. Para o ano letivo de 2017-2018, há um total de 521 bolsas de estudos para graduação, pós e cursos de curta duração. As inscrições vão até 6 de abril!

Nesta edição, as bolsas estão divididas da seguinte forma: 271 para pós-graduação, 70 de doutorado e pós-doutorado, 27 bolsas de mobilidade para professores brasileiros, 4 bolsas para projetos de empreendedorismo, 34 bolsas de estudos institucionais e 115 renovações. Estão incluídas todas as áreas do conhecimento e o benefício é voltado exclusivamente a alunos da América Latina que completem sua formação na Espanha.

Além destas, também são oferecidas bolsas para mestrados no Conservatório do Liceu de Barcelona. Estas bolsas oferecem a músicos da comunidade Iberoamericana de Nações a possibilidade de realizar mestrados em composição musical aplicada a meios audiovisuais e cênicos, e mestrado em interpretação musical.

Os benefícios variam de acordo com o curso escolhido, podendo cobrir entre 50 e 100% do valor da anuidade, além de passagens aéreas, seguro saúde e um auxílio para manutenção no país. Já para doutorado, pós-doutorado e pesquisa (mobilidade de professores brasileiros), a bolsa oferece 1200 euros mensais, passagens aéreas, despesas do curso e seguro saúde.

Para se candidatar, é preciso verificar online quais são os programas disponíveis e quais são os requisitos de cada um. Em seguida, é necessário enviar dados pessoais e incluir informações relativas a formação, idiomas, experiência profissional e publicações de artigos e projeto de pesquisa, se houver. É possível se candidatar a mais de um programa na mesma edição.

Para quem tem interesse em bolsas de doutorado ou pós-doutorado, a candidatura é feita através de convênios com universidades parceiras. No edital, é possível verificar quais são as parcerias estabelecidas e qual é o procedimento para candidatura.

Saiba mais sobre o processo seletivo no site oficial da Fundação Carolina.

Fundada em 2000 para promover trocas educacionais entre a Espanha, países Ibero-americanos  e outros que tenham laços históricos, culturais ou geográficos com o país, a Fundação Carolina conta hoje com 110 instituições conveniadas. São aceitos bolsistas de todas as áreas do conhecimento. Desde a sua criação, a Fundação já destinou quase 16.000 bolsas de estudo e bolsas de investigação a estudantes latino-americanos

Outra novidade desta edição é o anúncio semanal de dados sobre as inscrições recebidas. Até 16/01, apenas 6% das inscrições recebidas eram de brasileiros. Em primeiro lugar em número de candidaturas estão os colombianos. Confira aqui as estatísticas.

* Foto: Plaza de España em Sevilha 

+ sobre o tema

Pará e África unidos pela cultura

O olhar cinematográfico o acompanha desde a infância,...

Unesco e Brasil criam programa para ensino da história africana

A Organização das Nações Unidas para Educação, a...

As falhas no Enem e os interesses que se movem nos bastidores

"Prova do Enem é tecnicamente sustentável sob todos os...

O racismo como polêmica escolar

ERICA BARBOSA BAIA FERNANDA MARQUES DE ALMEIDAROSIANE MACHADO...

para lembrar

Dicas para lidar com o racismo na sala de aula

Não é fácil abordar a questão do racismo na...

Bibliotecas Comunitárias contra o analfabetismo funcional

Por: Kátia Ferraz   A liberdade, a prosperidade e...

Professores da rede pública poderão fazer curso nos EUA

Boa notícia para os professores de Língua Inglesa da...

Fuvest 2011 tem mais inscritos do que ano anterior

Ao todo, 132.969 pessoas se candidataram às 10.752 vagas...
spot_imgspot_img

Estudo mostra que escolas com mais alunos negros têm piores estruturas

As escolas públicas de educação básica com alunos majoritariamente negros têm piores infraestruturas de ensino comparadas a unidades educacionais com maioria de estudantes brancos....

Educação antirracista é fundamental

A inclusão da história e da cultura afro-brasileira nos currículos das escolas públicas e privadas do país é obrigatória (Lei 10.639) há 21 anos. Uma...

Faculdade de Educação da UFRJ tem primeira mulher negra como diretora

Neste ano, a Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) tem a primeira mulher negra como diretora. A professora Ana...
-+=