Halsey posa para Playboy e diz: “Sou uma mulher negra”

Cantora de 22 anos falou sobre sua infância e como foi crescer em uma família birracial

Da Capricho

Halsey é a estrela da capa da Playboy norte-americana, que lançou sua edição musical trazendo uma longa entrevista com a cantora, que falou sobre sua infância e como foi crescer em uma família birracial, já que seu pai é negro e sua mãe branca.

“Uma das minhas grandes piadas há muito tempo era ‘eu pareço branca, mas ainda tenho meninos brancos na minha vida me perguntando por que meus mamilos são marrons’”, falou Halsey na entrevista. “De vez em quando eu experimento esses conflitos raciais. Eu pareço uma garota branca, mas não me sinto à vontade. Eu sou uma mulher negra. Quando eu estava crescendo, não sabia se deveria amar a TLC ou a Britney.”

Halsey ainda bebê ao lado dos pais (Instagram/Reprodução)

A mãe de Halsey, Nicole Frangipane, vem de uma família de italianos e húngaros, enquanto seu pai, Chris Frangipane, é afrodescendente, por isso ela declarou à Playboy que tem orgulho de “estar numa família birracial”. “Eu me passo por branca. Aceitei isso sobre mim e nunca tentei controlar nada sobre cultura negra que não é minha”, explicou. “[Tenho] Orgulho de ser quem sou e orgulho do meu cabelo. Eu sou metade negra. Meu pai gerenciou uma concessionária de automóveis, usava um terno para trabalhar, teve um bom relógio, sempre barbeado, bonito, jogou golfe nos fins de semana. E as pessoas vinham até ele, ‘E aí, meu irmão! O que tá pegando?’ E meu pai ficava, ‘Oi …’.”

Ao falar sobre o racismo nos Estados Unidos, a cantora de 22 anos falou que “a culpa branca é engraçada”, e que atualmente vivemos um momento “muito difícil para os brancos que são contra o racismo”. “As pessoas não querem fazer muito, mas querem fazer o suficiente. Na minha bolha de Los Angeles, estou cercada por muitas pessoas boas e com ótimas intenções. Mas, como eu descobri nessa última eleição, minha bolha é só uma pequena fração de como esse país funciona”, disse a cantora à Playboy, completando: “Essa é a minha maior frustração em relação à percepção do público a qualquer tipo de ativismo: a mentalidade do ‘Bem, isso não me afeta’. Abram seus olhos, p****!”.

+ sobre o tema

Salário menor na advocacia é mais frequente entre mulheres e negros

A proporção de advogados na menor faixa salarial da...

Lei que implantou escola cívico-militar em SP fere modelo educacional previsto na Constituição, diz PFDC

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), órgão...

Ação enviada ao STF pede inconstitucionalidade de escolas cívico-militares em SP

Promotores e defensores públicos encaminharam ao Supremo Tribunal Federal...

para lembrar

Mapa do Rio segundo a Cor

O cientista político Jairo Nicolau produziu este mapa do...

Homem que ameaçou matar Obama é condenado a um ano de prisão

Um homem que ameaçou matar o então candidato à...

O arquétipo do brasileiro de dupla cidadania

Maria Eugênia é professora de sociologia jurídica na Faculdade...

Manifestação em SP manda recados para governo federal e ultraconservadores

Leonardo Sakamoto   Convocada pelo Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto, uma marcha...

Nova identidade tem CPF como número principal, QR code e abriga dados de outros documentos

O governo federal quer acelerar a corrida para digitalizar a identidade dos brasileiros. A nova CIN (Carteira de Identidade Nacional) representa o fim do RG e da impressão...

ONU pede que Brasil legalize aborto e denuncia ‘fundamentalismo religioso’

Alertando sobre o avanço do que chamou de "fundamentalismo religioso" no Brasil, um dos principais órgãos da ONU que lida com a situação da...

Trump se torna 1º ex-presidente condenado em ação criminal na história dos EUA

Donald Trump se tornou o primeiro ex-presidente considerado culpado pela Justiça em uma ação criminal na história dos Estados Unidos. O veredicto, divulgado nesta quinta-feira (30),...
-+=