segunda-feira, setembro 20, 2021
InícioQuestões de GêneroSueli CarneiroHomenagem aos 70 anos de Sueli Carneiro

Homenagem aos 70 anos de Sueli Carneiro

Fonte: Da FEUSP

A Congregação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, reunida em 25 de junho de 2020, soma-se às celebrações por ocasião do aniversário de 70 anos da filósofa, escritora e militante antirracista Aparecida Sueli Carneiro, fundadora do Geledés – Instituto da Mulher Negra. A contribuição de Sueli Carneiro ao campo da teoria do feminismo negro no país é incomensurável. Suas pesquisas deram consequência a caminhos abertos por intelectuais como Lélia Gonzalez e Abdias do Nascimento para o combate do epistemicídio do pensamento negro, tão afim aos modos como a dinâmica racial brasileira busca inscrever negras e negros em lugares sociais de nossa estrutura: entre os mais pobres ou, quando ascendem socialmente, raramente por meio de profissões ligadas à cultura legitimada ou ao trabalho intelectual. Sueli Carneiro recebeu inúmeras honrarias em reconhecimento ao seu trabalho. Dentre elas destacam-se o Prêmio de Direitos Humanos da República Francesa (República Francesa,1998); Prêmio de direitos humanos Franz de Castro Holzwarth (Ordem dos Advogados do Brasil, 2003); o Prêmio Bertha Lutz (Senado Federal Brasileiro, 2003); o Prêmio Benedito Galvão (OAB-SP, 2014) e o Prêmio Itaú Cultural 30 Anos (Itaú Cultural, 2017). Em 2005, Sueli Carneiro deu-nos a honra de tornar-se doutora em Educação por nosso Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE-FEUSP), com a tese “A construção do outro como não-ser como fundamento do ser”, sob orientação da professora Roseli Fischmann. Nela, trata a respeito da produção do racismo estrutural como dispositivo de biopoder, pensando as políticas de morte que acompanham a existência da população negra no Brasil. Sua tese traz algumas trajetórias de resistência de homens e mulheres negros e representa uma contribuição valiosa para a reparação de memórias, que assim alteram e ampliam a compreensão de nosso país. Em tempos tão sombrios, em que a persistência de variadas maneiras de funcionamento dos racismos se faz mais uma vez visível, é uma imensa alegria sermos contemporâneos de Sueli Carneiro, cujo pensamento e militância de toda vida forjaram ferramentas atuais e potentes para enfrentar.

RELATED ARTICLES