Inflação para famílias de baixa renda mais do que dobra e chega a 0,55% em março

Vitor Abdala

Repórter da Agência Brasil

O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1), que mede a inflação para famílias com renda de um a 2,5 salários mínimos, registrou variação de 0,55% em março deste ano. A taxa é superior à registrada em fevereiro, que havia sido 0,25%. O dado foi divulgado hoje (12) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Entre as classes de despesa que compõem o índice, foram registradas altas no grupo alimentação (cuja taxa passou de –0,04% em fevereiro para 0,62% em março), habitação (de 0,38% para 0,72%), saúde e cuidados pessoais (de 0,39% para 0,77%), vestuário (de –0,04% para 0,59%) e educação, leitura e recreação (de 0,16% para 0,75%).

Já os grupos de transportes e comunicação tiveram queda na taxa. A inflação de transportes diminuiu de 0,71% em fevereiro para 0,13% em março. Comunicação teve uma queda na taxa de 0,06% para –0,34% no período. O grupo despesas diversas manteve a taxa de 0,27% nos dois meses.

Edição: Juliana Andrade

 

Fonte: Agencia Brasil

+ sobre o tema

Entidades de segurança pública e direitos humanos dizem que novo edital precariza programa de câmeras da PM em SP

Entidades da sociedade civil ligadas à segurança pública manifestaram...

Convenção da extrema direita espanhola é alerta para o Brasil

"Manter o ideal racial de um continente branco de...

Aprovado no Senado, PL dos planos de adaptação esboça reação a boiadas do Congresso

O plenário do Senado Federal aprovou nesta terça-feira (15/05)...

Maranhão tem 30 cidades em emergência devido a chuvas

Subiu para 30 o número de cidades que decretaram...

para lembrar

Sonegação no Brasil é 20 vezes maior que gasto com Bolsa Família, diz Sinprofaz

  Daniel Lima, Brasília – A sonegação no...

Maria Montessori: médica italiana fascinada pela educação

Das aulas de pedagogia do curso normal, antigo curso...

Da pobreza para a universidade

por Gabriel Bonis Da infância no interior de Alagoas, Cleiton...

O Estado emerge

Mais uma vez, em quatro anos, a relevância do Estado emerge da catástrofe. A pandemia de Covid-19 deveria ter sido suficiente para demonstrar que...

Extremo climático no Brasil joga luz sobre anomalias no planeta, diz ONU

As inundações no Rio Grande do Sul são um alerta sobre o impacto econômico e social das mudanças climáticas que atinge todo o mundo....

IR 2024: a um mês do prazo final, mais da metade ainda não entregou a declaração

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda 2024, ano-base 2023, termina em 31 de maio. Até as 17 horas do dia 30 de...
-+=