Le Monde analisa racismo no Brasil

Em seu caderno de cultura e ideias do final de semana, o jornal Le Monde dedica duas páginas ao racismo no Brasil. “O país apresenta a imagem, enganadora, de uma sociedade tão mestiça que a cor da pele não conta. A ponto de se esquecer de que foi a nação mais escravagista da América. Mas as discriminações contra os negros – escola, universidade, trabalho – são tamanha hoje em dia que o país adotou cotas”, escreve o correspondente do jornal no Rio de Janeiro, Nicolas Bourcier.

O texto lembra que os trabalhos arqueológicos no local onde se encontrava o cais do Valongo, ponto de chegada dos escravos na virada do século 19, coloca em evidência a amplidão do comércio negreiro no Brasil: do século 16 ao século 19, 4 milhões de escravos desembarcaram no país, dez vezes mais que a quantidade enviada aos Estados Unidos.

O jornal cita Joaquim Barbosa, o primeiro juiz negro nomeado para o Supremo Tribunal Federal. O magistrado diz que “o racismo no Brasil é mascarado, sutil, expresso de maneira velada, subestimado pela mídia. Mesmo assim é extremamente violento”.

O jornalista de Le Monde explica que o Brasil tentou durante anos apagar seu passado escravagista. Da estratégia do governo de clarear a população graças à imigração maciça de trabalhadores europeus ao mito da democracia racial, o texto reconstitui várias fases da questão racial na sociedade brasileira.

O texto conclui dizendo que agora a mentalidade dos brasileiros está mudando. Um símbolo forte disso foi o debate sobre a discriminação positiva e a adoção do sistema de cotas para negros na universidade pública.

 

 

Fonte: rfi

+ sobre o tema

Dê licença (maternidade)

A divisão equânime das atribuições familiares é agenda importante Por...

Michael Jordan revela luta contra o racismo em seu novo livro

Michael Jordan é sem duvidas o maior nome do...

Lázaro Ramos: “Vivemos um tempo de grande brutalidade”

O ator Lázaro Ramos comentou nesta quarta-feira (11) os...

Denúncias de injúria e racismo são registradas diariamente no DF

Todos os dias, uma pessoa sofre com humilhações e...

para lembrar

Garotinha sofre injúria racial por se vestir de Frozen

A notícia é lá da Austrália, mas o caso...

Racismo é um impedimento ao desenvolvimento econômico brasileiro

Durante muito tempo a “branquitude” – o privilégio que...

‘Macaco e negro preguiçoso’ Pesquisadores negros da UFBA são vítimas de racismo em Salvador

Enviado por Terezinha Gonçalves pelo Facebook Prezados Colegas, Amigos e Professores,...
spot_imgspot_img

Futuro da gestão escolar

A educação pública precisa de muitos parceiros para funcionar. É dever do Estado e da família, com colaboração da sociedade, promover a educação de todas as...

Educação para além dos muros da escola

Você pode fornecer escolas de qualidade para os mais pobres e, mesmo assim, talvez não veja a mudança na realidade do país que se...

Criança não é mãe

Não há como escrever isto de forma branda: nesta quarta-feira (12), a Câmara dos Deputados considerou urgente discutir se a lei deve obrigar crianças vítimas de estupro à...
-+=