O sonho de Duvivier para o Brasil: democracia

Contra o golpe, colunista Gregório Duvivier descevre como um sonho o que seria “o povo no poder”: “O representante que tivesse mais votos seria o “eleito” –podíamos chamar esse processo todo de “eleições”. Aqueles que não fossem eleitos podiam esperar –vou chutar um tempo– quatro anos para tentar se eleger de novo. Se perdessem outra vez, esperavam por mais quatro anos. E daí por diante. Caso o representante cometesse um crime, seria deposto e convocaríamos novas eleições. Caso contrário, não”

No Brasil 247

Diante do golpe contra o governo Dilma Rousseff, o colunista Gregório Duvivier descreve como um sonho o que seria o regime democrático com o povo no poder.

“O representante que tivesse mais votos seria o “eleito” –podíamos chamar esse processo todo de “eleições”. Aqueles que não fossem eleitos podiam esperar –vou chutar um tempo– quatro anos para tentar se eleger de novo. Se perdessem outra vez, esperavam por mais quatro anos. E daí por diante. Caso o representante cometesse um crime, seria deposto e convocaríamos novas eleições. Caso contrário, não”, diz.

“A parte mais louca está por vir. Ninguém teria menos direitos por ser mais pobre. Ninguém precisaria pagar para ter saúde e ninguém estaria condenado a morrer por falta de dinheiro. A expectativa de vida, nesse regime louco, não seria proporcional à conta no banco. A qualidade da escola de uma criança não dependeria do salário dos seus pais. Mulheres –imagina só– ganhariam a mesma coisa que os homens e teriam os mesmo direitos sobre o próprio corpo. Claro, também haveria mulheres no poder. Sim, inclusive ministras. Por que não?”, acrescenta em outro trecho (leia aqui).

+ sobre o tema

Pobre Palmares!

  por Arísia Barros União,a terra de Zumbi, faz parcas e...

Olimpíadas de Tóquio devem ser novo marca na luta por igualdade

Os Jogos Olímpicos da Cidade do México, em 1968,...

Lei 13.019: um novo capítulo na história da democracia brasileira

Nota pública da Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais...

Gostoso como um abraço? – Por Maria Rita Casagrande

Por Maria Rita Casagrande para as Blogueiras Negras Feche...

para lembrar

O incrível hulk negro

Por: Zarcillo Barbosa   Hoje vou torcer para Mário...

PNDH III E A LUTA PELOS DIREITOS HUMANOS NO BRASIL

  A ABONG - Associação Brasileira de Organizações...

“Tudo que É Sólido Desmancha no Ar”, de Marshall Berman: disponível para ser baixado

Marshall Berman, filósofo estadunidense, morreu na última quarta-feira,...

Todos são suspeitos até que se prove o contrário

Por: Leonardo Sakamoto Um empresário foi morto após...

Não é mentira: nossa ditadura militar também foi racista

Em meio às comemorações da primeira e mais longeva Constituição brasileira, promulgada em 25 de março de 1824 – um documento que demonstra a pactuação...

Militares viram no movimento negro afronta à ideologia racial da ditadura

Documento confidencial, 20 de setembro de 1978. O assunto no cabeçalho: "Núcleo Negro Socialista - Atividades de Carlos Alberto de Medeiros." A tal organização,...

Um passado que permanece

Neste domingo (31) completam-se seis décadas do golpe de 1964. É dever daquelas e daqueles comprometidos com a verdade e a justiça repetir o "Nunca...
-+=