Osmar Dias rebate declarações de Serra

O tucano disse que havia muito para ser revelado sobre o fracasso das negociações para construção de aliança com os pedetistas no Paraná

O candidato do PDT ao governo do Paraná, senador Osmar Dias, rebateu ontem, em entrevista em Maringá, as insinuações feitas pelo presidenciável do PSDB, José Serra. Em visita a Curitiba na última terça-feira, o tucano disse que havia muito para ser revelado sobre o fracasso das negociações para construção de aliança com os pedetistas no Paraná e sobre o acordo fechado por Dias com petistas e peemedebistas.

“Eu não sei o que o José Serra quer dizer com isso. Se ele tiver alguma coisa para falar, que o faça. Não há nada para ser revelado. Meu partido está na base de apoio do governo Lula e proibia essa aliança”, afirmou Osmar em referência a negativa da direção nacional do PDT em autorizar o avanço de negociações para que fosse firmada aliança com o PSDB no Paraná.

O senador pedetista chegou a encaminhar uma carta para a cúpula nacional de seu partido informando que os tucanos apresentaram proposta de apoiar sal candidatura a reeleição em troca do apoio ao projeto eleitoral do ex-prefeito de Curitiba, Beto Richa (PSDB) – agora adversário de Osmar na briga pelo Palácio das Araucárias.

Ainda em Maringá, Osmar Dias voltou a atacar Serra citando a caminhada que o presidenciável fez pelo calçadão da rua XV de Novembro, no centro de Curitiba. “O Serra que fale do candidato dele. Quem fala por mim é o presidente Lula. Disputar uma eleição é apresentar propostas, e não sair por aí desfilando”, disparou.

Reforço – Os principais articuladores da aliança de Dias trabalham na construção de uma possível agenda para visita do presidente Lula e da candidata petista a presidência Dilma Roussef a Curitiba. A princípio, a data escolhida seria o próximo dia 16, mas segundo o secretário nacional de comunicação do PT, deputado federal André Vargas, não nada confirmado. “A possibilidade maior é de que a Dilma venha. Isto está quase certo. A questão do Lula ainda depende de adequar a agenda. Estamos trabalhando nisso”, explicou Vargas.

Osmar Dias comentou ontem a importância da participação do presidente Lula em sua campanha. “Minha candidatura surgiu de um convite pessoal do presidente. Foi a partir desta conversa que passei a negociar com os demais integrantes do PT. Assumi o compromisso de apoiar a Dilma aqui no Paraná e representar e dar continuidade as políticas sociais do governo Lula”, afirmou. (AB)
Fonte: Bem Paraná

+ sobre o tema

Kamala Harris diz que está ‘honrada’ com apoio de Biden e que pretende ‘merecer e ganhar’ candidatura democrata

A vice-presidente Kamala Harris disse em uma declaração neste domingo que...

Biden desiste de reeleição após pressão e anuncia apoio a Kamala Harris

Após pressão de democratas, o presidente dos Estados Unidos, Joe...

Para cumprir os ODS, o Estado brasileiro precisa parar de matar pessoas negras

Em um período de dez anos (2012-2022), o Brasil...

para lembrar

Obama convoca conselho para discutir abusos a privacidade

O presidente dos EUA, Barack Obama, vai se reuniu...

Vá votar em legítima defesa!

A eleição do Brasil em 2022, sem dúvidas, será...

`Kyrie eleison´ diante dos conflitos da Santa Sé e do Vaticano

AS FORÇAS OCULTAS QUE LEVARAM BENTO XVI À RENÚNCIA Por:...

Impressões da entrevista com o presidente Lula

No Blog Quilombo, Dennis de Oliveira reflete sobre as...

Coalizão de entidades lança campanha por mais negros nos parlamentos

A Coalizão Negra por Direitos, que reúne mais de 200 entidades, dará início à campanha “Quilombo nos Parlamentos Eleições 2024”. O lançamento acontece na...

Kenarik Boujikian é nomeada para a Secretaria Nacional de Diálogos Sociais da Presidência

A desembargadora aposentada do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) Kenarik Boujikian foi nomeada nesta sexta-feira (21) para o comando da Secretaria Nacional de Diálogos Sociais e...

Precarização do trabalho rural impacta mais pessoas negras e mulheres

Um relatório da Oxfam Brasil indica que mulheres e pessoas negras são as maiores vítimas das consequências da informalidade no trabalho rural. De acordo com o...
-+=