Palavra Viva – Dramaturgia de Dione Carlos traz coletâne de uma das mais proeminentes escritoras contemporâneas

Editores apostam na tecnologia quilombola para divulgar a literatura Afrobrasileira e indígena

A dramaturga, roteirista, atriz e curadora Dione Carlos, um dos nomes mais relevantes do teatro contemporâneo brasileiro lançará, no próximo dia sete de julho a coletânea: Palavra Viva: Dramaturgias de Dione Carlos. O lançamento, que terá a presença de Leda Maria Martins, Valmir Santos e Rodrigo Jerônimo, encerrará o evento Brasis Territórios Dissonantes, promovido pelo Sesc Pinheiros e que contará com uma programação de peso com nomes como Bia Ferreira, Coletivo Há-Manas e Jeferson Tenório. 

Publicado pelo Laboratório Editorial Aquilombô, o livro conta com as seguintes peças: Oríkì, Mamute, Revoltaя e Caim. Além disso, Palavra Viva traz dois prefácios/ensaios escritos por Leda Maria Martins e Valmir Santos, ambos os textos apresentam e ajudam o leitor a mergulhar nas dramaturgias de Dione Carlos dando uma perspectiva crítica e teórica para a obra. 

Leda Maria Martins, em seu prefácio, afirma que: “Dramaturgias oferece à nossa fruição um conjunto de peças nas quais se destacam algumas das mais acentuadas qualidades que marcam a produção cênica de Dione Carlos”. Já Valmir Santos nos indica que,em Palavra viva, “é possível apreender movimentos tectônicos da sociedade que se arraigou no patriarcalismo. Autocuidado para a saúde mental e física. A condição da mulher e do povo negro é particularmente vetorial nas narrativas. Mitologias africana e bíblica surgem redimensionadas à luz ou, melhor, à escuridão de injustiças à flor da pele”. 

Marcos Fábio de Faria, editor e curador do Laboratório Editorial Aquilombô, comenta que “publicar Dione Carlos é um movimento de extrema importância para o teatro negro brasileiro, pois, sem dúvida, estamos falando dos textos mais significativos da literatura dramática contemporânea brasileira”. Rodrigo Jerônimo, idealizador do Aquilombô ressalta que “essa é nossa quarta publicação e, assim como as anteriores, nossa curadoria zelou por seguir uma linha editorial que tem nos alegrado muito, publicando autoras negras relevantes

para o cenário nacional”. O Aquilombô já publicou Cristiane Sobral, Cidinha da Silva e Rosane Borges. 

SERVIÇO 

O quê? lançamento do livro Palavra Viva: Dramaturgias de Dione Carlos (Laboratório Editorial Aquilombô). 

Quando e onde? 07/07/2022 – Evento: Brasis Territórios Dissonantes. Sesc Pinheiros – Rua Paes Leme, 195, Pinheiros, São Paulo. 

Quanto? R$ 25,00 

+ sobre o tema

Celebrações para Iemanjá acontecem em Salvador e outras cidades baianas no dia 2 de fevereiro

Já há alguns anos, as celebrações a orixá Iemanjá realizadas no...

Duas Mulheres Negras: histórias de religiosidade popular e resistência

Ana Lúcia E. P. Valente, Neusa Maria Mendes Gusmão Fonte:...

Kaya Thomas criou um app que te ajuda a encontrar livros de autores negros

A alfabetização da comunidade negra foi um dos gritos...

Africanos em condições sub-humanas são encontrados em Criciúma

Após uma denúncia, a Defesa Civil de Criciúma, no...

para lembrar

Negros e pardos sofrem mais com a falta de saneamento

*Tão perto e tão longe das soluções O Brasil evoluiu...

Morre Edyr de Castro, integrante das Frenéticas

Morreu na manhã de terça-feira, aos 72 anos, no...

Mês da Consciência Negra agita o RS

Seminários, oficinas, palestras, rodas de conversa, rodas de...

Elisangela Freitas Costa foi eleita a Miss Florianópolis 2013

A Prefeitura de Florianópolis através Secretaria Municipal de Turismo...
spot_imgspot_img

Estou aposentada, diz Rihanna em frase estampada na camiseta

"Estou aposentada", é a frase estampada na camiseta azul que Rihanna, 36, vestia na última quinta-feira (6), em Nova York. Pode ter sido uma brincadeira, mas...

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...
-+=