“Pantera Negra” pode ser divisor de águas em Hollywood

Desempenho do filme nas bilheterias americanas pode forçar Hollywood a reavaliar o trabalho que concede a atores e cineastas negros

Por Anousha Sakoui Do Exame

Filme bateu os recordes do fim de semana prolongado do feriado do Dia do Presidente dos EUA com uma estreia de US$ 235 milhões (Marvel/Divulgação)

filme “Pantera Negra”, da Walt Disney, bateu os recordes do fim de semana prolongado do feriado do Dia do Presidente dos EUA com uma estreia de US$ 235 milhões, um desempenho que pode forçar Hollywood a reavaliar o trabalho que concede a atores e cineastas negros.

O primeiro filme de super-herói da Marvel com um afro-americano no papel principal continuou atraindo multidões sem precedentes depois de atingir um pico histórico com vendas de aproximadamente US$ 192 milhões no fim de semana, informou a ComScore na segunda-feira por e-mail. A bilheteria dos quatro dias também superou a previsão da Disney.

Sucesso gera sucesso em Hollywood e o dinheiro que “Pantera Negra” arrecadar provavelmente abrirá a porta para mais filmes de ação com elencos e cineastas negros. A Disney ainda não anunciou uma continuação, mas isso parece provável.

“Esperamos ansiosamente o dia em que casos assim não sejam anomalias”, disse John Fithian, CEO da Associação Nacional de Proprietários de Cinemas dos EUA, à Bloomberg TV na sexta-feira. “Estes filmes podem criar precedentes para outros filmes assim no futuro.”

Durante o fim de semana prolongado, “Pantera Negra” ultrapassou a projeção de vendas da Disney, de US$ 210 milhões, previsão que a empresa já havia elevado no sábado, pois havia estimado inicialmente US$ 198 milhões. Box Office Pro havia estimado vendas de US$ 205 milhões e Box Office Mojo havia projetado US$ 212 milhões.

A Disney lançará no próximo mês “Uma Dobra no Tempo”, um filme para jovens adultos com um elenco grande e diversificado, da diretora afro-americana Ava DuVernay, a primeira mulher negra a dirigir um filme com um orçamento de US$ 100 milhões.

“Pantera Negra” também foi o filme de maior bilheteria no mundo durante o fim de semana, arrecadando US$ 361 milhões, de acordo com um comunicado do estúdio. O filme foi lançado em cerca de 70 por cento dos territórios internacionais que devem exibi-lo, mas na China, o segundo maior mercado do mundo, só estreará em 9 de março.

Diversidade

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, junto com alguns estúdios e grupos do setor, tem pressionado por mais diversidade em Hollywood. Se houver uma continuação de “Pantera Negra”, o chefe da Marvel, Kevin Feige, disse em entrevista à Variety que esperava que o diretor afro-americano Ryan Coogler voltasse.

A Disney anunciou pela primeira vez os planos para realizar o filme “Pantera Negra” em 2014. O filme recebeu críticas muito positivas, com pontuações 100 por cento positivas dos principais críticos, de acordo com o agregador RottenTomatoes.com. A realização custou US$ 200 milhões, sem incluir as despesas de marketing, de acordo com o estúdio.

O recorde anterior de vendas no fim de semana de quatro dias do feriado do Dia do Presidente nos EUA foi de US$ 152,2 milhões para “Deadpool”, um filme de super-herói da Marvel lançado em 2016 pela 21st Century Fox, de acordo com a ComScore.

+ sobre o tema

O rastafari

Introdução A expansão do Cristianismo Ortodoxo nas Américas ocorreu, principalmente...

O craque se despede: Rivaldo, uma canhota fulminante

  O astro brasileiro, campeão do mundo em...

África terá crescimento forte e precisa agir contra pobreza, diz Banco Mundial

O crescimento econômico da África Subsaariana deve acelerar...

Pantera Negra: Protagonista diz que sente fazer parte de algo histórico

Ator falou sobre a importância de ser um protagonista...

para lembrar

A roupa que habito: Vestimentas e adereços reforçam identidade de pessoas negras a partir da estética africana

Indumentárias são usadas como símbolos políticos de resistência. Por Itana Alencar,...

Kobe se despede com show e emoção em noite de virada incrível dos Lakers

A quarta-feira (13) foi histórica para o basquete. O...

Os cinco sabores, por Adriana Graciano

por Adriana Graciano Primeiro gosto de tocá-lo com os olhos Depois...

Pesquisa iniciada por universitário assassinado em PE ganha prêmio

Aluno de biomedicina da UFPE foi morto em fevereiro.Estudo...
spot_imgspot_img

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...
-+=