domingo, dezembro 4, 2022
InícioÁfrica e sua diásporaAfro-brasileiros e suas lutasPOCONÉ: Wilson Santos participou do Dia da Consciência Negra

POCONÉ: Wilson Santos participou do Dia da Consciência Negra

Fonte: Agua Boa News –

Um dia após o 20 de novembro que marca o Dia da Consciência Negra, o prefeito cuiabano Wilson Santos, em pré-campanha do PSDB a governador, visitou neste sábado à comunidade quilombola Laranjal (a 40 km do perímetro urbano de Poconé) e declarou, em discurso, ser um defensor das causas da negritude…

Disse que o Brasil deveria indenizar e pedir perdão aos africanos que foram trazidos para solo brasileiro e humilhados. “O Brasil há de pagar por humilhar os negros”, diz Santos, acompanhado de políticos negros, entre eles seus secretários Aurélio Augusto (Esportes e Cidadania), Carlos Carlão (Educação), Jacy Proença (Promoção de Igualdade Racial) e Euclides Santos (Infraestrutura), que foi prefeito de Poconé, além do vereador pela Capital Roosevelt Coelho.


Lembrou e fez críticas à Câmara Municipal de Vila Bela da Santíssima Trindade, primeira capital de Mato Grosso, por, no passado, ter “financiado” pessoas para massacrar negros. Em outro momento do discurso, Santos exibiu um troféu que recebeu em maio deste ano, em São Paulo, no 4º Prêmio África Brasil/2009. Disse que foi escolhido, enquanto prefeito, como única representação pública do país, um sinal de reconhecimento do Centro Cultural Africano de que divulga projetos e ações que beneficiem comunidades afro-brasileiras em várias áreas.


Destacou que a prova maior para receber o troféu foi o fato de ter inserido no currículo escolar de Cuiabá, em 2007, a história, cultura e arte da África. De quebra, o pré-candidato à sucessão estadual fez questão de lembrar que também receberam o mesmo prêmio os presidentes Lula e Barack Obama, na categoria africano no mundo.

Guiado junto ao público pelo ex-prefeito e hoje seu secretário Euclides Santos, Wilson testou sua popularidade. Cumprimentou com beijos, abraços e apertos de mão diversas pessoas e posou para fotografia. Fez questão até de tirar um foto ao lado de um jovem que exibia uma garrafa do afrodisíaca Canjingin, fabricado em Vila Bela.


O prefeito afirmou que na primeira campanha ao Palácio Alencastro, em 2004, escolheu para vice a professora Jacy Proença e, por causa disso, enfrentou resistência dentro do PSDB. Lembra que se viu forçado a recorrer à direção nacional do partido para emplacar Jacy como companheira de chapa. Ela é negra e atua hoje como secretária. “Ela (Jacy) me ajudou a ganhar e foi uma ótima vice-prefeita e hoje cuida das questões voltadas à promoção da igualdade racial.


Com cerca de 1,5 mil pessoas presentes, a solenidade com representantes de 26 comunidades quilombolas foi uma homenagem aos negros. O grande ausente foi o prefeito Clovis Martins (PTB), adversário político do ex-prefeito Euclides, que “dominou” o território junto com Santos e a tropa de choque de Cuiabá. A vice-prefeita Meire Adalto (PT), que está distanciada de Clóvis, compareceu ao evento, assim como os vereadores poconeanos e peemedebistas João Bosco e Emir Lucas, o Arrepiado, e a petista Maria Rosa, além de representantes do Sebrae, Unemat e Funasa.

Matéria original

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench