Professor do Mackenzie faz piadas homofóbicas em sala e no Facebook, dizem alunos

Estudantes de Direito do Mackenzie dizem que o professor Marco Antônio Ferreira Lima, procurador de Justiça do MP-SP, costuma fazer piadas de cunho homofóbico em sala de aula. Nesta terça-feira, 30, Marco Antônio acusou uma aluna de racismo contra seu irmão, o também procurador e docente Paulo Marco Ferreira Lima.

“A aula dele (Marco Antônio) é séria. Mas, se houver oportunidade, eles faz piadinhas homofóbicas”, afirma o aluno do 8.º semestre Rodrigo Rangel, de 22, diretor geral do Centro Acadêmico da Faculdade de Direito do Mackenzie. Rangel já pegou matérias lecionadas por Marco Antônio.

Na página pessoal do procurador no Facebook, mensagens sobre homossexualidade são recorrentes. Ele faz várias críticas à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de reconhecer o direito de casais homossexuais à união estável.

A reportagem não conseguiu entrar em contato com o professor.

Veja alguns posts de Marco Antônio na rede social:

face9

face11

Fonte: Jornal Web

+ sobre o tema

“Estereótipo” Rapper Rashid disseca 517 anos de história e privilégios em novo clipe

Canção contundente sobre racismo e igualdade racial estará no...

OAB-PE – Estudante deve ser processada por preconceito e racismo

Jovem publicou mensagens no Twitter sugerindo câmaras de gás...

A violência policial contra a juventude negra de Pernambuco, por Laércio Portela

A violência policial contra a juventude negra de Pernambuco...

OAB rende moção de aplauso às seccionais que combatem o preconceito

Durante sessão ordinária do Conselho Federal da OAB realizada...

para lembrar

Exclusão racial no topo da pirâmide de renda do Brasil deve aumentar

A distância entre a fatia de negros e brancos...

Preconceito a gente vê por aqui – por Marcelo Carvalho

Sem motivo algum aquele policial militar ordenou que...

Negritude e consciência

“Uma civilização que se mostra incapaz de resolver os...

Os lugares mais racistas dos Estados Unidos

Estudo se baseia em buscas no Google que incluíam...
spot_imgspot_img

Novo Selo de Igualdade Racial será lançado para incentivar diversidade nas empresas, anuncia Anielle Franco

O governo federal planeja introduzir, até o final do ano, um "Selo de Igualdade Racial" destinado a reconhecer empresas públicas e privadas que implementam...

Professora denuncia aluno por injúria racial após estudante escrever ‘preto não é gente’ em folha de papel

Uma professora denunciou um estudante de 14 anos à polícia após ele escrever "preto não é gente" em uma folha de papel, em uma...

5 por dia: Bahia lidera ranking de mortes em ações policiais no primeiro quadrimestre

Enquanto a localização de lideranças criminosas aumentou na Bahia no início de 2024, a letalidade das ações policiais também registrou crescimento. De acordo com o Ministério...
-+=