Prorrogadas, até 19/10, inscrições para o ’8º Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero’

Participantes concorrem a bolsas de estudo e premiação total em dinheiro no valor de R$ 46 mil

 

As inscrições para o 8º Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero estão prorrogadas até o dia 19 de outubro de 2012, conforme edital publicado no Diário Oficial da União, de 14 de junho. Trata-se de uma iniciativa da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), do Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação (MCTI), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), do Ministério da Educação (MEC) e da ONU Mulheres.

A coordenadora-geral de Educação e Cultura da SPM, Hildete Pereira, destaca que o prêmio tem como objetivo estimular e fortalecer a reflexão crítica e a produção científica em torno das desigualdades existentes entre homens e mulheres no Brasil. Ele contempla as questões de gênero, raça e etnia, classe social, geração e sexualidade.

Podem participar estudantes do ensino médio, graduação, mestrado e doutorado; e graduadas e graduados, especialistas, mestras e mestres. A premiação também é aberta a escolas públicas e privadas de ensino médio, que realizem projetos e ações pedagógicas para a promoção da igualdade entre homens e mulheres, nas suas interseções com o enfrentamento à discriminação racial, étnica e de orientação sexual.

Entre as instituições que desenvolvem projetos e ações pedagógicas voltadas à promoção da igualdade de gênero, será premiada uma escola por região. O valor do prêmio é de R$10 mil, que deverá ser aplicado na ampliação e fortalecimento de ações promotoras da igualdade de gênero.

A categoria “Estudante de Ensino Médio” têm duas etapas: a nacional e a por unidades da federação. Ao todo, serão 27 vencedores e/ou vencedoras, sendo uma pessoa por estado e Distrito Federal, que serão contemplados com computadores, impressoras e bolsas de estudo.

Já nas categorias “Estudante de Graduação”, “Graduado, Especialista e Estudante de Mestrado” e “Mestre e Estudante de Doutorado” serão premiados os seis melhores artigos científicos, sendo dois selecionados em cada categoria. Nessas últimas categorias, a premiação consiste na concessão de bolsas de estudo e premiação total em dinheiro no valor de R$ 46 mil.

Mais informações no site: www.igualdadedegenero.cnpq.br

 

 

Fonte:  Combate ao racismo ambiental

+ sobre o tema

Peruíbe aprova PL que proíbe contratar agressores de mulheres

A Câmara de Peruíbe aprovou por unanimidade durante a...

Produtos destinados a mulheres são até 12,3% mais caros

Disparidade começa na infância Por MAHILA AMES DE LARA , da Poder360 Imagem Ilustrativa...

bell hooks: 4 livros para conhecer o trabalho da ativista e feminista negra

Na última semana o mundo perdeu uma personalidade importante...

44 frases (e fragmentos de poesias) sobre o amor. Por Camila Nogueira

Este artigo é o primeiro de uma série. Nela,...

para lembrar

Jurema da Silva

Destaque como mulher negra na política brasileira, Jurema da...

Mais de 1,4 mil travestis e transexuais pediram nome social no título

Levantamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) revela que, até...
spot_imgspot_img

Elogio ao estupro e ódio às mulheres

Nem sempre é fácil dizer o óbvio. Mesmo porque, quando essa necessidade se impõe é fundamental entender as razões que estão por trás dela. Mas...

Angela Davis: “O desafio é manter a esperança quando não vemos sinais”

Angela Davis, filósofa professora americana, é como uma estrela de rock do ativismo pelos direitos humanos e do movimento negro. Sua popularidade atravessa gerações...

IBGE: mulheres assalariadas recebem 17% menos que os homens

Dados divulgados nesta quinta-feira (20/06) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que a disparidade salarial entre os gêneros no Brasil se mantém em...
-+=