quarta-feira, dezembro 7, 2022
InícioSem categoriaSão Paulo: Programação celebra Dia da Consciência Negra

São Paulo: Programação celebra Dia da Consciência Negra

Em comemoração do Dia da Consciência Negra (20/11), o Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso (CCJ) e a Galeria Olido programaram, durante este mês, encontros, palestras e debates sobre o tema; e o Piano na Praça convidou Dom Salvador e Lobato Acarahyba para apresentações ao ar livre.

 

O Ponto de Leitura da Olido recebe Raquel Trindade, filha do poeta Solano Trindade, considerada uma das maiores griôs (guardiões do conhecimento) vivas no país, para falar sobre a trajetória de seu pai e de sua família na luta contra a discriminação racial. Segundo ela, a maior lição deixada por Trindade está neste pensamento: “não faremos lutas de raças, porém, ensinaremos aos irmãos negros que não há raça superior, nem inferior, e o que faz distinguir uns dos outros é o desenvolvimento cultural. São anseios legítimos a que ninguém de boa fé poderá recusar cooperação.”

 

No sarau O negro pela poesia são apresentados textos em prosa e poesias de escritores que tiveram, em suas obras, influência das culturas africana e brasileira. Contos do autor moçambicano Mia Couto são analisados durante a Confraria da Leitura.

 

A programação do CCJ conta com uma semana temática para discutir Africanidade brasileira, com a mostra de cinema O Recorte África/Brasil e com uma apresentação especial do rapper BNegão.

 

A semana temática recebe a dançarina, cantora e poeta Maria Tereza para ministrar a oficina Poesia e identidade negra. A cineasta Lílian Solá Santiago relembra sua experiência como ex-moradora do bairro de Vila Nova Cachoeirinha, onde se localiza o CCJ, e comenta seu trabalho no cinema. Depois da conversa, são exibidos dois curtas-metragens da diretora, Graffiti e Balé de pé no chão.

 

O poeta Carlos Assumpção, autor importante na poesia negra brasileira, recebe uma homenagem especial. A música de Chico Science & Nação Zumbi e o movimento manguebeat são enfocados pelo escritor Herom Vargas.

 

A capoeira ganha duas oficinas. Em uma delas, os orientadores ensinam a confeccionar berimbau. Na outra, é relembrada a história dessa arte marcial, trazida ao Brasil Colonial durante o século 16. O sarau Memória e origem; um cortejo musical que retoma danças e cantigas transmitidas pela tradição oral; e uma palestra sobre a África, com a escritora Juliana Ribeiro, completam as atividades.

Confira a programação

 

Serviço: Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso. Av. Deputado Emílio Carlos, 3.641 – Vila Nova Cachoeirinha. Tel. 3984-2466. Atendimento: 3ª a domingo, das 10h às 20h. Galeria Olido. Av. São João, 473 – Centro. Tel. 3331-8399 e 3397-0171. De 4 a 30. Grátis.

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench