Sebrae libera aplicativo para microempresário

O Qipu ajuda empreendedor na gestão financeira, controla as vendas e compras durante todo o ano e prepara a declaração anual; app está disponível para download nos sistemas iOS e Android e, em breve, será oferecido também para o Windows Phone; segundo o Sebrae, o aplicativo foi criado para atender aos microempresários, que normalmente trabalham sozinhos e têm pouco tempo para dedicar à gestão financeira

No Brasil 247

O Qipu, aplicativo para ajudar microempresários a cumprir com as obrigações, está disponível para download. Produzido para plataformas móveis, o aplicativo é gratuito e roda nos sistemas iOS e Android. Em breve, estará disponível também para o  Windows Phone.

De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o aplicativo foi criado para atender aos microempresários, que normalmente trabalham sozinhos e têm pouco tempo para dedicar à gestão financeira. O aplicativo, por exemplo,  controla as vendas e compras durante todo o ano e prepara a declaração anual para o empreendedor. Entre as funcionalidades do aplicativo estão as notificações, como lembretes para o pagamento da Declaração de Arrecadação Simplificada (DAS-MEI) e para fazer entrega da Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

O microempreendedor individual é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário. Para ser um microempreendedor individual, é necessário faturar no máximo até R$ 60 mil por ano e não ter participação em outra empresa como sócio ou titular. Ele também pode ter um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria.

Entre as vantagens  está o direito de ter o registro no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), o que facilita a abertura de conta bancária, o pedido de empréstimos e a emissão de notas fiscais. O microempreendedor individual pode contratar um empregado pagando um salário mínimo ou o piso da categoria.

Sobre as obrigações tributárias, o Sebrae informou que esse empreendedor deve apenas pagar uma guia mensal (DAS-MEI), que varia de R$ 40,40 a R$ 45,40, dependendo da área de atuação, valor destinado à Previdência Social e aos impostos sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) ou Sobre Serviços (ISS). Os valores são atualizados anualmente de acordo com o salário mínimo.

O microempreendedor individual enquadra-se no Simples Nacional e é isento do pagamento dos tributos federais Imposto de Renda, Programa de Integração Social (PIS), Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), Imposto sobre Produtos Industrializados e Contribuição Socal sobre o Lucro Líquido (CSLL). Além da guia mensal, esse tipo de empreendedor tem outra obrigação, que é entregar a declaração anual.

O aplicativo foi desenvolvido pelo Sebrae, em parceria com o Buscapé Company.

+ sobre o tema

EUA criticam Brasil por trabalho escravo e tráfico de pessoas

Por: ANDREA MURTA   Esforços do país para resgatar...

Vozes d´África – Jaime Sodré

Jaime Sodré A África clama por um novo olhar. Mulheres...

Dilma adia legalização de terreiros de umbanda para evitar nova crise

Plano seria lançado ontem, mas foi barrado por receio...

Cinco moradores de rua são mortos no Jaçanã

Por: AFONSO BENITES e MÁRCIO PINHO Também foi assassinado...

para lembrar

Marco Feliciano deixa a Comissão de Direitos Humanos e Minorias

Mandato termina em fevereiro mas, com o recesso parlamentar...

Evento reúne micro e pequenos empresários negros em SP

Seminário Brasil Afroempreendedor debaterá sustentabilidade econômica de micro e...

Mais de 12 mil queixas de violação de crianças foram registradas em 2013

Os registros do primeiro quadrimestre representam 35% de todas...

Periferia na Mídia: curso universitário analisa cobertura midiática das periferias

Promovido pelo Periferia em Movimento, curso acontece nos dias...
spot_imgspot_img

NOTA PÚBLICA | Em repúdio ao PL 1904/24, ao equiparar aborto a homicídio

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns – Comissão Arns vem a público manifestar a sua profunda indignação com a...

Nota pública do CONANDA contrária ao Projeto de Lei 1904/2024

O Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente – CONANDA, instância máxima de formulação, deliberação e controle das polícas públicas para a...

Marcelo Paixão, economista e painelista de Geledés, é entrevistado pelo Valor

Nesta segunda-feira, 10, o jornal Valor Econômico, em seu caderno especial G-20, publicou entrevista com Marcelo Paixão, economista e professor doutor da Universidade do...
-+=