Sérgio Vaz celebra o lançamento de Flores da Batalha em sarau com convidados no Itaú Cultural

Prestes a completar 35 anos de intervenção urbana por meio da poesia, o fundador do Sarau da Cooperifa será acompanhado de poetas, escritores, músicos e jornalistas para declamar versos de seu mais recente livro, seguido por uma sessão de autógrafos. Disponível para venda no local, a obra aborda lutas coletivas a partir de paisagens da zona sul da capital paulista. Um dia antes, site do Itaú Cultural publica entrevista exclusiva com o autor

No dia 10 de maio (quarta-feira), às 20h, o Itaú Cultural recebe o poeta Sérgio Vaz para um sarau de apresentação do seu livro Flores da Batalha, publicado em abril de 2023 pela Global Editora. Ao lado de Vaz, participam do sarau o músico Cacão Avoz, o escritor Marcelinho Freire, a autora e jornalista Elizandra Souza, o músico e poeta Akins Kintê, a poetisa e escritora Dinha, a escritora Raquel Almeida, a jornalista Esmeralda Ribeiro, a escritora Laura Conceição, a poetisa Dona Edite e a professora e escritora Samanta Biotti. 

Obra, que teve o prefácio assinado pelo músico Emicida, traz relatos profundos das dores e da alegria de viver na periferia de São Paulo. 

A reserva de ingressos para participar do evento na Sala Itaú Cultural está disponível pela plataforma INTI (acesso pelo site www.itaucultural.org.br).

O sarau no Itaú Cultural da sequência à itinerância do poeta com o seu livro desde o lançamento em abril no teatro Cemur, em Taboão da Serra. Depois seguiu para outras localidades, como a livraria Martins Fontes, na Paulistaa, e o Boteco da Dona Tati, na Barra Funda. 

Flores da Batalha fala sobre a luta coletiva do homem e da mulher preta, da população que pega ônibus às cinco horas da manhã, todos os dias, para trabalhar, das pessoas que sonham e lutam diariamente pelos seus ideais, mesmo que sejam negligenciadas pelo sistema. Nas paisagens que moldam o livro, o autor segue dando protagonismo à zona sul de São Paulo. Vaz achou na rua a oportunidade de se expressar, criando arte que fala com e para as pessoas que cresceram e são moldadas por experiências periféricas.

Na apresentação, escrita por Emicida, ele cita Mário de Andrade, que em 1924 clamou por um “Brasil com alma”, em uma carta para Carlos Drummond de Andrade. “Para isso todo sacrifício é grandioso e sublime”, complementou o músico que, como muitos outros moradores periféricos, teve Sérgio Vaz como inspiração para descobrir a poesia e o universo literário. 

Entrevista com o autor

No dia 9 de maio, terça-feira, o site do Itaú Cultural (www.itaucultural.org.br) publica entrevista exclusiva com Sérgio Vaz. Na conversa, o autor fala sobre a sua concepção de poesia e a trajetória em 35 anos de intervenção urbana nas periferias.

Ele ainda aborda questões relativas aos projetos Sarau da Cooperifa e Poesia Contra a Violência, além da necessidade de reconstrução do coletivo e fala sobre o novo livro Flores da batalha, feito durante a pandemia, lançado recentemente e tema do sarau no IC.

O autor

Considerado o poeta da periferia, além de escritor Sérgio Vaz é um agitador cultural nas periferias do Brasil. Ele é o criador da Cooperifa (Cooperativa Cultural da Periferia) e do Sarau da Cooperifa – movimento que transformou o bar Zé Batidão, da periferia da zona sul de São Paulo, em centro cultural. 

Realizada todas as terças-feiras, a iniciativa promove o encontro de leitores e escritores, leva a poesia às escolas, entre outras ações culturais. A iniciativa já influenciou e deu origem a quase 50 saraus, além da publicação independente de mais de 100 livros. 

Autor de oito livros, Vaz publicou as obras Colecionador de Pedras, Literatura, Pão e Poesia e Flores de Alvenaria, todas pela Global Editora. De forma independente, ele ainda lançou os livros Subindo a Ladeira Mora a Noite, A Margem do Vento, Pensamentos Vadios, A Poesia dos Deuses Inferiores e Cooperifa – Antropofagia Periférica.

SERVIÇO: 

Sarau Flores da Batalha

Com Sérgio Vaz e convidados, seguido de sessão de autógrafos da obra 

(Global Editora, 272 págs, R$ 39)

10 de maio (quarta-feira), às 20h

Sala Itaú Cultural – Piso térreo

Capacidade: 224 pessoas

Duração: 90 minutos 

Classificação Indicativa: Livre

Reservas pela plataforma INTI (acesso pelo site www.itaucultural.org.br)

Entrada gratuita 

– Para a programação presencial, é necessário apresentar o QR Code do ingresso na entrada da atividade até 10 minutos antes do seu início. Após este horário, o ingresso não será mais válido. 

– A bilheteria presencial abre uma hora antes do evento começar. 

Fila de espera em programações com ingressos esgotados: 

Os ingressos reservados valem até 10 minutos antes do início da sessão. Após esse horário, os ingressos que não tiverem o check-in feito na entrada do auditório, perdem a validade e serão disponibilizados para a fila de espera organizada presencialmente.  

Devolução de ingresso: 

Em caso de imprevistos ou impossibilidade de comparecimento à programação para a qual reservou o ingresso, solicite o cancelamento deste através do e-mail [email protected] até duas horas antes do início do evento. Essa solicitação é muito importante e garante que o ingresso seja utilizado por outras pessoas que queiram prestigiar o evento. 

Programação sujeita a cancelamento: 

O Itaú Cultural informa que sua programação, virtual ou presencial, poderá ser cancelada em caso de contaminação por Covid-19 de qualquer artista envolvido. Nesse caso, os ingressos adquiridos perdem a validade. O público que reservou o ingresso será notificado por e-mail. Um eventual reagendamento da programação ficará a exclusivo critério do IC, de acordo com a disponibilidade de agenda, sem preferência para quem adquiriu os ingressos anteriormente. 

Itaú Cultural  

Avenida Paulista, 149, próximo à estação Brigadeiro do metrô 

Informações: pelo telefone (11) 2168-1777

Whatsapp: (11) 963831663

E-mail: [email protected]

Acesso para pessoas com deficiência física  

Estacionamento: Entrada pela Rua Leôncio de Carvalho, 108.  

Com manobrista e seguro, gratuito para bicicletas.  

www.itaucultural.org.br   

www.twitter.com/itaucultural   

www.facebook.com/itaucultural   www.youtube.com/itaucultural

+ sobre o tema

Fifa orienta 32 seleções do Mundial a ajudarem Haiti

Entidade 'aconselha' equipes a doarem 2% da renda de...

Will Smith divulgou no Facebook foto com elenco de Um maluco no pedaço

Não sei se é essa época do natal que...

Rosa Passos

Rosa Passos nasceu e cresceu cercada de música na cidade...

Ficamos satisfeitos por ver África a crescer

Por: Durão Barroso O presidente da Comissão...

para lembrar

Vacina contra meningite sem refrigeração é testada com sucesso na África

Por: Amanda Lourenço   Um dos maiores desafios na...

Morreu a inesquecível Natalie Cole

Filha e herdeira musical de Nat King Cole, a...

Conheça histórias de luta contra o racismo no Brasil

No  Brasil, racismo é crime. Mas foi necessária muita...
spot_imgspot_img

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...

Nota de pesar: Flávio Jorge

Acabamos de receber a triste notícia do falecimento do nosso amigo e companheiro de militância Flávio Jorge, o Flavinho, uma das mais importantes lideranças...

Estou aposentada, diz Rihanna em frase estampada na camiseta

"Estou aposentada", é a frase estampada na camiseta azul que Rihanna, 36, vestia na última quinta-feira (6), em Nova York. Pode ter sido uma brincadeira, mas...
-+=